Menu
Busca quinta, 22 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Populares lamentam suspensão do Dourados Brilha

Populares opinam sobre suspensão do Dourados Brilha; Veja

24 novembro 2017 - 17h50Por Da Redação

A justiça determinou a suspensão do evento “Dourados Brilha 2017” que aconteceria de 08 a 24 de dezembro e a medida não é aprovada por alguns populares. No entanto, há também quem apoie a mesma. O Dourados News foi às ruas e ouviu algumas pessoas sobre o assunto.


Conforme mostrado pelo Dourados News, como base foi citado que “a ação teve como principal objetivo impedir a aplicação de vultuosa quantia em dinheiro para a realização de evento festivo, enquanto a população douradense padece de serviços dignos de saúde, educação, segurança, habitação, saneamento básico universal, dentre outros serviços de caráter obrigatório e absolutamente essenciais, mas que não têm sido tutelados pelos requeridos”.


Para José Carlos dos Santos, 53, decorador de ambientes, o município tem condições de fazer o evento.


“Na minha opinião dá para fazer como está sim, não ia mudar em nada quanto a situação econômica melhor ou pior, por conta do evento. Eu sempre trago meus filhos e netos e acho que faria falta não ter nada”, diz. 


O evento bem “econômico” é a saída apontada por Wilson Amaral Prieto, 45, funcionário público.

“Se fizer algo mais simples e poupar, dá para ter festa e direcionar o restante do que ia aplicar em áreas como a saúde e assistência social”, diz. 


A cidade decorada e o clima festivo do evento são considerados especiais para a cabeleireira Eliane Barbosa, 41, que diz não apoiar a medida. 


“Nós já temos um dia a dia tão difícil para no final do ano não ter o brilho do natal na nossa cidade. Tem que fazer, não deve se poupar nesse evento tão gostoso que temos, as famílias esperam, as crianças participam de apresentações, é um clima muito bom”, cita. 


Maria Aparecida Barbosa, 48, tem a opinião similar a de Eliane. Ela cita que sempre vai ao evento com a família e sentirá falta se não ocorrer.


“É um momento de festa, meus filhos e netos vão comigo ver as atrações e meus parentes que vem passar com a gente também gostam de ir a praça, gostamos muito das variedades que tem de alimentação, dos brinquedos, uma pena se realmente não tiver”, disse. 


O promotor de vendas Higor Rodolfo de Paula,30, afirma que gostaria que o evento seguisse neste ano. Ele cita que as atrações e a cidade decorada atraem o movimento de pessoas na área central e impacta no movimento para o comércio, o que é bom para a economia local e para os trabalhadores. 

“É muito bom o evento, a decoração de natal, tudo traz um clima de festa. Ações assim para pessoas como eu que trabalham com venda no centro, ajudam muito, sem isso acredito que o comércio vai contar com um impacto negativo”, diz. 


A estudante Alessandra Savala, 24, é contra ao cancelamento do evento. Ela cita que apesar da crise é necessário um esforço para valorização de ações culturais e que estimulem a interação familiar. Para ela, Dourados precisa de mais atividades do gênero. 


“Tem que ter o Dourados Brilha, festejar é dar o toque ao final de ano, reunir a família. Meus pais por exemplo, vem para a cidade e costumamos ir a praça. Eu morava em Bonito antes e lá sempre tem atrações culturais gratuitas na praça, aqui tem pouco e penso que o que tem não deve ser cortado”, comenta. 

José Carlos dos Santos é a favor que o evento ocorra

A opinião contrária constatada pela reportagem, foi a de Pedro Henrique da Silva, 25, auxiliar administrativo.

Para ele, os recursos empenhados em festa podem ser guardados para investimentos em serviços para os douradenses no próximo ano. 


“Se fala em crise, então não tem que gastar com festa. Quando estamos ‘apertados’ financeiramente, cortamos o lazer no dia a dia e penso que esse é o momento da prefeitura segurar, para por exemplo começar 2018 com melhorias nos atendimentos dos postos de saúde, no asfalto”, comenta. 


Entenda a medida


A pedido do Ministério Público Estadual, o juiz José Domingues Filho determinou ao Município de Dourados, ao Estado de Mato Grosso do Sul e à Sanesul a imediata suspensão de todos os efeitos do convênio e do contrato 195/2017 firmado para a realização do evento “Dourados Brilha 2017”, até julgamento final da demanda.


Ainda, de acordo com a decisão, fica estabelecido que os órgãos se abstenham de praticar qualquer ato para a execução do evento, proibindo o desembolso de qualquer verba de natureza pública para sua organização e realização.

Posicionamento da prefeitura

No final da tarde desta sexta-feira (24), a prefeitura de Dourados emitiu uma nota sobre o fato, na qual afirma que a Procuradoria Geral do Município fará os encaminhamentos necessários sobre a medida. Veja a nota na íntegra: 


Com a decisão judicial que suspendeu o Dourados Brilha/2017 e paralisa qualquer ato relacionado a organização, a Prefeitura de Dourados esclarece que a PGM (Procuradoria Geral do Município) tomou ciência da situação e fará os encaminhamentos necessários.

Todavia, há a preocupação da falta de tempo hábil para a hipótese de futura e eventual execução do evento, pelos prazos judiciais que são capazes de ultrapassar o período de final do ano, inclusive pelo recesso forense.A administração municipal respeita a decisão judicial, porém, lamenta o fato de não poder brindar a população com essa tradicional festa para a família douradense. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUDICIÁRIO
TJ/MS promove o 4º Seminário de Gestão Socioambiental na próxima semana
CAPITAL
Homem é preso após mulher reagir a assalto e derrubar ladrão de motocicleta
CLIMA
Previsões indicam que outubro deve acabar chuvoso em Dourados
REGIÃO
MS recupera mais de R$ 90 milhões de créditos em Dívida Ativa com o Refis
DOURADOS NEWS PERGUNTA
Como diminuir os gastos com a folha salarial, que por um ano ficou acima da Lei de Responsabilidade?
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 32 milhões nesta quinta-feira
TV DOURADOS NEWS
Liandra Brambilla fala de sua experiência trabalhando na saúde em Dourados
UFGD
Mulheres na ciência é tema de webconferência na próxima segunda-feira
DOURADOS
Aced traz Aly Baddauhy Jr para Roda Empresarial desta quinta-feira
GÁS DA BOLÍVIA
STF inicia julgamento que pode render R$ 1 bilhão patra Mato Grosso do Sul

Mais Lidas

DOURADOS
Acidente entre carreta e motocicleta mata mulher na BR-163
HOMICÍDIO EM 2013
Condenada pela morte do ex em Dourados é presa na Capital
DOURADOS
Motorista bêbado causa acidente em semáforo da Avenida Marcelino Pires
DOURADOS
Carona de motociclista que morreu em acidente com carreta corre risco de ter perna amputada