quarta, 24 de julho de 2024
Dourados
21ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
CONTAS PÚBLICAS

TCE-MS encaminha à Alems projeto para atender demandas da estrutura organizacional

20 junho 2024 - 15h09Por Da Redação

O Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul encaminhou à Assembleia Legislativa o Projeto de Lei 128/2024 que trata da consolidação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do Quadro de Pessoal do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul, cria funções comissionadas e cargos em comissão na estrutura funcional do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul.

O Projeto cria 20 cargos em comissão para atender a demanda do Tribunal de Contas, em especial, a estrutura dos gabinetes dos conselheiros substitutos, o setor de tecnologia da informação, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e novos projetos. “Esses novos cargos vão ao encontro das necessidades apresentadas por algumas unidades da Corte de Contas, devido ao aumento de atribuições que foram ocorrendo ao longo do tempo, como por exemplo, a implementação de projetos como o Programa Integrados pela Garantia dos Direitos da Primeira Infância”, explica a diretora da Secretaria de Gestão de Pessoas, Elaine Góis.

Atender a demanda do setor de Tecnologia da Informação também era necessário para otimizar os processos, melhorar a prestação de serviço ao cidadão e aumentar a eficiência geral. “A TI é extremamente importante para o setor público. A criação dos cargos de diretor, chefe e assessor de tecnologia da informação vai garantir que a tecnologia seja usada de forma estratégica para o alcance dos objetivos da administração pública”, ressalta o presidente do TCE-MS, conselheiro Jerson Domingos.

O PL 128 também altera a nomenclatura do cargo de auditor estadual de controle externo para auditor de controle externo, atendendo a diretrizes da Atricon – Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil, visando a padronização da carreira e a criação de uma identidade nacional aos servidores titulares das atribuições finalísticas de auditoria; e altera a denominação e símbolos de 7 cargos de chefe I para chefe de gabinete de conselheiro.

Outras alterações se restringem à nomenclatura para ajustes no quadro de pessoal, promovendo uma adequação precisa e eficiente das designações dos cargos, alinhando-as às práticas institucionais e às demandas operacionais.

A Corte de Contas do Estado tem previsto em lei 470 servidores efetivos e 271 comissionados, já contando com os 20 novos cargos criados no Projeto de Lei; totalizando 741 cargos previstos. No Ministério Público de Contas a previsão legal é de 25 comissionados e 10 efetivos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ANTIRRETROVIRAL

Remédio injetável é 100% eficaz na prevenção do HIV, diz estudo

Agência antidrogas faz buscas por traficante brasileiro na fronteira
PARAGUAI

Agência antidrogas faz buscas por traficante brasileiro na fronteira

TECNOLOGIA

Sistema de informação do governo fica indisponível; PF é acionada

CAPITAL

Acusado de invadir casa de defensor público e roubar joias é preso

MERCADO FINANCEIRO

Dólar sobe e fecha aos R$ 5,65, em dia de pressão contra emergentes

NAVIRAÍ

Polícia Civil elucida homicídio qualificado e prende suspeito em Caarapó

MUNDO NOVO

Fiscais Estaduais doam imóvel no valor de R$ 2,5 milhões para UEMS

AQUIDAUANA

Homem que matou idosa, roubou objetos para trocar por drogas

SAÚDE

Hospital de MS lança 'Dia D' de cadastro de doadores de medula

AMAMBAI 

Mulher confessa que matou marido esfaqueado durante discussão

Mais Lidas

DOURADOS

Mais de três anos depois, Exército finaliza obras na pista do Aeroporto

DOURADOS

Expo-Flor começa na próxima semana na Praça Antônio João

DOURADOS

Aeroporto tem parte burocrática adiantada, mas Anac solicita 'pequenas correções' na pista

DOURADOS

Corpo encontrado carbonizado em rodovia é de servidor aposentado; mulher é presa na ação