sexta, 24 de maio de 2024
Dourados
18ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Seminário discute políticas para Educação Especial em MS

29 setembro 2003 - 09h08

Segundo o Censo Escolar de 2002, ainda existem no Brasil cerca de seis milhões de jovens portadores de necessidades especiais fora do ensino regular. Mato Grosso do Sul tenta mudar este cenário e mantém hoje cerca de 2,1 mil alunos especiais matriculados no ensino fundamental que freqüentam as salas de recursos especiais, em escolas públicas. Para ampliar o debate sobre o assunto acontece hoje, dia 29 de setembro, o Seminário da Educação Especial cujo tema é “Discutindo a Educação na Diversidade Humana e as Políticas Educacionais para o Século XXI”.Apesar do número de alunos especiais matriculados ainda há muito a se fazer para essa população incluindo a capacitação de professores. De acordo com o Censo do IBGE existem 200 mil pessoas com algum tipo de deficiência em Mato Grosso do Sul. Os com problemas auditivos são em torno de 1,8 mil. O evento está acontecendo no Teatro Almir Sater, na Unaes em Campo Grande. De acordo com o Presidente do Conselho de Portadores de Necessidades Especiais do Estado, José Aparecido Costa, a Secretaria de Educação Especial do Ministério da Educação (SEESP/MEC), está desenvolvendo ações nas áreas de Capacitação de Recursos Humanos, Informática na Educação Especial e Apoio ao Deficiente Visual, que vai permitir ao aluno com necessidades educacionais especiais uma efetiva inclusão na escola regular, e no mercado de trabalho.  Segundo o Presidente, o Conselho tem buscado atender as diversas necessidades escolares especiais. A área da deficiência visual é a mais avançada. O livro didático lançado em Braile, que integra hoje o Programa Nacional do Livro Didático, do Ministério da Educação, colaborou muito na inserção do aluno especial ao mercado de trabalho e também na conquista da cidadania. “A participação de profissionais com conhecimento na área de educação especial deve enriquecer muito o Seminário”. Para o deputado federal Antônio Carlos Biffi, cujo mandato realiza o seminário, o Mato Grosso do Sul tem muito a ganhar, pois os convidados têm muito conhecimento e experiências que podem ser aproveitados aqui no Estado. Ele afirma que é um compromisso do governo tornar a escola um espaço aberto à diversidade e adequado ao ensino de todo e qualquer aluno, incluindo os especiais.O evento tem a parceria da Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso do Sul, Secretaria de Estado de Gestão Pública, Deputado Estadual Pedro Teruel (PT/MS), Deputado Estadual Ary Rigo, UNAES Faculdade de Campo Grande, UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), Digito Brasil, H2L Copiadoras. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONAB

Boletim aponta fretes mais baixos devido comercialização lenta de soja e milho

Foragido da Justiça condenado por estuprar a própria filha é preso  
10 ANOS

Foragido da Justiça condenado por estuprar a própria filha é preso  

ECONOMIA

Frigoríficos dizem que não falta boi no mercado

POLÍTICA

Polícia Federal pede novo inquérito contra deputado Chiquinho Brazão

CAPITAL

'UEMS na Comunidade' visita o bairro Moreninhas II neste sábado

OPORTUNIDADE

Senai e Energisa abrem 100 vagas para curso de eletricista para homens e mulheres

COMUNIDADE

Sicredi Centro-Sul MS/BA abre inscrições para Fundo Social 2024

BRASIL

Governo sobretaxa misturas no aço usadas para burlar punições

JUSTIÇA

STF julga validade de regras internacionais para sequestro de crianças

SÃO PAULO

Parada LGBT+ pede que público resgate cores da bandeira do Brasil

Mais Lidas

REGIÃO 

Empresários são detidos por desvio de energia elétrica após operação do SIG

R$ 37 MILHÕES

Empresa é contratada para prolongar avenida do Centro até parque público de Dourados

BR-463

Douradense é preso com drogas em carro de luxo

ITAPORÃ

Funcionário de fazenda morre durante manutenção em silo