Menu
Busca quarta, 12 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
ELEIÇÕES 2018

TRE-MS desaprova prestação de contas de três candidatas e determina a devolução de R$ 591 mil aos cofres públicos

13 dezembro 2019 - 14h05Por Da Redação

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) acatou parecer do Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral) em relação à prestação de contas de duas candidatas a deputada estadual e uma candidata a deputada federal nas eleições de 2018. As prestações de contas apresentaram irregularidades e as candidatas deverão devolver ao Tesouro Nacional toda a verba utilizada com despesas não comprovadas.

Deputada Federal - A candidata a deputada federal do Partido Trabalhista Cristão (PTC) contratou 14 coordenadores de campanha e apenas quatro cabos eleitorais, pagando a alguns deles valores exacerbados, variando de R$ 600 a R$ 13 mil. Além disso, gastou R$ 10 mil contratando uma empresa para realizar uma pesquisa eleitoral que, comprovadamente, não foi em favor dela, e sim de um candidato a senador do mesmo partido, PTC. Ela deverá devolver R$ 125 mil aos cofres públicos.

Deputadas Estaduais - Uma das candidatas a deputada estadual, do Partido Republicano da Ordem Social (Pros), recebeu R$ 150 mil em recursos vindos diretamente do Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), que não possuía coligação com o Pros. A prática de transferência de fundos de campanha entre partidos que não possuem coligação é vedada pelo TRE. O dinheiro se originou no Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) e se enquadra como recurso de fonte vedada, devendo ser integralmente ressarcido aos cofres públicos.

Vale destacar que, dos R$ 150 mil que recebeu, quase R$ 148 mil foram gastos com pagamento de pessoal, algo que não exige nota fiscal e é mais difícil de rastrear. Segundo parecer técnico do TRE, chama atenção o fato da candidata não ter diversificado a campanha com pagamentos para carros de som, panfletos ou criação de páginas na internet, mas sim utilizado quase a totalidade da verba para militância e mobilização de rua. Ela justifica isso alegando que sua estratégia de campanha foi na rua, boca a boca. Cabos eleitorais e coordenadores foram contratados em vários municípios do estado e, na maioria dos casos, o número de votos em cada município foi inferior ao número de contratados.

Já a candidata a deputada estadual pelo antigo Partido Republicano Brasileiro (PRB – atualmente Republicanos) não apresentou recibo de várias despesas. Além disso, três supostos primos da candidata foram contratados. Segundo o Tribunal, a contratação de primos não seria vedada, uma vez que são parentes de 4° grau. Porém não foi comprovado que os referidos eram de fato seus primos, não sendo apresentada nenhuma documentação. Uma vez que são familiares, a documentação que atesta o grau de parentesco por ela alegado não seria difícil de ter em mãos.

Dos R$ 760 mil recebidos pelo fundo de campanha, ela deverá devolver R$ 316 mil que foram utilizados com despesas não comprovadas, uma vez que o TRE não achou razoável a prestação de contas.

As três candidatas, juntas, computaram menos de 600 votos.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Congresso marca três reuniões para analisar todos vetos presidenciais
REFORMA TRIBUTÁRIA
Comissão avalia situação dos estados nesta quarta
CASAS POPULARES
Agência de habitação faz pré-seleção para novas moradias em Taquarussu
DOURADOS
População ainda pode participar de questionário para novo Plano Diretor
MUNDO NOVO
Homem é preso por tráfico e violência doméstica
AÇÃO CONJUNTA
Bitrem com carga de madeira ilegal é apreendido e empresa multada em mais de R$ 10 mil
BRASIL
Publicado guia com novos critérios para triagem de doadores de sangue
ANTÔNIO JOÃO
Foragido da Justiça é preso durante ação da Polícia Civil
PANDEMIA
Acordo proíbe consumo de bebidas na Capital entre 13 e 16 de agosto
BRASIL
Conselho do FGTS aprova distribuição de R$ 7,5 bi para trabalhadores

Mais Lidas

DOURADOS
Suspeito de atropelar motociclista durante racha na BR-163 se apresenta à polícia
DOURADOS
Amigos vão procurar homem e encontram corpo em avançado estado de decomposição
DOURADOS
Motociclista é atingido por veículo que praticava "racha' e tem fratura exposta
CORGUINHO
Jovem morre após sofrer acidente durante passeio de moto com amigos