domingo, 05 de dezembro de 2021
Dourados
36°max
23°min
Campo Grande
33°max
23°min
Três Lagoas
38°max
23°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
CÂMARA DOS DEPUTADOS

Projeto anula decisão da Aneel que torna conta de luz mais cara em dezembro

02 dezembro 2020 - 12h29Por Da redação

O Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 495/20 suspende um despacho da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), publicado na segunda-feira (30 de novembro), que determinou que a conta de luz do mês de dezembro terá bandeira vermelha Patamar 2.

Isso significa que desde terça (1º) cada 100 quilowatts-hora consumidos terão uma cobrança adicional de R$ 6,243, o preço mais alto que a energia pode ter no País para os consumidores atendidos pelas companhias de distribuição.

Com a bandeira vermelha 2, cada 100 quilowatts-hora terão cobrança adicional de R$ 6,243
O projeto, que tramita na Câmara dos Deputados, foi apresentado pelo deputado André Figueiredo (PDT-CE). Outras duas propostas semelhantes também estão em análise na Casa. Trata-se dos PDLs 496/20 e 497/20, dos deputados Celso Sabino (PSDB-PA) e Cássio Andrade (PSB-PA).

Pandemia
Figueiredo lembra que em maio a Aneel havia decidido que, em razão da pandemia, seria adotada a bandeira verde até 31 de dezembro, ou seja, não haveria cobrança extra na conta de luz. Para ele, a retomada do sistema de bandeiras tarifárias vai prejudicar a população no momento em que os casos de Covid-19 tornam a crescer em todo o País.

“O Brasil atravessa um período crítico da pandemia, com tendência crescente de número de casos e de óbitos. Essa situação pode impactar negativamente na atividade econômica, e, assim, aumentar ainda mais o nível de desemprego, que já se encontra em um patamar alarmante”, disse Figueiredo.

Reservatórios
A Aneel alega que a queda no nível de armazenamento nos reservatórios das hidrelétricas – especialmente nas localizadas nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul – e a retomada do consumo de energia levaram à necessidade de revogar o despacho de maio e estabelecer a bandeira vermelha Patamar 2 em dezembro.

O sistema de bandeiras tarifárias introduzido pela agência em 2015 e funciona como uma sinalização para que o consumidor conheça, mês a mês, as condições e os custos de geração de energia elétrica no País.

Quando os reservatórios das usinas hidrelétricas estão cheios, e há condições favoráveis para a geração, aciona-se a bandeira verde (sem acréscimos na tarifa). Quando começam a esvaziar, podem ser acionadas as bandeiras amarela, vermelha 1 ou vermelha 2, que implicam em contas de luz mais caras. Os valores arrecadados são repassados para as distribuidoras de energia.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Caravana da Saúde começa em Fátima do Sul com 110 cirurgias
REGIÃO

Caravana da Saúde começa em Fátima do Sul com 110 cirurgias

GUIA LOPES

Motociclista fica em estado gravíssimo após colidir com ambulância

Brasil se classifica para segunda fase do Mundial feminino de handebol
ESPORTE

Brasil se classifica para segunda fase do Mundial feminino de handebol

MS acumula 37,2 mil empregos criados com carteira assinada em 2021
EMPREGO

MS acumula 37,2 mil empregos criados com carteira assinada em 2021

Ramon, do Flamengo, nega ter bebido antes de acidente que matou ciclista
TRÂNSITO

Ramon, do Flamengo, nega ter bebido antes de acidente que matou ciclista

COMPETIÇÃO

OMT lança concurso mundial para startups de turismo gastronômico

JUDICIÁRIO

Provas do processo seletivo de juízes leigos serão neste domingo

REGIÃO

Gestante é presa em residência que funcionava como "boca de fumo"

TAXA

CAE deve votar na terça-feira projeto com alternativas para conter alta dos combustíveis

REGIÃO

Mulher é flagrada carregando drogas enquanto viajava com filho de 4 anos

Mais Lidas

DOURADOS

Vídeo mostra jovem deitando em rua antes de acidente

DOURADOS

Homem morre atropelado no Jardim Piratininga e motorista foge do local

DOURADOS

Jovem estava deitado na rua e motorista de caminhão disse que não percebeu atropelamento

TRAGÉDIA

Trabalhador morre após queda de laje em Dourados