Menu
Busca quarta, 30 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
BRASÍLIA

Secretário de Saúde de MS discute enfrentamento ao coronavírus

05 fevereiro 2020 - 18h20Por Da Redação

Secretários estaduais de Saúde de todo o país estão reunidos desde a tarde desta quarta-feira, dia 05 de fevereiro, em Brasília, na Assembleia do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) para discutirem a situação do novo coronavírus e estratégicas de enfrentamento ao vírus. O secretário estadual de Saúde de MS, Geraldo Resende, que é vice-presidente Regional do Conass, participa do encontro.

A previsão é de que os debates estendam-se até esta quinta-feira (06). O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Kleber participa da Assembleia do Conass para apresentar as ações do Ministério da Saúde voltadas ao enfrentamento do novo coronavírus. Os gestores estaduais apresentam em seguida as medidas que estão sendo tomadas nos Estados.

Em Mato Grosso do Sul a Secretaria Estadual de Saúde (SES) criou o Centro de Operações de Emergência (COE/MS), cuja primeira reunião aconteceu terça-feira (04.02), com o objetivo de auxiliar na definição de diretrizes estaduais para vigilância, prevenção e controle, bem como o acompanhamento e avaliação das ações desenvolvidas pelo Governo do Estado.

“Não foram detectados casos suspeitos em nosso Estado, porém vamos adotar todas as diretrizes preconizadas pelo Ministério do Trabalho e, nessa reunião do Conass em Brasília, padronizar os procedimentos para que todos os Estados tenham estejam preparados para enfrentar o novo vírus”, salienta Geraldo Resende.

O Ministério da Saúde solicitou a atualização de planos de contingência aos Estados e capitais. Os gestores federais, estaduais e municipais vão discutir os protocolos e medidas de prevenção, de acordo com a realidade de cada local.

COE-MS

O Centro de Operações de Emergência (COE/MS) criado em MS, será composto por integrantes da SES envolvidos na atuação em situações de emergências de saúde, de acordo com a estrutura existente na Secretaria. Tem como atribuições coordenar e executar as ações da saúde no âmbito estadual junto aos demais grupos, comissões, comitês, câmaras que atuam em situação emergencial relacionadas ao Novo Coronavírus. Também irá elaborar as Notas Técnicas e Informativas ou de procedimentos segundo a classificação da emergência, e as ações relativas à resposta rápida relacionadas ao nCoV.

Entre outras ações, o Centro de Operações também irá apoiar os municípios na estruturação das Vigilâncias em Saúde, bem como realizar o monitoramento, acompanhamento e avaliação de sua atuação, assim como monitorar os informes de alerta dos órgãos de acompanhamento para execução dos planos de ação em tempo oportuno.

Na semana passada, a SES encaminhou nota técnica aos profissionais de saúde dos 79 municípios, orientando sobre as ações a serem adotadas em caso de surgimento de pessoas com os sintomas da doença e de como proceder com a coleta de amostras para exames. A Secretaria recomendou às equipes de vigilância epidemiológica municipais, bem como serviços de saúde, a estarem alertas aos casos de pessoas com sintomatologia respiratória e que apresentam histórico de viagens para áreas de transmissão local do vírus, que tenha vínculo ou contato próximo com caso suspeito de novo corona vírus nos últimos 14 dias.

Boletim nacional

 Segundo boletim do Ministério da Saúde atualizado nesta quarta-feira (5/2), até as 13h00 (horário de Brasília), o Brasil segue sem casos confirmados, mas as suspeitas permanecem sendo monitoradas em quatro estados: RJ, RS, SC e SP. De acordo com o informe, o Centro de Operações de Emergência do governo federal registrou a diminuição de dois casos suspeitos em relação ao informe do dia anterior. Agora, 11 casos se enquadram na atual definição de caso suspeito para nCoV-2019. O Brasil segue sem casos confirmados.

Os casos suspeitos estão sendo monitorados pelo Ministério da Saúde nos seguintes Estados: Rio de Janeiro (1), São Paulo (4), Santa Catarina (1) e Rio Grande do Sul (5). Até às 13 horas desta quarta-feira (05) o Ministério da Saúde já descartou 21 casos para investigação de possível relação com a infecção humana pelo coronavírus, cinco casos a mais do que o boletim divulgado na terça-feira (04).

Deixe seu Comentário

Leia Também

UEMS
Projeto desenvolve "Sacolas de Inventar" para levar brincadeiras
CAMPO GRANDE
Polícia divulga foto de suspeito de assassinar garota de 18 anos a tiros
9ª REGIÃO MILITAR
Exército Brasileiro realiza a Operação Herácles de fiscalização em MS
CRIME AMBIENTAL
Pecuarista é multado em R$ 10 mil por manter duas antas em cativeiro
PANTANAL
Bombeiros superam cansaço e calor para controlar incêndios no Amolar
CAPITAL
Garras prende três com droga e munições para fuzil AK-47 na BR-163
LOTERIA
Confira as dezenas sorteadas da Mega-Sena; prêmio é de R$ 60 milhões
COXIM
Polícia Ambiental captura iguana em prateleira loja de utilidades
NÚMEROS DA PANDEMIA
Brasil chega a 143.886 mortes por Covid e passa de 4,8 milhões de casos
DESCAMINHO
Polícia Militar apreende veículo com contrabando no distrito de Itahum

Mais Lidas

REGIÃO
Homem que disse ter encontrado mulher morta volta atrás e confessa feminicídio
LAGUNA CARAPÃ
Homem sente falta de esposa, vai procurar e a encontra morta em poço
DOURADOS
Disputa pela prefeitura tem dois milionários e total de bens chega a R$ 13 milhões
CAPITAN BADO
Ataque de pistoleiros a veículo deixa dois mortos na fronteira