Menu
Busca quarta, 20 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
CRÔNICA

Leia "A saudade não tem hora certa !", por Rosildo Barcellos

12 janeiro 2016 - 10h42

Esta vida complicada, busca por recursos, dinheiro, lugar pra morar, gente que te despreza, gente que te esquece, gente que te engana, gente que não acredita no futuro, faz esquecer, vez por outra, da nossa essência. A minha, por exemplo, depois de 1122 artigos que completei agora e 24 anos depois... é contar estórias. Não estamos no dia dos pais e muito menos está perto. Todavia os ensinamentos de nossos pais são para todos os dias e o nosso aprendizado também deve ser contínuo.

Na casa aonde moro tem alguns pés de árvore, é bem pantaneira mesmo. E certo dia estávamos sentado em tocos de árvores em forma de cadeiras, que existem até hoje. Eu concentrado lendo uma revista, enquanto meu pai deitava os olhos na natureza e lembrava alguns refrões de suas melodias. De repente um pequeno ser vivente pousou ao nosso alcance. E ele apontou, dizendo - olha ali!

Evidentemente ocupado com a revista apenas balancei a cabeça. E ele continuou – Como chama?

Eu respondi afirmativamente:

- É um pássaro ! Ele continuou: - Como chama?

Respondendo novamente: - Um quero-quero

Como chama, insistiu?

Eu, para responder fechei a revista e este movimento rápido também assustou a ave. Continuei então, minha leitura. Pouco tempo depois, o pássaro voltou próximo aonde estava e meu pai questionou novamente: - Como chama?

Envolto de inquietude respondi com rapidez: Quero-quero, é um q-u-e-r-o q-u-e-r-o

Aparentemente, não satisfeito com a resposta, indaga outra vez. – Como chama?

Eu, não me contive e perguntei – Porque Pai, perguntar tantas vezes? Porquê?

Sem nenhum gesto ele se levantou calmamente e começou a caminhar. Eu intrigado perguntei aonde iria. Ele pediu para aguardar e saiu cantando uma melodia. " De quimeras mil um castelo ergui..."

Passado um tempo, voltou com uma mala marrom, aquelas que antigamente os caixeiros viajantes usavam e abriu perto de mim. Pegou um caderno um pouco amarelado mas encapado. Abriu em uma página e me entregando disse: -Sua mãe que escreveu, pode fazer um favor e ler em voz alta?

Sem entender, comecei a ler e lá encontrei:

"Hoje nosso único filho faz aniversário. As meninas estão bem e querem fazer uma surpresa. Tivemos orgulho em levá-lo a escola em seu primeiro dia. Paramos no parque quando um pássaro pousou bem perto. Nosso filho perguntou quem tinha penteado os cabelos da ave e queria saber seu nome. Respondemos que era o quero-quero e que Deus havia penteado.O fato engraçado foi que ele perguntou quinze vezes “Como Chama” e seu pai respondeu com toda a paciência do mundo que era um “quero-quero”. Eu e seu pai estamos tão felizes! Seu pai disse...(com toda essa curiosidade ele será muito inteligente, talvez um escritor). Fiquei brava porque ele disse: É meu filho! Poxa era meu também !

Nesta hora, não suportei e a revista caiu no chão e abracei meu pai com todas as forças. Percebi que eu não era inteligente quanto ele pensava. Ele me ensinava o tempo todo. Hoje não posso sentir seu perfume, nem tampouco ouvir a vibração das suas cordas vocais, mas posso contar as estórias que eu vivi e que muito me ensinaram a viver, com o melhor professor da terra.




Rosildo Barcellos

*Articulista e claro, contador de histórias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MJSP lança plano para combater facções criminosas nos estados
FORÇAS-TAREFAS
MJSP lança plano para combater facções criminosas nos estados
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Projeto proíbe governo de transferir ao cidadão responsabilidade pela vacina
ESPORTES
Brasil sofre primeira derrota, mas avança no Mundial de Handebol
IMUNIZAÇÃO
Confira a distribuição das doses de vacina contra a Covid-19 por município em MS
Brasil tem 1,1 mil mortes por Covid-19 registradas em 24 horas
PANDEMIA
Brasil tem 1,1 mil mortes por Covid-19 registradas em 24 horas
REGIÃO
Homem é preso após descumprir medidas protetivas em Bataguassu
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Maia reafirma preocupação com a compra de vacinas pelo governo
ESPORTES
São Paulo acerta retorno de artilheira do último Brasileirão Feminino
ECONOMIA
Acordos especiais renegociaram R$ 81,9 bi da dívida ativa na pandemia
CRIME ORGANIZADO
Operação cumpre oito mandados em MS e em outros dois estados

Mais Lidas

DOURADOS
Promotor vê preconceito em comentários contra vacina para índios e denuncia à PF
DOURADOS
Mulher é presa acusada de dar cobertura para assaltantes que rendiam família
DOURADOS
Em ação conjunta, polícia deflagra operação para investigar crimes
TRAGÉDIA
Casal morre após caminhonete colidir contra carreta na BR- 163