domingo, 23 de janeiro de 2022
Dourados
38°max
24°min
Campo Grande
35°max
23°min
Três Lagoas
39°max
24°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
PANDEMIA

Cuidados devem ser mantidos com variante Ômicron, diz Ministério da Saúde

28 novembro 2021 - 17h40Por Redação

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, reafirmou hoje (28) que a principal arma contra a covid-19 é a vacinação. Mais cedo, o ministro realizou uma transmissão ao vivo nas redes sociais durante reunião de trabalho sobre a variante Ômicron do novo coronavírus.

Segundo Queiroga, o cenário epidemiológico no Brasil é de maior tranquilidade em função da campanha de vacinação. Até o momento, foram distribuídas aos estados 372 milhões de doses, sendo que 308 milhões já foram aplicadas na população.

“Gostaria de tranquilizar todos os brasileiros, porque os cuidados com essa variante são os mesmos cuidados com as outras variantes. A principal arma que nós temos para enfrentar essas situações é a nossa campanha de imunização”, afirmou.

De acordo com o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros, as medidas de proteção contra a covid-19 devem ser mantidas. “É extremamente importante que mantenhamos foco na campanha de vacinação e que mantenhamos as medidas chamadas não farmacológicas [uso de máscaras], evitarmos aglomerações públicas, higienização das mãos, álcool em gel e etiqueta respiratória”, disse.

Na semana passada, o surgimento de uma variante do novo coronavírus foi confirmado em regiões da África. Batizada de Ômicron - letra grega correspondente à letra “o” do alfabeto -, a cepa B.1.1.529 foi identificada em Botsuana, país vizinho à África do Sul, em meados de novembro.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a variante pode se tornar responsável pela maior parte de novos registros de infecção pelo novo coronavírus em províncias sul-africanas.

No Brasil, ainda não foi registrado nenhum caso da Ômicron. Por medida de precaução, a partir de amanhã (29), o governo federal decidiu restringir e entrada de passageiros oriundos da África do Sul, Botsuana, Lesoto, Namíbia, Zimbábue, Eswatini (ex-Suazilândia), Angola, Malawi, Moçambique e Zâmbia.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA

MS confirma mais 2,4 mil casos e três mortes por covid-19

CAPITAL

Mulher que havia desaparecido há dois dias é encontrada morta

EDUCAÇÃO

IFMS recebe até hoje inscrições para cursos de qualificação profissional

CAPITAL

Homem é morto a tiros dentro do carro por dupla em motocicleta

Governo libera quase R$ 10 milhões para reformas em escolas do interior
MS

Governo libera quase R$ 10 milhões para reformas em escolas do interior

UFC

Deiveson Figueiredo vence Brandon Moreno em grande luta e retoma título

TRÊS LAGOAS

Motociclista morre em acidente na BR-163

TRÁFICO

Dupla que levaria droga para São Paulo é presa em Nova Alvorada do Sul

LEVANTAMENTO

Estudo aponta relação entre consumo de drogas e internações por trauma

MS

Junto a PMA, voluntários retiram 2 toneladas de lixo do rio Aquidauana

Mais Lidas

REGIÃO

Grave acidente deixa oito mortos em rodovia

DOURADOS

Morto em confronto, além de ser suspeito de morte de menor, tinha extensa ficha criminal

DOURADOS

Dois são flagrados com droga na PED

TRÁFICO DE DROGAS

Cocaína que saiu da região de fronteira do MS é interceptada em SP