Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Ponte com capacidade para 5 toneladas está recebendo caminhões com até 60

20 janeiro 2010 - 18h00





 



Ponte sobre o rio Sucuriú

 


 



As estradas que ligam o Estado de Mato Grosso do Sul aos Estados de Goiás e Mato Grosso estão transformadas no caos. Produtores da região da Baús, no Município de Costa Rica, estão revoltados com o governo do Estado que veio adiando a construção do asfalto nas duas rodovias e só iniciou as obras agora, no período chuvoso, o que dificultou mais ainda o escoamento da safra. Uma ponte de madeira com capacidade para cinco toneladas na MS 316 está prestes a causar acidente com carretas carregadas que transportam até 60 toneladas e atravessam o rio Sucuriú. O Hora da Notícia permaneceu próximo da ponte por uma hora, nesse período 16 caminhões cruzaram a mesma.

As dificuldades de trafego nas rodovias MS 316 e MS 306 revoltam produtores que estão transportando a safra da região para os armazéns e vivem o calvário da incerteza que o grão vai chegar ao destino no tempo previsto, tornando o custo com o frete ainda mais oneroso. A rodovia MS 316, em uma extensão de 16 km, liga a rodovia MS 306, que vai ligar o Mato Grosso do Sul aos Estados de Goiás e Mato Grosso, dificultando a vida de quem está indo em direção a São Paulo ou vice-versa.

A rodovia MS 306 está com o trecho conhecido como “Bolicho Seco” e Capela interditado devido ao volume de chuvas que tem caído na região. Em alguns locais na rodovia está minando água, o que provocou a precariedade, levando caminhões a ficarem atolados e, consequentemente, a interdição pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos).

Uma média de 100 caminhões trafegam pela MS 306 todos os dias, devido a interdição esses veículos estão cruzando pelo centro da cidade de Costa Rica, o que vem ocasionando a destruição do asfalto na Avenida principal, José Ferreira da Costa.

O Hora da Noticia conversou com o caminhoneiro, Messias Francisco de carvalho, 50 anos, que transporta uma carga da cidade de Campinas/ SP para Tangará da Serra/ MT. Revoltado ele disse: “isso é uma vergonha. Os políticos deveriam tomar vergonha na cara”. Francisco vai além e diz: “é muito triste viajar por essa estrada”. Outro que disparou criticas ao governo foi o caminhoneiro Marcelo que transportava 60 toneladas em sua carreta: “isso e uma vergonha para os políticos”- disse.

O Hora da Noticia procurou o representante da Agesul em Costa Rica, mas ele informou estar impedido de falar com a imprensa. A assessoria de imprensa da Secretaria de Obras do Estado prometeu informar se haverá apoio para que os veículos tenham condições de trafego e como vai ser resolvido o problema da ponte.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Empresária paulista perde R$ 50 mil ao negociar compra de sucata
ECONOMIA
Governo Federal libera mais R$ 28,7 bilhões para auxílio emergencial
TRÁFICO
PRF apreende 254 quilos de maconha e prende batedores na fronteira
SUPREMO
Celso de Mello envia à PGR requerimento contra Carla Zambelli
PONTA PORÃ
Motorista não explica procedência de R$ 68 mil e acaba na Polícia Federal
ARTISTA
Pagamento da 1ª parcela do edital “MS Cultura Presente” está disponível
POLÍTICA
Governo vai disponibilizar lista de quem recebeu auxílio emergencial
JUSTIÇA
Após 26 dias presa, mulher que matou marido a facadas ganha liberdade
BANDEIRA TARIFÁRIA
Conta de luz não terá cobrança extra até o fim do ano, informa Aneel
BR-262
Veículo furtado na Bahia é recuperado durante barreira sanitária

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura estende toque de recolher em 2h em Dourados
PANDEMIA
Dourados tem mais de 150 casos de Covid-19 e secretário diz ser assustadora a crescente na região
PANDEMIA
Dois meses após decreto de emergência, Dourados confirmou 127 casos de Covid-19
PANDEMIA
Número de pacientes internados por coronavírus em Dourados sobe 50% em 24h