Menu
Busca sábado, 28 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
JUDICIÁRIO

STJ manda soltar Pezão, ex-governador do Rio preso há um ano

10 dezembro 2019 - 19h20Por Agencia Brasil

A Sexta Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) determinou nesta terça-feira, dia 10 de dezembro, por 3 votos a 0, a soltura do ex-governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão, que está preso desde novembro do ano passado no âmbito da Operação Boca de Lobo, um dos desdobramentos da Lava Jato fluminense. 

A prisão de Pezão fora autorizada pelo ministro do STJ Felix Fischer, quando o político ainda estava em pleno exercício do mandato e após a Procuradoria-Geral da República (PGR) acusá-lo de receber mais de R$ 39 milhões em propina em um esquema de corrupção instalado entre 2007 e 2015 no governo do Rio.

Agora, os ministros da Sexta Turma do STJ entenderam que não estão mais presentes as condicionantes para a manutenção da prisão preventiva, entre as quais a possibilidade de ele voltar a delinquir ou de interferir na apuração dos fatos pelas autoridades.

Votaram pela soltura de Pezão os ministros Rogério Schietti, relator, Laurita Vaz e Nefi Cordeiro. Os ministros Sebastião Reis Júnior e Antonio Saldanha Palheiro declaram-se impedidos e não participaram do julgamento.

Em substituição à prisão, Pezão deverá usar uma tornozeleira eletrônica e será obrigado a ficar em casa entre as 20h e as 6h. Ele ainda fica proibido de deixar o estado do Rio de Janeiro sem autorização judicial e está impedido de ocupar cargos ou funções públicas tanto estaduais como municipais. O político também não pode entrar em contato, de nenhuma maneira, com outros envolvidos nos casos em que é investigado.

O advogado Fábio Mirza, que representa Pezão, comemorou o habeas corpus concedido a seu cliente. "Recebo com alegria. Decisão judicial não se comenta, se cumpre. Foi correta”, afirmou Mirza após o julgamento. Ele disse, porém, que o ex-governador não deve deixar nesta terça-feira (10) a unidade prisional da Polícia Militar em que se encontra, uma vez que ainda é necessário notificar as autoridades responsáveis por cumprir a determinação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Para justificar ausência no domingo, eleitor deve baixar e-Título hoje
ELEIÇÕES 2020
Para justificar ausência no domingo, eleitor deve baixar e-Título hoje
Ministro intima PGR para que se manifeste sobre desistência de Bolsonaro de prestar depoimento
STF
Ministro intima PGR para que se manifeste sobre desistência de Bolsonaro de prestar depoimento
Agepen institui comissão para regulamentar critérios na seleção de reeducandos para o trabalho
ESTADO
Agepen institui comissão para regulamentar critérios na seleção de reeducandos para o trabalho
STJ
Joesley Batista terá de pagar R$ 300 mil a Michel Temer por danos morais
Perícia no tapa-buracos de Dourados deve ter resultado preliminar na segunda-feira
INVESTIGAÇÃO
Perícia no tapa-buracos de Dourados deve ter resultado preliminar na segunda-feira
SALÁRIOS
Mais de R$ 500 milhões estão disponíveis para saques dos servidores estaduais
BRASIL
Beneficiário do Bolsa Família receberá por poupança digital
PANDEMIA
Campo Grande e Dourados lideram novos diagnósticos de Covid-19
INTERIOR
Pescador leva multa de R$ 1,5 mil na piracema
DOURADOS
Decreto é republicado por incorreção, agora com brechas para esporte coletivo e boliche

Mais Lidas

DOURADOS
Com leitos de UTI's lotados, prefeitura aumenta toque de recolher e manda fechar clubes
DOURADOS
Júri condena membros de grupo de extermínio a mais de 100 anos de prisão
PEDRO JUAN
Quatro corpos são encontrados enterrados na fronteira
BONITO
Mãe de bebê também morre após carro bater em coqueiro na MS-382