Menu
Busca sábado, 04 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Lider do DEM na Câmara será de Alan Guedes ou Madson Valente

01 fevereiro 2013 - 09h23

Vanderlei Aguiar, do Diário MS

A liderança dos Democratas na Câmara de Vereadores de Dourados será definida entre os vereadores Alan Guedes e Madson Valente e será decidida na segunda-feira, dia 4, através de consenso. Os parlamentares não disputarão o cargo porque, por exclusão, apenas dois reúnem condições de atuar como líder, uma vez que os demais integrantes da bancada ocupam cargos de direção na Casa de Leis.

Os espaços a serem ocupados pelos vereadores são amplos conforme lembra o vereador Allan Guedes ao justificar sua postulação pelo cargo de líder. A favor dele nessa “disputa” interna com Madson Valente existe o fato de já ter atuado como vereador e líder na legislatura anterior quando substituiu vereadores cassados.

“Conheço profundamente o regimento interno da Câmara e entendo que isso seja um fator importante para exercer a liderança”, afirma Alan Guedes. Ele lembra ainda que é preciso estar atento para os “novos instrumentos” existentes na Casa que facilitam a promoção de obstrução de votação e a realização de debates mais acalorados e atraentes.

Madson, por sua vez, contra com a experiência de ter assessorado ex-vereador na Câmara e também conhecer do trâmite institucional do Poder. Ele se considera preparado para, em atendimento ao consenso, realizar um bom trabalho a frente da liderança da bancada do DEM na Câmara Municipal.

Além da bancada do DEM, que reúne cinco vereadores, a expectativa é de mais dois blocos funcionando na Câmara. Esse é o pensamento do democrata Allan Guedes que concorda com a inexistência de oposição ferrenha ao prefeito Murilo Zauith, muito embora destaque não haver a disposição dos vereadores de serem subservientes. “O desfecho do episódio do Panambi, mesmo, foi uma vitória política da Câmara, a primeira num embate com o Executivo”, ressaltou o vereador.

O democrata lembra que a oposição ao Executivo não precisa ser numerosa para “fazer barulho”. Já existiu, segundo ele, oposição de apenas um vereador que incomodou o Executivo por muito tempo, rememorando os tempos de administração de Ari Artuzi, quando a Câmara em menor número era quase toda ligada ao prefeito, e mesmo assim haviam criticas e discussões acaloradas sobre os mais variados temas.

“O debate vai existir mesmo com a maioria expressiva do prefeito Murilo entre os vereadores”, frisa Allan. Tudo começara a ficar mais claro já a partir de segunda-feira quando serão fechados os acordos finalizando a composição de comissões e blocos parlamentares e definidos os líderes destes blocos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Polícia localiza jovem que estava desaparecida desde quarta-feira
POLÍTICA
'Médico não abandona paciente', diz Mandetta sobre eventual demissão
CAPITAL
Mulher vê filha ser estuprada pelo avô que também a violentou quando criança
COVID-19
Saúde de MS recebe seis mil testes rápidos para diagnóstico do coronavírus
FRONTEIRA
Polícia Militar apreende 327 quilos de maconha em dois veículos
Marie Claire
Ex-BBB20 Felipe Prior é acusado de violentar mulheres, diz revista
SEU BOLSO
Governo antecipa prazo final de saque do abono do PIS-Pasep
JUSTIÇA
Mulher ofendida por rede social será indenizada por dano moral
ESCOLTA
PRF realiza escolta no repatriamento de brasileiros vindos da Bolívia
SAÚDE
Estudantes da UFGD criam site para divulgar dados atualizados da covid-19

Mais Lidas

NOVA ANDRADINA
Hospital confirma três profissionais com coronavírus em unidade que atendeu idosa
CRIME AMBIENTAL
Pescador é flagrado com barco, motor de popa e petrecho de pesca
COVID-19
Familiares de casal que testou positivo para coronavírus em Dourados são monitorados
BOLETIM DA SES
Dourados registra mais um caso de coronavírus e MS tem 51 confirmações