Menu
Busca segunda, 19 de abril de 2021
(67) 99257-3397
ÁPICE DA TRAGÉDIA

'Chega de mimimi. Vão ficar chorando até quando?', diz Bolsonaro

04 março 2021 - 20h20Por G 1

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou os termos "mimimi" e "frescura" ao criticar novamente as medidas adotadas diante da pandemia da Covid-19. Ele fez o comentário durante um evento em que participou nesta quinta-feira, dia 04 de março, em São Simão, sudoeste de Goiás, um dia após o estado ter registrado recorde de mortes pela doença.

"Vocês não ficaram em casa. Não se acovardaram. Temos que enfrentar os nossos problemas. Chega de frescura, de mimimi. Vão ficar chorando até quando?", disse o presidente.

Em seguida, Bolsonaro destacou a importância do respeito aos idosos e disse que lamenta as mortes, mas completou questionando sobre o futuro do Brasil diante das paralisações das atividades.

"Respeitar, obviamente, os mais idosos, aqueles que têm doença, comorbidade, mas onde vai parar o Brasil se nós pararmos?", disse.

O presidente defendeu que o desemprego no país não pode ser tratado "depois" e que a pandemia e as dificuldades econômicas enfrentadas pelos brasileiros têm de ser tratadas simultaneamente.

"Se ficarmos em casa o tempo todo e dizermos o tempo todo que 'a economia vamos ver depois', uma parte nós estamos vendo agora o que foi essa política. Qual o futuro do Brasil?", questionou.

Referindo-se aos decretos que restringem funcionamento ao que é "essencial", o presidente defendeu uma definição do que acredita se encaixar nesse grupo:

"Atividade essencial é toda aquela necessária para um chefe de família levar o pão para dentro de casa".

A visita a São Simão foi a primeira que Bolsonaro fez a Goiás em 2021. Nas imagens feitas na cerimônia, ele aparece sem máscara. Ele estava acompanhado do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, que também apareceu sem máscara no palco do evento.

A Organização Mundial de Saúde (OMS), no entanto, recomenda o distanciamento social, o uso de máscaras e a lavagem das mãos como medidas de prevenção contra o novo coronavírus.

Horas antes, o presidente esteve em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, onde fez críticas a comentários sobre a compra de vacinas contra Covid-19 pelo governo federal. Bolsonaro afirmou:

"Tem idiota que a gente vê nas redes sociais, na imprensa, [dizendo] 'vai comprar vacina'. Só se for na casa da tua mãe. Não tem [vacina] para vender no mundo".

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Trabalhadores rurais encontram corpo carbonizado às margens da BR-163
REGIÃO
Trabalhadores rurais encontram corpo carbonizado às margens da BR-163
Veículo furtado em São Paulo é recuperado pela polícia
BR-463
Veículo furtado em São Paulo é recuperado pela polícia
MATO GROSSO DO SUL
Beneficiários do Mais Social terão que participar de curso profissionalizante
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda de olho na cena externa
Homem é autuado em R$ 12 mil por derrubar árvores em área protegida de matas ciliares
CRIME AMBIENTAL
Homem é autuado em R$ 12 mil por derrubar árvores em área protegida de matas ciliares
DOURADOS
Escolas indígenas serão ampliadas com recursos do FNDE
DOURADOS
Perícia não encontra sinais de violência e morte de mulher pode ter sido por causas naturais
CAMPO GRANDE
Gaeco cumpre mandados de busca e apreensão e investiga compra de materiais de limpeza
PARANAÍBA
Jovem são presos tentando arremessar drogas para dentro de presídio
DOURADOS
Populares encontram corpo próximo a lanchonete no Parque das Nações

Mais Lidas

ASSALTO
Mulher tem carro roubado ao parar no semáforo em Dourados
POLÍCIA
Irmãos morrem após serem atropelados por caminhonete em rodovia
DOURADOS
Interno morre após briga com companheiro de cela da PED
PED
Arma de fabricação caseira é encontra em cela de interno morto