Menu
Busca segunda, 12 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Perimetral Norte exige força política, diz Tetila

30 setembro 2005 - 09h07

O prefeito Laerte Tetila e o secretariado municipal receberam na manhã de quarta-feira na sala de reuniões da Prefeitura a presidenta da Câmara de Vereadores, Margarida Gaigher, e os vereadores Carlinhos Cantor, Zé Silvestre e Edson Lima para uma reunião com a equipe do DNIT (Departamento Nacional de Infra-estrutura e Transportes) de Campo Grande sobre a viabilidade do órgão em executar as obras da Perimetral Norte. Além da urgência em desviar o tráfego de caminhões do interior da cidade, o prefeito destacou a grande transformação que a cidade vai passar  já nos próximos anos se caracterizando como metrópole com a implantação da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), do shopping e do Centro de Convenções que vão atrair milhares de pessoas para o município.O assessor do diretor do DNIT, Guilherme Alcântara, disse sentir a urgência da concretização da Perimetral na fala de todas as pessoas da reunião, mas informou que o DNIT está impossibilitado de realizar a Perimetral Norte, já que a Medida Provisória 82 criada em 2003, restringiu as ações do DNIT apenas às rodovias federais. Para ser aprovada, a Perimetral Norte deveria ser um contorno ligando duas rodovias federais, e não uma rodovia federal a uma estadual, como é a necessidade de Dourados.Conscientes da grande necessidade de uma solução para o problema do tráfego de caminhões,  os participantes da reunião definiram ações a curto e a longo prazo. A primeira medida a ser tomada será  federalização da BR 463. O assessor Guilherme Alcântara acredita que essa federalização não demore muito tempo para acontecer, porque essa rodovia era federal anteriormente e foi estadualizada. Entretanto, para que ela seja federalizada novamente o Governo do Estado precisa receber outra rodovia em troca, então essa negociação ainda precisará  ser definida. Uma das grandes aliadas ao processo  é a Polícia Rodoviária Federal que já reivindicou a federalização dessa rodovia por ela ligar o país à fronteira.A próxima ação é o asfaltamento de um trecho de aproximadamente 3 km, que faz a ligação da MS 156 com a rua Caiuás que funcionaria como grande aliada no desvio do tráfego. Os recursos para o asfaltamento desse trecho deverão ser reivindicados junto ao Fundersul pelos deputados estaduais. Já a rua Caiuás está pavimentada através de emenda federal do deputado Geraldo Resende e com contrapartida da Prefeitura. A solução a longo prazo seria a criação de um traçado rodoviário em forma de anel ligando BR a BR que seria executado em segmentos para desafogar o tráfego de veículos de carga. Esse projeto precisa ainda ser elaborado já prevendo quais serão as necessidades de Dourados para os próximos 20 anos. Essas ações dependem da mobilização da classe política, para isso o prefeito Laerte Tetila se reunirá com os deputados federais e estaduais da bancada de Dourados nos próximos dias e a presidenta da Câmara se comprometeu a realizar audiências públicas com a sociedade.O prefeito afirma ter tomado todas as providências que lhe cabia junto aos governos Estadual e Federal. Junto ao Governo Estadual (Agesul) pleiteou e conseguiu a elaboração do projeto técnico. Junto à Brasília, conseguiu através do deputado federal João Grandão abrir rubrica no Orçamento Federal da União. Todavia, a aprovação do projeto vem esbarrando em questões legais, com a MP 82 criada na gestão de FHC.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vacinação contra a gripe deve atingir 80 milhões de pessoas
BRASIL
Vacinação contra a gripe deve atingir 80 milhões de pessoas
DOURADOS
Polícia 'estoura' entreposto do tráfico no Jardim Guaicurus
EDUCAÇÃO
Inscrições para ocupação de bolsas remanescentes do Prouni ocorrerão em 3 e 4 de maio
SIDROLÂNDIA
Acusado de matar homem e ocultar corpo em Assentamento se apresenta à polícia
MS mantém média alta de mortes por coronavírus e ultrapassa 4,9 mil óbitos
PANDEMIA
MS mantém média alta de mortes por coronavírus e ultrapassa 4,9 mil óbitos
PANDEMIA
Com mais 51 testes positivos, Dourados confirma mais duas mortes por Covid
TRÁFICO DE DROGAS
Policiais presos com drogas em MS são transferidos para presídio militar na Capital
REFORMA E AMPLIAÇÃO
Exército aponta ritmo acelerado nas obras do aeroporto em Dourados
PAULISTÃO
Após goleada, São Paulo volta a campo e encara o Red Bull
EDUCAÇÃO
Dourados faz parte de projeto piloto do MEC para modernização da gestão educacional

Mais Lidas

HOMICÍDIO
Jovem é morta com tiros de escopeta em Itaporã
DOURADOS
Motociclista tem suspeita de fratura nas pernas após ser atingido por carro
ITAPORÃ
Jovem morta com tiros de escopeta tinha passagem por tráfico de drogas
PANDEMIA
Covid mata 11 pessoas em Dourados em dia de 149 novos casos