domingo, 25 de fevereiro de 2024
Dourados
22ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
POLÍTICA

Projeto de Marcelo Mourão para combater uso de cigarros eletrônicos nas escolas é aprovado

10 fevereiro 2024 - 10h00Por Da Redação

Na sessão ordinária de quarta-feira (07), a Câmara de Dourados deu um passo significativo no enfrentamento ao uso de cigarros eletrônicos entre os jovens ao aprovar, em primeira votação, o Projeto de Lei nº 247/2023, proposto pelo vereador Marcelo Mourão (Podemos). O objetivo principal desta iniciativa é estabelecer diretrizes para conscientização e combate aos malefícios dos Dispositivos Eletrônicos para Fumar (DEF), conhecidos popularmente como cigarros eletrônicos, nas escolas da cidade, sejam elas públicas ou privadas.

O projeto define cigarros eletrônicos como pen-drives, vaporizadores, heet ou heatsticks, produtos híbridos, acessórios e refis destinados ao uso em qualquer dispositivo eletrônico utilizado para fumar.

Dentre as medidas propostas, destacam-se:

·       Implementação de políticas públicas para divulgação e acesso de informações sobre os danos à saúde associados ao uso desses dispositivos, especialmente entre a comunidade escolar;

·       Restrição do uso e da venda dos cigarros eletrônicos dentro do ambiente escolar, tanto em estabelecimentos regulares quanto irregulares;

·       Realização de campanhas educativas e ações sociais para conscientização sobre os riscos dos cigarros eletrônicos;

·       Disseminação de informações sobre os canais de apoio disponíveis, sejam eles públicos ou de organizações não governamentais, para auxiliar os usuários desses equipamentos.

Esta iniciativa assume um papel crucial diante do aumento do uso de cigarros eletrônicos entre os jovens, uma tendência preocupante que demanda medidas firmes de prevenção. Ao estabelecer diretrizes claras, o projeto visa informar e proteger os estudantes dos perigos associados ao uso desses dispositivos, que muitas vezes são percebidos como alternativas menos prejudiciais ao tabagismo tradicional.

Além dos perigos conhecidos, como substâncias tóxicas associadas a doenças pulmonares e cardiovasculares, o cigarro eletrônico pode servir como porta de entrada para o tabagismo e a dependência da nicotina.

Marcelo Mourão considera que a aprovação deste projeto de lei representa um avanço significativo na luta contra o uso desses dispositivos, especialmente entre os jovens, e demonstra o seu compromisso com a promoção da saúde e bem-estar da comunidade escolar de Dourados, reconhecendo a importância de combater o uso de cigarros eletrônicos desde cedo. “O próximo passo será a implementação efetiva das medidas propostas pelo projeto, visando criar um ambiente escolar mais saudável e seguro para todos os alunos”, diz.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL

Projeto regulamenta a atividade de procurador dos direitos das vítimas de acidentes de trânsito

Investimento de R$ 674 milhões reforça sistema de energia em MS
CRESCIMENTO

Investimento de R$ 674 milhões reforça sistema de energia em MS

CE discute projeto que cria marco legal para jogos eletrônicos
DEBATE

CE discute projeto que cria marco legal para jogos eletrônicos

Filme rodado em MS: Juliana Rojas vence prêmio de Melhor Direção em mostra paralela em 'Berlim'
HAPPY HOUR

Filme rodado em MS: Juliana Rojas vence prêmio de Melhor Direção em mostra paralela em 'Berlim'

Lula participa de cúpulas regionais na Guiana e em ilha do Caribe
AGENDA

Lula participa de cúpulas regionais na Guiana e em ilha do Caribe

CASO CHOCOU O BRASIL

Alexandre Nardoni, condenado pela morte da filha, deve ir para regime aberto em 6 de abril

OPORTUNIDADE

UEMS publica editais para seleção de docentes em Paranaíba, Cassilândia e Jardim

ESPORTES

Brasil enfrenta Colômbia no segundo duelo da Copa Ouro Concacaf

BRASIL

Mulher é estuprada dentro de delegacia no Guarujá

TRÊS LAGOAS

Polícia recupera itens furtados e três vão presos

Mais Lidas

VILA SÃO BRAZ

Após ameaçar esposa, homem é morto pelo cunhado em Dourados

DOURADOS

Trio é preso durante investigação contra grupo suspeito de aplicar R$ 130 mi em golpes a produtores

DOURADOS

"Gostei do que vi": mulher denuncia vizinho após flagra-lo olhando pelo muro

JARDIM NOVO HORIZONTE

Bebedeira entre irmãos termina em tentativa de feminicídio em Dourados