Menu
Busca segunda, 19 de abril de 2021
(67) 99257-3397
DOURADOS

Na Assembleia, deputado cobra município por não pagamento de médicos

03 março 2021 - 17h35Por Adriano Moretto

O deputado estadual José Carlos Barbosa, o Barbosinha (DEM), protocolou requerimento na sessão desta quarta-feira (3) da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, cobrando explicações da Prefeitura de Dourados sobre o motivo do não pagamento dos salários atrasados de médicos que prestam serviço à Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde). 

O documento dá prazo de 48h para que a atual administração se manifeste sobre o caso. 

O motivo tem a ver com o repasse de R$ 9,2 milhões prometidos pelo governo do Estado para a conta da administração municipal. 

Segundo divulgado no dia 19 de fevereiro, data da celebração do contrato, chamado de ‘socorro emergencial’, os cofres do município receberiam de imediato uma parcela de R$ 6,2 milhões e outras duas de R$ 1,5 milhão cada. 

Conforme Barbosinha, na terça-feira ele foi procurado por profissionais que prestam serviços junto ao Hospital da Vida e da UPA, mantidos pela Funsaud, e foi informado sobre a não quitação dos débitos.

“O último pagamento que foi feito a esse pessoal da linha de frente no enfrentamento da Covid foi em outubro do ano passado. Médicos e enfermeiros acumulam atrasos dos meses de novembro e dezembro de 2020 e agora de janeiro e fevereiro deste ano, com o dinheiro repassado pelo Estado na conta da Prefeitura”, disse o parlamentar durante o pronunciamento na sessão.

A Fundação vive crise econômica e acumula dívida superior a R$ 70 milhões, com déficit mensal de R$ 3 milhões, segundo o Conselho Municipal de Saúde.  

Outro lado

O Dourados News entrou em contato com a prefeitura que confirmou a situação. 

Em nota, a assessoria de imprensa do Município também relatou que o dinheiro repassado pelo Governo do Estado estará na conta da Fundação ainda nesta quarta-feira (03).

“A transferência de recursos entre o Fundo Estadual de Saúde, via Governo do Estado, para a Funsaud, pela Prefeitura, dependia da elaboração de um aditivo contratual, ao contrato já existente entre a Secretaria de Estado de Saúde e a Funsaud. Esse aditivo possibilita a transferência do recurso”, informa a nota.

Ainda na tarde desta quarta-feira, uma edição suplementar do Diário Oficial foi publicada com o aditivo, possibilitando assim a transferência.  
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Após uma semana, vacinação contra gripe atinge 1,8% do público-alvo
BRASIL
Após uma semana, vacinação contra gripe atinge 1,8% do público-alvo
Trabalhadores rurais encontram corpo carbonizado às margens da BR-163
REGIÃO
Trabalhadores rurais encontram corpo carbonizado às margens da BR-163
Veículo furtado em São Paulo é recuperado pela polícia
BR-463
Veículo furtado em São Paulo é recuperado pela polícia
MATO GROSSO DO SUL
Beneficiários do Mais Social terão que participar de curso profissionalizante
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda de olho na cena externa
CRIME AMBIENTAL
Homem é autuado em R$ 12 mil por derrubar árvores em área protegida de matas ciliares
DOURADOS
Escolas indígenas serão ampliadas com recursos do FNDE
DOURADOS
Perícia não encontra sinais de violência e morte de mulher pode ter sido por causas naturais
CAMPO GRANDE
Gaeco cumpre mandados de busca e apreensão e investiga compra de materiais de limpeza
PARANAÍBA
Jovem são presos tentando arremessar drogas para dentro de presídio

Mais Lidas

ASSALTO
Mulher tem carro roubado ao parar no semáforo em Dourados
POLÍCIA
Irmãos morrem após serem atropelados por caminhonete em rodovia
DOURADOS
Interno morre após briga com companheiro de cela da PED
PED
Arma de fabricação caseira é encontra em cela de interno morto