sábado, 04 de dezembro de 2021
Dourados
35°max
22°min
Campo Grande
32°max
21°min
Três Lagoas
37°max
23°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
COVID-19

Comissão do Congresso quer ouvir Pazuello sobre testes encalhados

24 novembro 2020 - 20h20Por G1

A comissão mista do Congresso Nacional que acompanha as medidas de combate ao novo coronavírus aprovou nesta terça-feira, dia 24 de novembro, requerimentos para ouvir o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

Pazuello será convidado a falar sobre os testes RT-PCR retidos em estoque, prestes a vencer, e também sobre reuniões realizadas com laboratórios que desenvolvem vacinas contra o novo coronavírus.

Por se tratar de um convite, a participação do ministro não é obrigatória.

Um dos requerimentos pede a realização de uma audiência pública com Pazuello para "buscar informações e esclarecimentos" sobre o possível descarte de milhões de testes para detecção da Covid-19.

A reportagem, publicada neste domingo (22) pelo jornal "O Estado de S. Paulo", revela que o Ministério da Saúde armazena em São Paulo um estoque com 6,86 milhões de testes para a Covid-19 que podem perder validade até janeiro de 2021.

Outro requerimento também aprovado nesta terça pede que o Ministério da Saúde preste informações sobre os motivos para a não distribuição desses kits de testagem até o momento. O documento também pede que a pasta informe o plano de distribuição dos testes e o número exato de exames em estoque.

Nesse caso, a resposta é obrigatória e deve ser protocolada em um prazo de até 30 dias. Caso contrário, Pazuello pode responder por crime de responsabilidade.

Reuniões com laboratórios

Outro requerimento aprovado nesta terça pela comissão mista pede audiência pública, também com o ministro da Saúde, para esclarecer dúvidas sobre reuniões realizadas na semana passada com cinco laboratórios cujas vacinas para a Covid19 encontram-se em fase avançada de desenvolvimento.

Pfizer, Janssen, Sputinik V, Moderna e Covaxin estão na lista de empresas recebidas pelo Ministério da Saúde. Nesta série de encontros, o Ministério da Saúde não se reuniu com representantes da CoronaVac, da farmacêutica chinesa Sinovac, que tem parceria com o Instituto Butantan.

As conversas sobre este imunizante estão sendo conduzidas diretamente com representantes do governo paulista.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

DEZEMBRO VERMELHO

Após 40 anos do primeiro caso, epidemia de HIV/aids ainda mata brasileiros

Ministério oferece mais de 21,5 mil vagas para Médicos pelo Brasil
SAÚDE PÚBLICA

Ministério oferece mais de 21,5 mil vagas para Médicos pelo Brasil

Polícia prende homem por descumprimento de medida protetiva em Ponta Porã
REGIÃO

Polícia prende homem por descumprimento de medida protetiva em Ponta Porã

Congresso chama atenção para violência contra mulheres com deficiência
ILUMINAÇÃO ROXA

Congresso chama atenção para violência contra mulheres com deficiência

INTERNACIONAL

Especialista diz que infecções são leves em crianças sul-africanas

TRÊS LAGOAS

Acusado de tentativa de furto cai de telhado de 4 metros ao tentar fuga

TRAGÉDIA

Homem morre afogado em córrego em área rural de Campo Grande

INTERNACIONAL

Manifestantes marcham contra restrições da covid no noroeste da Europa

SEM DOCUMENTAÇÃO LEGAL

Cigarros eletrônicos avaliados em R$ 4 mil são apreendidos em Ponta Porã

JUSTIÇA

Julgamento de acusados no caso da Boate Kiss entra no quarto dia

Mais Lidas

DOURADOS

Presos em entreposto no Parque Alvorada usavam loja de celular como fachada para tráfico

CRIME

Operação contra o tráfico em Dourados levou 23 para delegacia e fechou "shopping" da droga

TRAGÉDIA

Trabalhador morre após queda de laje em Dourados

REGIÃO

Envio de 23t de maconha à São Paulo foi comemorado por 'patrão do tráfico' com prostituta de luxo