Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020
(67) 99659-5905
POLÍTICA

Reforma tributária vai "aliviar os ombros do empresariado", avalia Nelsinho

Senador fala das pautas prioritária para o próximo ano em Brasília

25 novembro 2019 - 10h36Por Vinicios Araújo e Adriano Moretto

O senador Nelsinho Trad (PSD) considera que as reformas colocadas em pauta no Congresso Federal no próximo ano, deverão “aliviar os ombros dos empresários” e assim, ampliar a geração de emprego e renda no Brasil. 

Em visita às novas indústrias de óleo e refinaria de óleo de soja construídas pela Coamo na margem da rodovia BR-163, entre Dourados e Caarapó, o parlamentar garantiu que as prioridades para 2020 serão as reformas política e tributária. 

A primeira, na análise do sul-mato-grossense, trará um enxugamento à máquina pública com o fim de tantos partidos políticos no Brasil. 

“Num país como o nosso, não há tanta ideologia assim para que se tenham tantos partidos. Nós temos que reduzir isso a no máximo 5, 7 partidos, para que o eleitor venha se identificar com seus representantes”, conta. Atualmente, existem 32 siglas registradas no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Após a tramitação da reforma política, Nelsinho quer ver a tributária em andamento. Segundo ele, será necessário reunir Senado, Câmara dos Deputados e Presidência da República para unificação da proposta. 

“É preciso tirar os impostos que sobrecarregam os ombros dos empresários para alavancar o desenvolvimento do Brasil. Estamos lá ajudando o Brasil. Essa reforma, de tão necessária que é, tem três propostas, uma no Senado, outra na Câmara e uma do presidente Jair Bolsonaro. Fizemos uma reunião na semana passada e decidimos que os três entes terão que sentar e ver os pontos em comum para fazer uma reforma única, para ela poder tramitar logo no Congresso Nacional. É muito importante isso porque o empresariado não aguenta mais a carga tributária nas suas costas”, disse ao Dourados News.

Para Nelsinho, a reforma administrativa também é esperada nas articulações políticas do próximo ano, em Brasília. O político ainda vê com otimismo a iniciativa de unificação das eleições, avaliando a economia que isso trará para os cofres públicos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CALENDÁRIO ESCOLAR
Quantidade mínima de dias letivos pode ser suspensa através de MP
ESPORTES
Valtteri Bottas vence GP da Áustria na abertura da Fórmula 1
CORONAVÍRUS
SES amplia agendamento de testes de diagnóstico em Corumbá e Três Lagoas
MEIO AMBIENTE
Homem é autuado por crime ambiental após derrubar 10,6 hectares de árvores em MS
ECONOMIA
Planejamento e pesquisa ajudam microempresa a ter crédito na pandemia
PANDEMIA
Dourados tem 25 pacientes com coronavírus internados em leitos de UTI
SAÚDE
Exercício físico na quarentena pode não melhorar bem estar emocional
CRIME AMBIENTAL
Com ajuda de drone, PMA identifica desmatamento ilegal autua proprietário
ECONOMIA
Noventa dias após lei do auxílio emergencial, ainda há desempregados e mães sem nada
FUTEBOL
Fluminense e Botafogo se enfrentam hoje pela semifinal da Taça Rio

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
PANDEMIA
Mulher morre de covid-19 logo após dar à luz em Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
CAMPO GRANDE
Jovem que estava desaparecida é encontrada morta