Menu
Busca terça, 28 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
POLÍTICA

Carga tributária é nociva para a competividade, diz Aécio Neves

30 julho 2014 - 12h55

O candidato à Presidência da República, Aécio Neves (PSDB) disse hoje (30) a empresários que é preciso recuperar a credibilidade do país e retomar o crescimento da economia. O candidato, que ocupa o segundo lugar nas pesquisas de intenção de votos, criticou o atual governo de não se preocupar com a carga tributária cobrada do setor privado que, segundo ele, “é um dos problemas mais nocivos para a competitividade”.

“Viemos, ao longo dos últimos anos, aprendendo, infelizmente, a conviver com o que poderíamos chamar de truques contábeis que minou o que é fundamental para o crescimento do país que é a credibilidade. Essa é uma palavra hoje em falta no Brasil. Se tivermos um ambiente externo que ajudou por alguns anos, tivemos atitude interna que nos levaram a um crescimento da inflação que já estoura o teto da meta. Para a economia, a previsibilidade é fundamental”, criticou.

O candidato tucano reconheceu que algumas estratégias adotadas no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ajudaram a alavancar a economia, mas atribuiu parte dos resultados à herança da gestão de Fernando Henrique Cardoso e também ao cenário internacional, diante da crise que afetou várias economias, que contribuiu para o crescimento do Brasil. Segundo ele, o país está passando por um processo de desindustrialização que não é “normal”.

“Todos sabemos e acompanhamos as consequências da crise internacional, mas os resultados pífios da economia brasileira são obras de brasileiros, consequência de decisões erradas que o atual governo fez. Teremos o pior crescimento da América do Sul e o segundo pior da América Latina. Vamos crescer quase 2,5% a menos que o que crescerá a América Latina”, disse.

Ao criticar a falta de investimento em infraestrutura, Aécio também fez críticas às atuais políticas de saúde, educação e segurança pública. “Há uma omissão criminosa na condução da Política Nacional de Segurança Pública. O controle de drogas e tráfico de armas são [responsabilidades] da União que vem atuando de forma inexpressiva”, disse, ao se referir tanto às medidas quanto ao orçamento destinado para o setor.

Na abertura da sabatina, promovida pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o ex-governador de Minas Gerais garantiu que muitas demandas do setor privado estão contempladas nas diretrizes de sua candidatura. A CNI apresentou 42 propostas aos presidenciáveis sobre dez áreas prioritárias para o setor para garantir a competitividade à indústria brasileira, como a redução do Custo Brasil e o aperfeiçoamento da política de concessões em infraestrutura.

“Não sou o candidato apenas de um partido, ou de uma coligação, sou candidato do sentimento profundo de mudança que hoje permeia toda a sociedade brasileira. Não tenho dúvidas em relação à dimensão dos desafios que teremos à frente. Me preparei e me reuni ao longo dos últimos anos com as mais importantes lideranças da vida nacional, da economia, da indústria, agentes públicos, e da sociedade civil para governar o Brasil inaugurando um novo tempo”.

Além de Aécio, foi sabatinado mais cedo Eduardo Campos (PSB). A candidata Dilma Rousseff (PT) participará da sabatina mais tarde.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Quatro são presos em operação contra furto de energia elétrica
CAMPO GRANDE
Quatro são presos em operação contra furto de energia elétrica
Guia de compras: dicas para escolher o som automotivo
VEÍCULOS MS
Guia de compras: dicas para escolher o som automotivo
Polícia recupera TV furtada em agosto, mas autor segue foragido
POLÍCIA
Polícia recupera TV furtada em agosto, mas autor segue foragido
Unidades educacionais tem espaço ideal para divulgar serviços no caderno "Educação" do Dourados News
EDUCAÇÃO
Unidades educacionais tem espaço ideal para divulgar serviços no caderno "Educação" do Dourados News
No Dia do Doador de Órgãos, ALEMS celebra 15 anos do Banco de Olhos da Santa Casa
HOMENAGEM
No Dia do Doador de Órgãos, ALEMS celebra 15 anos do Banco de Olhos da Santa Casa
PANDEMIA
Em um dia, Dourados tem seis vezes mais recuperados do que infectados pela Covid
DOURADOS
Foragido da justiça é preso pela PM por furto de bicicleta
EDUCAÇÃO
IFMS decide pelo retorno das atividades presenciais
LEGISLATIVO DE MS
Projeto de Neno para atendimento multiprofissional para pessoas com TEA é aprovado
CASA COLORIDA
Cantor de MS lança música gravada com um dos pioneiros da Bossa Nova

Mais Lidas

REGIÃO
Acidente entre Dourados e Fátima do Sul matou mulheres e deixou policial ferido
EXECUÇÃO
Justiceiros matam mais um na fronteira e deixam recado
DOURADOS
Mulher é agredida em discussão e desfere golpe de faca no órgão genital do companheiro
HOMICÍDIO
Com tiros na cabeça e peito, jovem é executado em Pedro Juan Caballero