Menu
Busca sexta, 05 de junho de 2020
(67) 99659-5905
JUDICIÁRIO

Justiça derruba decreto de Bolsonaro que liberava igrejas e lotéricas

27 março 2020 - 19h20

A Justiça Federal no Rio de Janeiro suspendeu os efeitos do decreto do presidente Jair Bolsonaro definindo como serviço público essencial atividades religiosas e o funcionamento de casas lotéricas. A decisão desta sexta-feira, dian 27 de março, é da 1ª Vara Federal de Duque de Caxias.

A determinação atende a pedido do Ministério Público Federal solicitando que as atividades religiosas e o funcionamento de lotéricas fossem suspensas enquanto durar o período de isolamento social para conter a disseminação do novo coronavírus.

"O decreto coloca em risco a eficácia das medidas de isolamento e achatamento de curva de casos de coronavírus. É necessário conter essa extrapolação atual e assegurar que não sejam editadas medidas ainda mais ampliativas no futuro", afirmou o procurador da República Julio José Araujo Junior, autor da ação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Polícia Militar flagra dupla armada na região do Parque das Nações
AVANÇO DA COVID-9
Brasil passa a Itália e se torna 3º país com mais vítimas do coronavírus
PONTA PORÃ
Veículos com maconha que seguiam para MG e SP são apreendidos
LIVE SEMANAL
Bolsonaro diz que manifestantes contrários são "terroristas"
CAPITAL
Motorista bêbada oferece R$ 500 a PMs após atropelar entregador
JUSTIÇA
Incorporadora deve rescindir contrato e devolver 75% pago por terreno
BATAGUASSU
Homem tenta entrar em presídio com droga em creme dental e acaba preso
FACADA
MPF conclui que Adélio agiu sozinho em ataque contra Bolsonaro
SETE QUEDAS
Polícia apreende veículo com quase 400 quilos de maconha na MS-160
CORONAVÍRUS
Em uma semana, laboratório da UFGD realiza 129 exames de covid-19

Mais Lidas

PANDEMIA
Em disparada, casos de Covid-19 tem novo recorde diário e passam de 400 em Dourados
EPICENTRO
Casos de coronavírus "explodem" e Dourados registra recorde de confirmações
PANDEMIA
Comitê aponta surtos de coronavírus em dois pontos de Dourados
DOURADOS
Conselho aponta riscos de contaminação em massa por coronavírus no HV