Menu
Busca sexta, 22 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
ARTICULAÇÕES

Planalto tira Carla Zambelli e bolsonaristas de vice-liderança na Câmara

30 setembro 2020 - 18h20Por G 1

O presidente Jair Bolsonaro decidiu trocar os vice-líderes do governo na Câmara dos Deputados. A lista de nomes foi publicada na edição desta quarta-feira, dia 30 de setembro, no "Diário Oficial da União". A deputada Carla Zambelli (PSL-SP), aliada próxima a Bolsonaro, está entre os que foram dispensados do cargo.

Os vice-líderes do governo são parlamentares escolhidos para representar os interesses do Executivo federal nas discussões e votações na Câmara.

Foram indicados os seguintes nomes:

Luiz Eduardo Carneiro da Silva de Souza Lima (PSL-RJ)

Giovani Cherini (PL-RS)

Joaquim Passarinho Pinto de Souza Porto (PSD-PA)

Alberto Barros Cavalcante Neto (Republicanos-AM)

Greyce de Queiroz Elias (Avante-MG)

Luiz Augusto Carvalho Ribeiro Filho (Solidariedade-SE)

Antonio da Cruz Filgueira Neto (Patriota-MA)

Hilkea Carla de Souza Medeiros Lima (PROS-RN)

Paulo Velloso Dantas Azi (DEM-BA)

Lucio Antonio Mosquini (MDB-RO)

Deixarão a vice-liderança:

Guilherme Muraro Derrite (PP-SP)

Carlos Roberto Coelho de Mattos Júnior (PSL-RJ)

Luiz Armando Schroeder Reis (PSL-SC)

Eros Ferreira Biondini (PROS-MG)

Diego Alexsander Goncalo Paula Garcia (Podemos-PR)

Aline Sleutjes (PSL-PR)

Caroline Rodrigues de Toni (PSL-SC)

Carla Zambelli Salgado (PSL-SP)

Ao todo, há uma vaga para líder do governo na Câmara, cargo atualmente ocupado pelo deputado Ricardo Barros (PP-PR) e 12 para vice-líder. Barros foi oficializado líder em 18 de agosto, quando outros dois vice-líderes foram retirados de suas funções.

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), que foi retirada da vice-liderança, é uma das principais aliadas do presidente Jair Bolsonaro no Congresso. A proximidade entre ela e o presidente se intensificou após a demissão do ex-ministro da Justiça Sergio Moro, que acusou Bolsonaro de interferir politicamente na PF.

Ao deixar o Ministério da Justiça, Moro também mostrou uma conversa de celular em que Zambelli tentava convencê-lo a ficar no governo em troca de uma vaga no STF, que ela negociaria com o presidente.

Em maio, em entrevista à Rádio Gaúcha, Zambelli antecipou que a Polícia Federal estava prestes a deflagrar operações contra desvios na área da saúde nos estados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Mulheres são condenadas a 20 anos por execução em "tribunal do crime"
POLÍTICA
Presidente anuncia apoio para 750 mil caminhoneiros comprarem diesel
CAPITAL
Foragido da Justiça por homicídio é preso com pistola semi-automática
SELEÇÃO
UEMS e IMASUL publicam Edital para processo seletivo de bolsistas
TRÁFICO
Boliviana presa em MS despachando cocaína é expulsa do Brasil
GERAL
Fazenda informa instabilidade no pagamento do IPVA em outubro
Família Mazzaropi vendeu há 86 dias, helicóptero que caiu na fronteira
BLOGUEIRO
Moraes ordena prisão e extradição de Allan dos Santos, que está nos EUA
CAPITAL
Guarda prende "Homem-Aranha" por furto de fios em frente a shopping
DEBANDADA
Secretários de Guedes pedem demissão após tentativa de driblar teto

Mais Lidas

TRÁFICO
Mortos em queda de helicóptero com cocaína na fronteira são identificados
REGIÃO
Duas pessoas morrem carbonizadas após queda de helicóptero carregado com cocaína
JARDIM MÁRCIA
Bandidos fazem "limpa" em motel de Dourados e levam até carro
JARDIM MÁRCIA
Bêbado colide carro contra muro e acidente deixa três feridos em Dourados