Menu
Busca segunda, 23 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
ARTIGO

Dourados por três dias é sede do governo

20 novembro 2019 - 20h35Por José Tibiriçá Martins Ferreira

Achei interessante esta manchete nos jornais locais. Assim por que não instalar de vez a vice-governadoria em Dourados para que pudéssemos tratar nossos problemas diretamente com vice-governador.

Já tivemos três vice-governadores, a primeira vice governadoria com George Takimoto, depois com Braz Melo, mas instalada em Campo Grande e agora com Murilo Zauith que esporadicamente atende na Agesul em Dourados como secretário de infra-estrutura, nas sextas-feiras.

Deveríamos ter uma vice-governadoria instalada em Dourados, afinal somos a maior cidade do interior e um pólo em que todos os municípios convergem para cá com seus problemas.

A capital está distante do sul e poderíamos ser modelo de gestão como muitos estados ou províncias portuguesas que tive a oportunidade de conhecer.

O nosso governador toma decisão muitas vezes sem consultar a população porque tem um poder centralizador. Com uma vice-governadoria aqui, nossos problemas da região poderiam ser discutidos e teríamos oportunidades de dar sugestão. Nossos deputados estaduais poderiam colhê-las e apresentar como projetos de lei.

Podem até criticar nossa sugestão, mas o governo central está lotado de assessores, muitos deles não reeleitos e outros na assembleia legislativa.

Passados os três dias os problemas vão continuar e os impostos vão aumentar como vem acontecendo sempre e agora dizem que aumentaram o percentual do Fundersul.

Falando em Fundersul no final do governo de Andrea Puchinelli, na calada da noite a assembléia legislativa aprovou uma nova lei para que o governo pudesse  utilizar os tributos do Fundersul para asfaltamento dos bairros urbanos.

A zona rural continua abandonada, chamo de desvio de finalidade. Na época nenhum deputado contestou e ficarmos a ver navios.

É o campo carregando nas costas os problemas da cidade e  recebe em troca, somente tributos.

Dourados-MS, 20 de novembro de 2019.

José Tibiriçá Martins Ferreira, advogado e produtor rural.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem morre no Hospital da Vida 15 dias após ser espancado
DOURADOS
Homem morre no Hospital da Vida 15 dias após ser espancado
Temperatura volta a subir e umidade do ar tem nível de alerta em Dourados
TEMPO
Temperatura volta a subir e umidade do ar tem nível de alerta em Dourados
AJUDA FINANCEIRA
Guedes diz que governo não pretende prorrogar auxílio emergencial
Cargas de mercadorias paraguaias são apreendidas durante rondas
DESCAMINHO
Cargas de mercadorias paraguaias são apreendidas durante rondas
FUTEBOL
Meia argentino D'Alessandro deixará o Internacional em 31 de dezembro
40 EM DOURADOS 
MS registra 784 casos de internação por síndrome respiratória em duas semanas
COTAÇÃO
Dólar fecha em alta e se aproxima de R$ 5,45
POLÍCIA
Rota do tráfico, MS abastecia dois pontos em esquema internacional de cocaína
PANDEMIA
De cada 100 testes de Covid em MS metade tem dado positivo
DOURADOS
Unigran recebe visitantes online de mais de 60 municípios na Feira das Profissões 2020

Mais Lidas

BATAGUASSU
Colisão entre motos termina com morte de entregador
PERIMETRAL
Pedestre morre após ser atropelado por carro de passeio e carreta 
DOURADOS
Carro invade parque no final da Avenida Marcelino Pires, cai em valeta e pega fogo
VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
Homem ameaça ex com faca e apanha de vizinhos em Dourados