Menu
Busca quinta, 02 de julho de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Sob "olhares atentos" de Geraldo e Barbosinha, Azambuja sugere união na disputa pela prefeitura

21 novembro 2019 - 10h40Por André Bento

A disputa pela Prefeitura de Dourados nas eleições municipais de 2020 pode ter candidato de consenso. Essa é a avaliação do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), para quem nomes fortes cogitados atualmente como pré-candidatos de diversos partidos devem ter entendimento sobre a formação de unidade no próximo pleito.

Na manhã desta quinta-feira (21), durante entrevista coletiva concedida em um hotel da cidade, ele falou sobre essa questão diante dos olhares atentos do deputado estadual José Carlos Barbosa, o Barbosinha, pré-candidato do DEM, e do secretário de Estado de Saúde Geraldo Resende, candidato do PSDB derrotado por 3.103 votos na disputa de 2016 contra a prefeita eleita Délia Razuk.

Embora avalie ser muito prematuro falar sobre as eleições municipais de 2020, Azambuja reconheceu a meta de fortalecer a estrutura do PSDB e destacou que deve prestigiar partidos aliados e buscar uma convergência de ideias e de bons projetos para fazer a disputa num momento oportuno no ano que vem.

“Não nos elegemos sozinhos. Nos elegemos com aliados. Queremos nas eleições do ano que vem fazer de tudo para que a gente possa ter convergência de entendimento, onde for possível, de também ter apoio dos aliados, poder apoiar também os partidos aliados que nos ajudaram na reeleição, e fazer uma boa pactuação política. A política é a dinâmica da conversa”, ponderou.

Segundo o governador, os deputados estaduais Barbosinha (DEM), Marçal Filho (PSDB) e Renato Câmara (MDB), além de seu secretário de Saúde Geraldo Resende, são bons nomes para disputar a Prefeitura de Dourados.

“A política tem uma dinâmica própria, temos vários nomes que se destacam, Marçal, Barbosinha, Geraldo, Renato e outros que pleiteiam. Isso é legítimo. Mas temos certeza que esses atores da boa política, a própria prefeita que está no mandato hoje e tem dialogado também, acho que eles vão ter entendimento e a formação de uma unidade para a disputa”, afirmou.

Azambuja também reconhece haver desafios em algumas alianças, mas garantiu que não faltará empenho para supera-los em nome dessa convergência. “Muitas vezes não consegue até pelas peculiaridades locais, mas nós vamos fazer todo esforço para gente ter bom entendimento entre os partidos aliados para disputar as eleições municipais do ano que vem”, ressaltou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE
Inscrições para cursos de idiomas do IFMS vão até 10 de julho
DESACATO
Amambaiense é detido após insinuar que mulher não pode ser delegada de polícia
DOURADOS
Frente Parlamentar quer explicações sobre pagamentos com recursos do Covid-19
ECONOMIA
Contas públicas devem fechar este ano com déficit de R$ 828,6 bi
DOURADOS
Moradores de rua ganham cobertores após se recusarem a ir para abrigo
PANDEMIA
Julho abre repetindo baixo isolamento do mês anterior, afirma Saúde
BRASIL
Desigualdades e baixo aprendizado são os maiores desafios na educação
FISCALIZAÇÃO
PMA apreende mil metros de redes de pesca, solta 8 kg de peixes e uma tartaruga
BRASIL
MEC vai fornecer internet a alunos de baixa renda de instituições federais
DOURADOS
Decretos sobre aglomerações, igrejas e comércio terão mais 10 dias de vigência

Mais Lidas

REGIÃO
'Ciclone bomba' traz ventos fortes e alertas de granizo, chuvas e queda de temperatura a Dourados
PANDEMIA
MS soma mais cinco mortes de coronavírus; morador de rua douradense é uma das vítimas
POLÍCIA
Dupla é presa por tráfico de drogas no Dioclécio Artuzi
PANDEMIA
Dourados tem quatro mortes por Covid em 24 horas, uma das vítimas médico