Menu
Busca segunda, 01 de março de 2021
(67) 99257-3397
DOURADOS

Câmara aprova projeto do Executivo para elevar remuneração de secretários municipais

23 fevereiro 2021 - 07h44Por André Bento

A Câmara de Vereadores aprovou em regime de urgência - sem necessidade de segunda votação - durante a sessão ordinária de segunda-feira (22) projeto de lei complementar número 001/2021, enviado pelo prefeito Alan Guedes (PP) para elevar os vencimentos de secretários municipais na Prefeitura de Dourados e tornar os cargos mais atrativos para servidores cedidos por outros órgãos públicos. 

Aprovada por maioria – foram contra apenas os parlamentares Fábio Luís (Republicanos) e Lia Nogueira (PP) -, a nova legislação dá ao servidor público cedido ao Município de Dourados nomeado secretário municipal optante pela remuneração do seu cargo efetivo de origem direito ao acréscimo de 60% do valor da remuneração do cargo em comissão. Não houve alteração nos proventos do mandatário.

Enviado à Casa de Leis no dia 29 de janeiro, o projeto do Executivo municipal foi justificado pela necessidade de preencher esses cargos em comissão, considerados estratégicos e de grande relevância, com profissionais qualificados e eficientes.

“O instituto da cedência possibilita que o Município de Dourados busque em outros entes federativos agentes públicos altamente capacitados e com basta experiência em determinadas áreas, podendo nomeá-los em cargos estratégicos e de alta relevância, como os cargos em comissão de Secretário Municipal”, explicou o prefeito no texto apreciado pelos vereadores.

Ele prossegue detalhando que “o preenchimento desses cargos em comissão, estratégicos e de grande relevância, por servidores públicos de outras esferas públicas possibilita que o Município de Dourados conte em seus quadros com um serviço eficiente e altamente qualificado, o que apenas beneficiará a gestão e melhoramento dos recursos públicos, a fim de atender ao interesse público primário dos munícipes douradenses”. 

No entanto, o mandatário pondera que para haver interesse e aconteça a cedência de servidores públicos de outros entes federativos ao Município é necessário que haja “um atrativo que justifique e incentive tais agentes públicos a aceitarem laborar no Município de Dourados, pois a cedência se daria para preencher cargos de alta responsabilidade, com exigência de qualificações e experiências indispensáveis para o desenvolvimento de funções expressivas, complexas e de relevância”. 

Além disso, o projeto de lei complementar indica que “apenas os servidores públicos efetivos do Município de Dourados dispõem de normativa própria que possibilita, quando nomeados para ocupar cargo em comissão, tenham direito a opção de acréscimo de 50% do valor da remuneração do cargo comissionado à sua remuneração”. 

Por fim, a medida assinala que servidores destacados ao cargo de Secretário Municipal estarão sujeitos “a uma infinidade de responsabilidades e atribuições, que não justo sujeitar o agente público a mesma remuneração de que o cedido percebia antes da cedência, de modo que é proporcional e constitucional, com fulcro no artigo 39, § 1º, da CF [Constituição Federal], a estipulação de acréscimo de 60% da remuneração do cargo de Secretário, e bem assim acréscimo de 50% para nomeação aos demais cargos comissionados”. 

Com a aprovação pelo Legislativo municipal, foram criados dispositivos à Lei Complementar número 107 de 27 de dezembro de 2006, que dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos do Município de Dourados e de suas autarquias e fundações públicas. 

Pelo novo texto, “o servidor público cedido ao Município de Dourados que optar pela remuneração do seu cargo efetivo de origem, fará jus ao acréscimo de 50% do valor da remuneração do cargo comissionado a que for nomeado”. 

Também é previsto que “o servidor público cedido ao Município de Dourados nomeado para o cargo de Secretário Municipal optante pela remuneração do seu cargo efetivo de origem, fará jus ao acréscimo de 60% do valor da remuneração do cargo em comissão”. 

Finalmente, é estabelecido que “para o servidor público efetivo cedido ao Município será considerado o teto constitucional do respectivo ente cedente”.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Veículo pega fogo ao colidir em coqueiro entre Dourados e Itaporã
ACIDENTE
Veículo pega fogo ao colidir em coqueiro entre Dourados e Itaporã
ESPORTE
Vôlei de praia: Guto e Arthur Mariano vencem etapa do Brasileiro
Senado vota na terça MP que facilita compra de vacinas contra coronavírus
PANDEMIA
Senado vota na terça MP que facilita compra de vacinas contra coronavírus
ESPORTE
Jogo entre Joinville e Marcílio Dias é adiado após surto de Covid-19
Operação Piracema é encerrada com aplicação de R$ 79 mil em multas
FISCALIZAÇÃO
Operação Piracema é encerrada com aplicação de R$ 79 mil em multas
EUA
Facebook vai pagar US$ 650 milhões para encerrar ação por violar privacidade
REGIÃO
Embriagado, homem é preso após bater em carro estacionado
EDUCAÇÃO
Prouni abre inscrições para lista de espera nesta segunda-feira
PANDEMIA
Repórter fotográfico de MS morre vítima do coronavírus
PANDEMIA
Dourados figura com 82% de ocupação dos leitos de UTI/SUS para Covid-19

Mais Lidas

DOURADOS 
Mulher é esfaqueada na região central e encaminhada ao HV em estado grave
DOURADOS 
Mulher que esfaqueou rival é autuada em flagrante por tentativa de homicídio
DOURADOS 
Mulher é presa após furtar residência no Altos do Indaiá
ITAQUIRAÍ
Acusado de matar homem com tiro na nuca diz que vítima ameaçava ex