quinta, 23 de maio de 2024
Dourados
31ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
SAÚDE

Prioridade no SUS para pais, mães e cuidadores de pessoas com deficiência é aprovada

12 abril 2024 - 18h05Por Agência Câmara

A Comissão de Previdência, Assistência Social, Infância, Adolescência e Família aprovou proposta que prevê prioridade nos serviços de saúde e de atenção psicológica do Sistema Único de Saúde (SUS) a mães e pais atípicos ou a cuidadores designados. Segundo o texto, mães e pais atípicos são aqueles que têm, sob sua guarda e proteção, filhos com deficiência, transtorno ou doença que demande cuidados especiais permanentes.

O atendimento prioritário refere-se a:

  • consultas de rotina;
  • tratamento;
  • acesso a exames e a medicamentos prescritos; e
  • atendimento e internação domiciliares.

A proposta altera as leis orgânicas da Saúde e da Assistência Social, além da Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista.

A relatora, deputada Laura Carneiro (PSD-RJ), defendeu a aprovação da proposta principal – Projeto de Lei 3124/23, do deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS) – e de cinco apensados na forma um novo texto.

Originalmente, a proposta de Mattos previa a criação do Programa de Atenção e Orientação às Mães Atípicas com filhos com deficiência, denominado “Cuidando de Quem Cuida”, o qual, segundo a relatora, baseia-se em lei que deu origem a programa de mesmo nome no Distrito Federal.

Laura Carneiro pontuou, no entanto, que algumas alterações previstas pelo autor já fazem parte da estrutura do Sistema Único de Assistência Social (Suas), como os serviços de cuidados pessoais em Centros Especializados de Proteção Especial.

“Dessa forma, em vez da criação de um novo programa, propomos inserir na Lei Orgânica da Assistência Social (Loas) a previsão de prioridade em programas de amparo socioassistenciais a pais e mães atípicos, ou a cuidadores designados”, disse a relatora.

Ela explicou ainda que acolheu trechos de projetos de lei apensados ao principal após o debate sobre a proposta no colegiado em dezembro do ano passado. Entre as mudanças, a que estende a prioridade nos serviços de saúde e de atenção psicológica do SUS a pais atípicos e a cuidadores designados.

Próximos Passos
O projeto será analisado, em caráter conclusivo, pelas comissões de Saúde; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Última rodada do Estadual Sub-13 neste sábado aponta classificados para quartas de final
ESPORTE

Última rodada do Estadual Sub-13 neste sábado aponta classificados para quartas de final

Polícia incinera mais de uma tonelada de drogas em Bataguassu
REGIÃO

Polícia incinera mais de uma tonelada de drogas em Bataguassu

Chuvas retornam com força ao Rio Grande do Sul e nova onda de frio derruba as temperaturas
CHUVAS NO SUL

Chuvas retornam com força ao Rio Grande do Sul e nova onda de frio derruba as temperaturas

Terminal de passageiros: Geraldo Resende cobra solução para que licitação ocorra ainda em junho
AEROPORTO DE DOURADOS

Terminal de passageiros: Geraldo Resende cobra solução para que licitação ocorra ainda em junho

Local de prova do concurso da Caixa está disponível para os candidatos
GERAL

Local de prova do concurso da Caixa está disponível para os candidatos

OPORTUNIDADE

Artesãs da Reserva Indígena de Dourados passam por capacitação para vender produtos online

JUSTIÇA

Governo gaúcho tem dez dias para explicar mudança em código ambiental

TRAGÉDIA 

Chuvas já mataram 163 pessoas no Rio Grande do Sul

DOURADOS

Desafios para Saúde, Meio Ambiente e Planejamento Urbano

DOURADOS 

Homem é preso após furtar farmácia no Água Boa

Mais Lidas

R$ 37 MILHÕES

Empresa é contratada para prolongar avenida do Centro até parque público de Dourados

BR-463

Douradense é preso com drogas em carro de luxo

REGIÃO 

Empresários são detidos por desvio de energia elétrica após operação do SIG

ITAPORÃ

Funcionário de fazenda morre durante manutenção em silo