Menu
Busca quinta, 26 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
POLÊMICO

Maia quer finalizar votação de reforma política até terça-feira na Câmara

30 setembro 2017 - 11h30Por Agência Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou ontem (29), no Rio de Janeiro, que espera que o Plenário da Casa consiga concluir a votação da reforma política até a próxima terça-feira (3).

Maia defendeu um texto que estabeleça a adoção de um teto para campanhas, a limitação para o autofinanciamento eleitoral e a criação de um fundo público para financiar a eleição com um valor mínimo aceitável pela sociedade.

Para que as regras possam valer para as próximas eleições, a Câmara e o Senado precisam votar as propostas até o dia 7 de outubro.

O presidente reconheceu que a reforma política foi menor do que o desejado, mas destacou que a Câmara avançou no tema ao aprovar o fim das coligações e definir uma cláusula de desempenho. 

“A gente já votou a mais importante que é o fim das coligações e a cláusula de desempenho, mas é uma minirreforma. Todas as reformas têm sido pequenas, já que o Parlamento olha a sua posição na próxima eleição e acaba tendo muita divisão nesses temas", disse Maia. 

Reforma da Previdência


No encontro que reuniu reitores das universidades e institutos federais no estado do Rio de Janeiro, Rodrigo Maia voltou a defender a reforma da Previdência para que o governo mantenha o investimento em áreas importantes como ciência, tecnologia, pesquisa e educação. Ele acredita que a proposta possa ser votada a partir do final de outubro, após a votação da segunda denúncia contra o presidente da República, Michel Temer.

Em relação à crise por que passam as universidades do Rio de Janeiro (federais e estaduais), Maia disse que uma solução a curto prazo será adotada, mas reforçou que somente a reforma da Previdência vai garantir e viabilizar mais investimentos na área.

“Se não fizermos a reforma do estado brasileiro, uma mínima agora, e uma reforma mais profunda com o próximo presidente da República, nós estaremos inviabilizando investimentos em áreas fundamentais no Brasil”, disse o presidente da Câmara.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA 
Pesquisa aponta queda nos serviços de radioterapia no país nos últimos meses
Diferença de preço no litro da gasolina em Dourados é de 57 centavos
PESQUISA MENSAL
Diferença de preço no litro da gasolina em Dourados é de 57 centavos
Trafegando de moto, idoso tenta 'se livrar' de maconha e acaba preso 
PERSEGUIÇÃO
Trafegando de moto, idoso tenta 'se livrar' de maconha e acaba preso 
Projeto prevê criação de canal para denúncias de maus-tratos de animais
MATO GROSSO DO SUL
Projeto prevê criação de canal para denúncias de maus-tratos de animais
Seis vítimas do acidente entre ônibus e caminhão permanecem internadas
SÃO PAULO
Seis vítimas do acidente entre ônibus e caminhão permanecem internadas
DOURADOS 
Reincidente é preso com mais de 20 kg de maconha na rodoviária
CARTA MARCADA
Gaeco cumpre sete mandados e investiga corrupção em cidade de MS
PREFEITO ELEITO
Douradense anseia por atenção da prefeitura e não vamos lavar as mãos, diz Alan
DOURADOS
CCZ terá três pontos de vacinação antirrábica neste sábado
INFORME PUBLICITÁRIO
Douramotors tem dia de test drive para a nova Hilux

Mais Lidas

VIOLÊNCIA
Mulher esfaqueia ex após discussão em hotel no Centro de Dourados
DOURADOS 
Foragido, autor de homicídio condenado a 16 anos é preso no Novo Horizonte
CRIME BÁRBARO
Suspeita de esquartejar e colocar corpo de namorado em malas se entrega à polícia
IMPROBIDADE
Caso de vereador que perdeu mandato em Dourados tem desfecho no STJ