Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Ponta Porã define mutirão para combater a dengue

25 fevereiro 2010 - 12h30

No dia 5 de março toda a população será convocada para eliminar criadouros do mosquito transmissor da doença. Meta da Secretaria Municipal de Saúde é impedir que ocorra uma epidemia na cidade


Ponta Porã mais uma vez estará se mobilizando de forma intensiva, no combate ao mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, doença que vem se alastrando por toda a região de fronteira.

Uma reunião ocorrida nesta quarta-feira, no Anfiteatro da Prefeitura de Ponta Porã, reuniu representantes de diversos segmentos da sociedade civil, lideranças religiosas, bem como diretores das escolas públicas e privadas, e órgãos de segurança como Exército, Policia Militar e Corpo de Bombeiros.

Conforme afirmou o secretário municipal de Saúde, Josué Lopes, a medida foi tomada em virtude do considerável aumento dos casos da doença e objetiva traçar uma estratégia que envolva toda a população, buscando evitar uma epidemia da dengue. “Vamos realizar um mutirão, um verdadeiro pente fino na cidade, para coletar lixo, entulhos, garrafas, tudo que sirva de criadouro do mosquito transmissor da dengue. A participação destas instituições é fundamental, para orientar a comunidade sobre os perigos da doença e organizar a coleta destes reservatórios que contêm larvas do aedes aegypti” explicou Josué Lopes.

Ele lembrou ainda que o município uma situação alarmante, com índices consideráveis relacionados à doença. “Ainda não registramos uma epidemia, como em outras cidades. Porém, se todos não ajudarem, será difícil impedir que isto venha a ocorrer”.

Josué lamentou que “mesmo com todo trabalho feito pela equipe da secretaria de saúde, pelos agentes de saúde, divulgação nos meios de comunicação e panfletos educativos, a população ainda ao tem dado a contribuição devida para resolvermos o problema” frisou Josué Lopes, ressaltando que, “desta forma decidimos agir com mais rigor para evitar uma nova epidemia”.

Números
A Secretaria Municipal de Saúde informou que, no período entre janeiro a fevereiro deste ano, foram notificados 231 casos, sendo confirmados 58 casos de dengue em Ponta Porã. Destes 58 casos três foram contraídos em Campo Grande, 03 em Dourados, 01 no estado do Paraná e 01 em Pedro Juan Caballero (PY).

Os índices apontam que a região central da cidade é a mais preocupante com 13 casos confirmados, seguido do bairro Altos da Glória com 5 casos e zona rural com 4 casos de dengue. No entanto os casos de dengue atingiram todas as regiões de Ponta Porã.

As autoridades temem por uma situação como a ocorrida em 2007, quando foram notificados 1.972 casos e confirmados 1.181 casos de dengue.

“Naquele ano, a efetiva participação de toda a sociedade e das diversas instituições de ensino e segurança, foi fundamental para diminuir os casos da doença nos anos seguintes” lembrou Josué Lopes.

A idéia de engajar as escolas no mutirão que será realizado nos próximos dias agradou aos diretores que participaram da reunião. O diretor da Escola Municipal Manoel Martins, Carlos Crespo, destacou a importância do mutirão e da participação das escolas, para evitar que os números de casos de dengue aumentem. “Considero a escola decisiva. Ela está próxima da comunidade e os alunos, repassam para os seus pais, se transformando em multiplicadores, na coleta de lixo e eliminação dos criadouros do mosquito”.

O professor Yhuldes Bueno, também foi taxativo ao afirmar que o agravamento da doença se deve à falta de comprometimento da população, sendo um grave problema cultural. “As pessoas precisam se conscientizar, ou seja, limpar os seus terrenos, recolher lixo, se preocupar com o bem estar de toda comunidade em todos os instantes” salientou Yhuldes.

Na oportunidade a equipe do Centro de Controle de Zoonoses, apresentou um mapa detalhando as regiões de maior índice de infestação da doença e como vem sendo feito o monitoramento, por parte da equipe da secretaria de saúde, para evitar uma epidemia.

Durante a reunião foi definida a realização de um grande mutirão, no próximo dia 5 de março, em todas as regiões de Ponta Porã, com a participação de diversas instituições, buscando esclarecer a população e recolher materiais que servem de depósito do mosquito da dengue.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Homem é capturado e entregue à polícia com espingarda
MÚSICA
Cantor e compositor Evaldo Gouveia morre de Covid-19 no Ceará
POLÍCIA
Homem encontrado morto sob a ponte do Calarge tinha 38 anos
PANDEMIA
Estado alerta que Dourados deve ser cidade com mais casos de Covid-19 na próxima semana
DOURADOS
Homem é encontrado morto embaixo de ponte no córrego Laranja Doce
EDUCAÇÃO
SED cria página para transmissão das aulas em tempo real pela internet
INFLUENZA
Mato Grosso do Sul chega a quase 2 mil notificações de Síndrome Respiratória Aguda Grave
POLÍCIA
Abordado em carro com placas da capital, viciado entrega traficante em Dourados
CAPITAL
Primo desaparecido pode ser oitava vítima do "pedreiro assassino"
DATAFOLHA
Pesquisa aponta que 67% reprovam aproximação de Bolsonaro com 'Centrão'

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
COVID-19
Curva segue ascendente e Dourados ultrapassa 200 casos de coronavírus
PANDEMIA
Comitê diz que Dourados não é epicentro do novo coronavírus e descarta lockdown