domingo, 16 de janeiro de 2022
Dourados
36°max
22°min
Campo Grande
34°max
23°min
Três Lagoas
36°max
25°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Ponta Porã discute a lei de cotas e agricultura familiar

23 setembro 2003 - 16h16

A lei que estabelece um percentual das vagas para negros, indígenas e egressos das escolas públicas na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul é o tema de uma audiência pública que acontece na Câmara de Vereadores de Ponta Porã, a partir das 19 horas da próxima quinta-feira, dia 25 de setembro. A iniciativa é da vereadora Denize de Oliveira (PT) e do deputado estadual Pedro Kemp (PT), autor do projeto que se transformou na Lei das Cotas.Por seu caráter polêmico, a lei tem suscitado intensos debates na sociedade. De um lado, os opositores se apegam ao argumento de que ela aprofundaria o preconceito contra negros e indígenas - uma vez que passariam a ser vistos como "privilegiados". Por outro, a defesa da Lei das Cotas fundamenta-se em números que comprovam que o processo de seleção para as universidades públicas privilegia o ingresso de estudantes com alto poder aquisitivo (que vieram da escola particular ou passaram por cursinho). Os defensores da lei acreditam que ela ajude a facilitar o acesso à universidade aos estudantes pobres e de etnias que compõem o grosso da base da pirâmide social brasileira - como é o caso dos negros e índios."A nossa idéia é promover uma discussão democrática, onde os diversos pontos de vista possam ser expressados e a comunidade possa debater diretamente com quem está no centro deste debate", afirma a parlamentar pontaporanense.Já na sexta-feira, a partir das 8h, na Associação Comercial de Ponta Porã, acontece o 1º Seminário sobre a Agricultura Familiar. O evento, também organizado pela vereadora Denize de Oliveira, terá o foco no fortalecimento dos pequenos produtores como estratégia de desenvolvimento sustentável. Participam do debate autoridades do governo do Estado e do governo federal, além de parlamentares.Já confirmaram presença no seminário: os deputados Pedro Kemp e João Grandão (da Comissão de Agricultura do Congresso Nacional), o gerente nacional do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), Adorian Sanches (do Ministério do Desenvolvimento Agrário), o diretor de Aqüicultura e Pesca para o Centro-Oeste, David Lourenço (Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca da Presidência da República), Adilson Gonçalves (da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário) e o superintendente de Orçamento e Programas Especiais da Seplanct (Secretaria de Estado de Planejamento e de Ciência e Tecnologia), Paulo Guilherme Cabral.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Morre no Rio, aos 64 anos, a atriz Françoise Forton
LUTO

Morre no Rio, aos 64 anos, a atriz Françoise Forton

INTERNACIONAL

No Vaticano, papa Francisco diz rezar por vítimas das chuvas no Brasil

PANDEMIA

Presidente: autoteste pode conter transmissão de vírus mais rápido

Veículos colidem frontalmente na MS-450 e vítimas são encaminhadas para hospital
ACIDENTE

Veículos colidem frontalmente na MS-450 e vítimas são encaminhadas para hospital

ESPORTE

Rayssa Leal fatura STU de Criciúma, 1ª etapa do circuito brasileiro

REGIÃO

Menor sofre acidente colidir bicicleta contra veículos em via pública

SAÚDE

Síndrome de Burnout é reconhecida como fenômeno ocupacional pela OMS

EDUCAÇÃO

Prefeitura abre processo seletivo para estagiários de Ensino Médio e Superior

INTERNACIONAL

EUA: ocupação de sinagoga termina com sequestrador morto

DOURADOS

Apartamento é invadido e placa de vídeo de computador furtada

Mais Lidas

REGIÃO

Carro pega fogo e motorista morre em colisão entre Dourados e Fátima do Sul

DOURADOS

Confusão próxima à região conhecida como 'cracolândia' deixa homem ferido

TRAGÉDIA

Motorista carbonizado em acidente na BR-376 morava em Dourados

DOURADOS

Homem é preso por agredir, trancar em cômodo e ameaçar matar mulher e filha com facão