Menu
Busca sábado, 19 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
SEM APOSENTADORIA

Conselheiro desiste de aposentadoria e resolve retornar ao Tribunal Contas

12 junho 2015 - 06h57

O conselheiro José Ricardo Pereira Cabral, depois ter sua aposentadoria anulada pelo TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso Sul) na última quarta-feira, dia 10 de junho, desistiu de recorrer da decisão e protocolou na tarde de ontem, dia 11, pedido para retomar sua cadeira do TCE/MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul).

Não há previsão de quanto tempo levará para que o processo seja reaberto e a aposentadoria siga todos os procedimentos legais para ser revalidada. Segundo o site Campo Grande News, com isso, o deputado estadual Flávio Kayatt (PSDB), que era cogitado a ocupar a vaga, vai ter que esperar mais um pouco.

José Ricardo Cabral foi nomeado para exercer o cargo de conselheiro em 1º de dezembro de 2006 e completou 60 anos de idade no início do mês de maio passado. Em 2014, ele assumiu a vice-presidência do TCE, quando decidiu pedir aposentadoria antecipada.

A disputa para assumir a vacância, que seria do ex-deputado Antonio Carlos Arroyo e chegou a ser nomeado em novembro do ano passado, foi parar no Tribunal de Justiça, depois que o corpo diretivo do Tribunal de Contas realizou sessão extraordinária e anulou o processo de aposentadoria e recorreu ao TJ/MS para anular a nomeação de Arroyo.

Com a decisão de retornar ao TCE/MS, a próxima vacância seria com a aposentadoria da conselheira Marisa Serrano, que completaria o tempo pela idade em 2017, quanto completará 70 anos. Porém, com aprovação da PEC da “bengala” aprovada no Congresso Nacional, ela deverá pedir aposentadoria somente aos 75 anos, ou seja, em 2022.

De acordo com a legislação, os conselheiros do TCE/MS, além de atingir a idade deve ter pelo menos 5 anos de atuação no Tribunal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Modelo é estuprada sob ameaça e usa rede social para falar do crime
POLÍTICA
Maia diz que visita de secretário de Trump afronta autonomia do Brasil
CRIME AMBIENTAL
Paulista é autuado em R$ 22 mil por desmatamento ilegal de vegetação nativa
FUTEBOL
Prefeitura do Rio autoriza volta do público aos jogos no Maracanã
CAPITAL
Um dia após pedir medida protetiva, mulher tem pertences incendiados
RECURSOS NATURAIS
Egressa da UEMS desenvolve cosméticos artesanais veganos
SÃO GABRIEL
Censurado, outdoor anti-bolsonarista amanhece com Artigo da Constituição
UFGD
Inscrições ao Vestibular de Licenciatura em Letras-Libras começam 2ª-feira
BRASILÂNDIA
Após ganhar liberdade, mulher que matou homem volta para prisão
RECURSOS
União deposita R$ 20 milhões da Lei Aldir Blanc para Mato Grosso do Sul

Mais Lidas

PERIGO POTENCIAL
Vendaval pode atingir Dourados e outras 35 cidades de MS, segundo alerta do Inmet
DOURADOS
Mulher estaciona em vaga preferencial e é xingada por médico
ELEIÇÕES 2020
Convenções chegam ao fim e sete nomes são lançados à prefeitura de Dourados
FRONTEIRA
Estudante morre após procedimento estético em clínica clandestina