quarta, 17 de julho de 2024
Dourados
10ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
LEGISLATIVO DE MS

Ordem do Dia: Campanha do Agasalho em MS segue à sanção

09 julho 2024 - 15h34Por Da Redação

Os deputados da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) apreciaram e aprovaram quatro matérias durante a Ordem do Dia desta terça-feira (9). Em redação final, aprovado o do Projeto de Lei 190/2023, de autoria do deputado Antonio Vaz (Republicanos), que institui a Campanha do Agasalho no Estado do Mato Grosso do Sul. A matéria, que segue à sanção, traz em seu texto que a campanha deverá ser realizada todos os anos nos meses de maio a julho, época em que o frio é mais intenso em nosso Estado, com ampla divulgação, e ainda ser incluída no Anexo do Calendário Oficial de Eventos do Estado, contido na Lei 3.945, de 4 de agosto de 2010.

Segunda discussão

Em segunda discussão, foram aprovadas duas propostas. De autoria do deputado Neno Razuk (PL), foi aprovado o Projeto de Lei 184/2022, que institui a Política Estadual de Educação Preventiva contra a Hanseníase e de Combate ao Preconceito no Estado de Mato Grosso do Sul. A matéria volta ao plenário para sua última análise, em redação final.

O Projeto de Lei 94/2024, de autoria do Poder Executivo, que autoriza o Poder Executivo Estadual a instituir a Agência de Promoção de Investimentos de Mato Grosso do Sul (Invest MS), sob a modalidade de serviço social autônomo, na forma que especifica, e dá outras providências. A matéria segue à sanção.

Primeira discussão

Em primeira discussão, duas propostas foram aprovadas e serão votadas novamente em segunda discussão. Aprovado o Projeto de Lei 227/2022, de autoria do deputado Paulo Corrêa (PSDB) e coautoria do deputado Paulo Duarte (PSB), que acrescenta dispositivos à Lei 3.665, de 6 de maio de 2009, que dispõe sobre a isenção do pagamento de taxa para confecção de 2ª vias de documentos de pessoas idosas e ou carentes que tenham sido objetos de ações criminosas.

Também aprovado em primeira discussão o Projeto de Lei 87/2024, do deputado Paulo Duarte (PSB), que dá nova redação e acrescenta dispositivos à Lei 3.885, de 20 de abril de 2010, que dispõe sobre a obrigatoriedade do fornecimento ao consumidor de informações e documentos por parte de operadoras de plano ou seguro privado de assistência à saúde no caso de negativa de cobertura e dá outras providências. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FRONTEIRA

Advogados são denunciados por lavagem de dinheiro do tráfico

MERCADO FINANCEIRO

Dólar fecha a R$ 5,48, após falas de Lula e Livro Bege do Fed

FIANÇA

Músico acusado de disparar 12 vezes contra moto de pedreiro é liberado

Economista Cristiane Schmidt é nomeada para presidência da MSGÁS
REGIÃO 

Economista Cristiane Schmidt é nomeada para presidência da MSGÁS

Irmãos gêmeos são presos após renderem frentista para roubar posto de combustíveis
PARANAÍBA

Irmãos gêmeos são presos após renderem frentista para roubar posto de combustíveis

FLAGRANTE

Cocaína é apreendida em MS dentro de cilindros de oxigênio; veja vídeo

BRASIL

Anvisa confirma novo caso de malária em navio fundeado em Santos

POLÍCIA

Menor tenta fugir de abordagem policial e é apreendida com drogas na MS-486

AQUIDAUANA

Casal suspeito de ameaçar esfaquear adolescente para roubar celular é indiciado

BRASIL

CNJ afasta desembargador que falou em mulheres loucas atrás de homens

Mais Lidas

DESAPARECIMENTO

Douradense desaparece após viajar a trabalho para Maracaju

CAPITAL

Grupo de funcionários responsável por furtar empresa de transporte é desarticulado

DOURADOS

UFGD oferece 293 vagas para transferência de outras universidades e portadores de diploma

CAPITAL

"MS ao vivo" traz o cantor Diogo Nogueira para apresentar novo show neste domingo