Menu
Busca terça, 15 de junho de 2021
(67) 99257-3397
SENADO

CPI ouve hoje Wajngarten sobre 'incompetência' do Ministério da Saúde

12 maio 2021 - 06h36Por G 1

A CPI da Covid do Senado ouve nesta quarta-feira, dia 12 de maio, como testemunha, o empresário Fabio Wajngarten, ex-secretário de Comunicação do Palácio do Planalto.

Será o quinto dia de depoimentos da comissão parlamentar de inquérito, que apura ações e omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia de Covid e eventual desvio de verbas federais enviadas a estados e municípios.

Na condição de testemunha, o depoente se compromete a dizer a verdade, sob o risco de incorrer no crime de falso testemunho.

Até agora, já prestaram depoimento os ex-ministros da Saúde Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich; o atual ministro, Marcelo Queiroga; e o presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres (clique no nome para ler detalhes do depoimento).

Fabio Wajngarten deixou a Secretaria de Comunicação do governo em março deste ano, após quase dois anos no cargo.

Senadores querem que o empresário explique a declaração dada à revista "Veja" na qual disse que a "incompetência" do Ministério da Saúde causou atraso na compra de vacinas contra a Covid-19.

A comissão foi criada para apurar ações e omissões do governo federal no combate à pandemia e para fiscalizar a aplicação de recursos federais por estados e municípios contra a Covid.

'Incompetência' e campanhas

O depoimento de Wajngarten à CPI tem gerado apreensão entre governistas, segundo o colunista do G1 Gerson Camarotti. Isso porque a avaliação é a de que a fala sobre a "incompetência" do Ministério da Saúde colocou todo o governo como alvo da comissão.

"Incompetência e ineficiência. Quando você tem um laboratório americano com cinco escritórios de advocacia apoiando uma negociação que envolve cifras milionárias e do outro lado um time pequeno, tímido, sem experiência, é isso que acontece", declarou Wajngarten à revista.

Autor de um dos requerimentos de convocação do ex-secretário do Planalto, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) também destaca outro trecho da entrevista, no qual Wajngarten disse ter se reunido com representantes da Pfizer em Brasília.

"[Wajngarten] informa possuir e-mails, registros telefônicos, cópias de minutas do contrato, dentre outras provas para confirmar sua afirmação", diz Randolfe.

Alessandro Vieira (Cidadania-SE), que também apresentou pedido de convocação do ex-secretário, vai cobrar esclarecimentos sobre a comunicação do governo em relação ao isolamento social, à vacinação e ao uso de medicamentos comprovadamente ineficazes contra a Covid.

A falta de campanhas do governo durante a pandemia é alvo de críticas de especialistas e parlamentares. Para senadores da oposição, por exemplo, a disseminação do coronavírus no país poderia ter sido reduzida caso houvesse campanhas de estímulo ao distanciamento social; e ao uso de máscaras e álcool em gel.

Quebra de sigilo

Senadores independentes e de oposição articulam a possibilidade de pedir a quebra do sigilo bancário de Wajngarten e também de assessores do Palácio do Planalto suspeitos de integrar o chamado "gabinete de ódio".

Esse grupo seria responsável por disparar, de dentro da sede do governo Jair Bolsonaro, conteúdos falsos e ataques a adversários do presidente em redes sociais.

Com a quebra de sigilo, os parlamentares querem saber se houve financiamento para a propagação de fake news sobre a Covid-19, como a divulgação de tratamentos cuja ineficácia é cientificamente comprovada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dourados tem nove moradores locais e 10 de outras cidades na fila por UTI Covid
SISTEMA DE SAÚDE
Dourados tem nove moradores locais e 10 de outras cidades na fila por UTI Covid
Homem é preso suspeito de disparos de arma de fogo
POLÍCIA
Homem é preso suspeito de disparos de arma de fogo
PMA intensifica combate a caça ilegal e quatro pessoas acabam presas
PMA intensifica combate a caça ilegal e quatro pessoas acabam presas
Dois pacientes de Dourados com Covid estão em estado gravíssimo em Rondônia
PANDEMIA
Dois pacientes de Dourados com Covid estão em estado gravíssimo em Rondônia
DEPUTADOS
Câmara aprova urgência para revisão da Lei de Improbidade Administrativa
DOURADOS
Pelo menos 30 estabelecimentos foram notificados no primeiro dia útil pós-lockdown
POLÍCIA
Veículo furtado é recuperado em cruzamento
POLÍCIA
Com maconha escondida no MS, adolescente é detido em São Paulo
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda de 0,53%, à espera das decisões de política de juros do Fed e do Copom
FARMÁCIA SOLIDÁRIA
Programa vai auxiliar famílias de baixa renda com distribuição de medicamentos

Mais Lidas

DOURADOS
Adolescente morre atropelado na BR-163 e condutor foge do local
REGIÃO
Homem é executado a tiros na rodoviária de Nova Alvorada do Sul
DOURADOS
Jovem é encontrado caído em via na área central e estado de saúde é grave
DOURADOS
Homem tem carro furtado depois de ir com quatro pessoas para motel na BR-463