Menu
Busca domingo, 12 de julho de 2020
(67) 99659-5905
SAÚDE

Senado aprova medida provisória que cria o programa Médicos pelo Brasil

27 novembro 2019 - 20h20Por G 1

O Senado Federal aprovou nesta quarta-feira, dia 26 de novembro, a medida provisória (MP) que cria o Médicos pelo Brasil. O programa prevê o envio de profissionais a locais de difícil acesso e alta vulnerabilidade.

A MP foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro em agosto, e o programa substitui o Mais Médicos, criado no governo Dilma Rousseff.

O texto foi aprovado pela Câmara nesta terça-feira (26) e analisado pelo Senado um dia antes do fim do prazo. Se não fosse aprovada pelos senadores até esta quinta (28), a medida provisória perderia a validade.

Durante a sessão, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, foi ao plenário e conversou com alguns senadores.

Como foi aprovada, a proposta que institui o Médicos pelo Brasil segue para a sanção presidencial.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Homem pergunta por crianças e é morto a facadas por ter sido considerado pedófilo
REGIÃO
Incêndio destroi casa em Fátima do Sul
ESPORTES
Wellington Silva, do Fluminense, testa positivo para Covid-19 e está fora da final do Carioca
REGIÃO
Metade dos leitos de UTI de MS está ocupado
CAMPO GRANDE
Festa com 80 pessoas em plena pandemia é finalizada pela Guarda
MS
Jovem morre após namorado capotar carro em Campo Grande
PANDEMIA
Secretário alerta que pessoas com covid-19 devem procurar hospital ao menor sinal de piora do quadro
MS E OUTROS ESTADOS
Ministério certifica instituições por contratar quase 17 mil presos
PANDEMIA
Morre ex-deputado Nelson Meurer, condenado na Lava Jato e internado por Covid-19
REGIÃO
Homem é autuado em quase R$ 10 mil por derrubada de árvores ilegal

Mais Lidas

ACIDENTE DE TRABALHO
Douradense morre após ser atingido na cabeça por peça de elevador de 20kg
DOURADOS
“Ele não conseguiu terminar o último plantão”, diz esposa de médico vítima da Covid
PANDEMIA
Em dia com quase 100 novos casos, Dourados tem mais uma morte por coronavírus
PANDEMIA
Pesquisadores veem medidas sem efeito e sugerem lockdown em Dourados