Menu
Busca quinta, 15 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Deputados aprovam projeto de reforma política na CCJ

22 junho 2005 - 18h53

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou hoje parecer favorável ao Projeto de Lei 2.679/2003, de autoria do deputado Ronaldo Caiado (PFL-GO), que altera o Código eleitoral, a Lei dos Partidos Políticos e a Lei das Eleições. Agora, o projeto de lei será encaminhado para votação no plenário da Casa. O projeto foi aprovado em meio a uma sessão tumultuada, na qual foi computado apenas um voto contrário ao parecer, o do deputado Alceu Collares (PDT-RS). Os deputados Inaldo Leitão (PL-PB) e Júlio Delgado (PPS-MG) se retiraram da reunião depois que as questões de ordem apresentadas por eles foram rejeitadas pelo presidente da CCJ, Antônio Carlos Biscaia (PT-RJ). A expectativa do relator do parecer, Rubens Otoni (PT-GO), é que a discussão do projeto no plenário promova a chamada reforma política. "Retirei as emendas ao projeto justamente para que o debate no plenário seja bem amplo, ágil e produtivo", afirmou Otoni, lembrando que, para ser aplicada nas próximas eleições, a reforma política deverá ser aprovada até setembro. Na avaliação do relator, entre as alterações mais importantes previstas no projeto de lei está a criação do sistema de financiamento público de campanha e da lista fechada, a proibição de coligação nas eleições proporcionais, a definição de novas cláusulas de barreira e a instituição das federações partidárias. Pelo financiamento público de campanha, os tribunais eleitorais se encarregam de repassar recursos públicos aos partidos que, por sua vez, definem em lista fechada os candidatos aos cargos em votação no pleito. Os eleitores passam a votar no partido e não mais nos candidatos. A federação partidária, por sua vez, obriga os partidos a manterem uma união estabelecida durante as eleições por no mínimo três anos. As novas cláusulas de barreira estabelecem, por fim, a porcentagem mínima de votos para um partido ter representação no Congresso Nacional. Atualmente, são necessários 5% dos votos nacionais e 2% dos votos em nove estados. O projeto de lei aprovado hoje na CCJ muda o percentual dos votos nacionais para 2%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BENEFÍCIOS
UFGD abre mil vagas para Auxílio Alimentação e 800 para Bolsa Permanência
REGIÃO
Mulher cai de moto pilotada pelo filho e morre no hospital
Goiano preso com minhocas terá que pagar multa de quase meio milhão de reais
CRIME AMBIENTAL
Goiano preso com minhocas terá que pagar multa de quase meio milhão de reais
LEGISLATIVO DE MS
Cinco projetos estão previstos para a sessão ordinária desta quinta-feira
Aprenda mais do Guarani na 5ª lição que traz os números, dias da semana e outros conteúdos
EDUCAÇÃO
Aprenda mais do Guarani na 5ª lição que traz os números, dias da semana e outros conteúdos
DOURADOS
Homem que atirou na cabeça da ex vai a júri popular por tentativa de feminicídio
CLIMA
Dourados se aproxima de um mês sem chuvas expressivas
AMEAÇA DE EXTINÇÃO
Após passar por MS, homem é preso com mudas raras que seriam vendidas na Bolívia
PONTA PORÃ
Brasileiro morre no hospital após sofrer atentado na fronteira
Ladrão esquece alvará de soltura durante assalto e é preso em telhado

Mais Lidas

RIO BRILHANTE
Soldado da Polícia Militar é encontrado morto no interior de residência
CASA PRÓPRIA
Prefeitura abre recadastramento habitacional em Dourados
DOURADOS
Homem encontrado morto pode ter envolvimento em esquema de agiotagem internacional
DOURADOS
Polícia prende suspeito de tentar matar homem a tiros no Parque do Lago II