Menu
Busca terça, 03 de agosto de 2021
(67) 99257-3397

População baiana faz fila para se despedir do senador ACM

20 julho 2007 - 19h09

Horas antes da chegada do corpo do senador Antonio Carlos Magalhães (DEM) a Salvador (BA), cerca de 500 pessoas já faziam fila nas imediações do Palácio da Aclimação (centro), hoje à tarde, para prestar condolências aos familiares dele.

Corpo de ACM deixa InCor para ser levado a Guarulhos, de onde segue para Salvador
Pelo menos 300 policiais militares foram mobilizados para disciplinar as filas e controlar o acesso do público ao palácio.

Motoristas de táxi --categoria que tradicionalmente apoiou o grupo político comandado por ACM-- de quase todas as empresas que rodam em Salvador amarraram fitas pretas às antenas de seus veículos para simbolizar o luto.

"Nunca vi uma pessoa tão identificada com as raízes de sua terra como o senador Antonio Carlos Magalhães", disse Vítor Santana, motorista de táxi há 23 anos.

No Mercado Modelo, uma das principais atrações turísticas de Salvador, os barraqueiros interromperam o atendimento aos clientes e fizeram um minuto de silêncio. Nos bares e restaurantes do Pelourinho, proprietários creditaram a ACM a recuperação do centro histórico de Salvador.

"Foi Antonio Carlos Magalhães, com a sua coragem, quem devolveu este patrimônio histórico à Bahia, ao Brasil e ao mundo", disse o empresário Clarindo Silva, proprietário de um bar e restaurante no Terreiro de Jesus (centro histórico).

População de Salvador faz fila para dar último adeus ao senador Antonio Carlos Magalhães
Muitos moradores e comerciantes do centro histórico também colocaram bandeiras pretas e cartazes nas sacadas e varandas em homenagem ao senador. Na mais famosa igreja da Bahia, a do Senhor do Bonfim, havia hoje fiéis com camisas estampadas com a foto de Antonio Carlos Magalhães.

Responsável por quebrar uma hegemonia de 16 anos do carlismo na Bahia, o governador Jaques Wagner (PT) decretou luto oficial de cinco dias no Estado. "Antonio Carlos Magalhães despertou amor e ódio, mas a sua influência política é inegável", disse o governador.

Na nota oficial divulgada logo após a morte de ACM, Jaques Wagner disse que, "durante as últimas décadas, Antonio Carlos Magalhães exerceu reconhecida liderança política na Bahia e no Brasil". Outro adversário político do senador, o prefeito João Henrique Carneiro (PMDB), também decretou luto oficial de cinco dias na capital baiana.

Em algumas bancas de jornais, os proprietários colocaram fotos do senador. As baianas vendedoras de acarajé também prestaram homenagens ao ex-presidente do Congresso. Em alguns tabuleiros, faixas e cartazes faziam referências a ACM.

O Palácio da Aclamação, onde o corpo do senador será velado durante toda a madrugada, foi adquirido pelo governo da Bahia em 1912. Até 67, era a residência oficial do governo baiano. A partir deste ano, passa a ser utilizado, esporadicamente, para os despachos do governador e algumas cerimônias oficiais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Assessora vai à polícia e diz que foi ameaçada de morte por vereadora
DOURADOS
Assessora vai à polícia e diz que foi ameaçada de morte por vereadora
Produtos sem documentação escondidos em caminhão de mudança são apreendidos
CONTRABANDO
Produtos sem documentação escondidos em caminhão de mudança são apreendidos
Cultura publica chamamento no valor de R$ 5,3 milhões para Festival
VERBA
Cultura publica chamamento no valor de R$ 5,3 milhões para Festival
LEGISLATIVO DE MS
Assembleia retorna hoje com sessões e quatro matérias pautadas
AJUDA
Caixa libera hoje saques do auxílio emergencial para mais um grupo
CORGUINHO 
Homem é flagrado cortando orelhas de cães e diz se tratar de 'simpatia'
EDUCAÇÃO
Conheça 5 áreas em alta para os profissionais de administração com o Claretiano!
AMAMBAI
Passageiro de ônibus com destino a Capital é flagrado com 'skunk' e haxixe
LIGA NACIONAL
Após duelo na Taça Brasil, Juventude e Joinville se encaram na Liga
NAVIRAÍ
Adolescente de 16 anos é apreendido por gerenciar boca de fumo

Mais Lidas

SP
Homem leva menina de 15 anos ao hospital e diz que ela morreu após sexo; polícia investiga
POLÍCIA
Jovem é agredida durante assalto em Dourados
PANDEMIA
Jovem de 21 anos e sem comorbidades é vítima do coronavírus em MS
DOURADOS
Motorista embriagado foge, causa acidente e termina preso