Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
ATAQUES À IMPRENSA

Bolsonaro diz que jornalistas são 'espécie em extinção'; ABI reage

06 janeiro 2020 - 18h50Por G1

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira, dia 06 de janeiro, que os jornalistas são uma "espécie em extinção". Em nota, a ABI (Associação Brasileira de Imprensa) considerou a declaração "estapafúrdia".

Bolsonaro deu a declaração enquanto conversava com apoiadores e jornalistas na portaria do Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência.

Na entrevista, um jornalista indagou a Bolsonaro se ele havia conversado com os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sobre o cronograma de votação das reformas administrativa e tributária.

"Sempre converso com eles, sempre converso com eles", respondeu o presidente.

O repórter, em seguida, indagou a Bolsonaro "qual reforma vai primeiro". O presidente, então, respondeu:

"Mas o que acontece? Eu não vou provocar uma crise porque olha só: para vocês da imprensa aí. Essa frase não é minha. Eu quero que vocês mudem. Quem não lê jornal não está informado, e quem lê está desinformado. Tem que mudar isso. Vocês são uma espécie em extinção. Acho que vou botar os jornalistas do Brasil vinculados ao Ibama. Vocês são uma raça em extinção", declarou o presidente.

"Cada vez mais gente não confia em vocês. E eu quero que vocês sejam, realmente, uma força no Brasil. É importante a informação, e não a desinformação ou o fake news. Perguntar aqui, por exemplo, eu cancelei todos os jornais no Planalto, todos, todos, não recebo mais nem jornal, nem revista. Quem quiser, que vá comprar. Porque envenena a gente ler jornal, a gente fica envenenado", acrescentou.

Após a entrevista, a ABI divulgou uma nota na qual afirmou que, enquanto a informação for uma "necessidade vital nas sociedades modernas", o jornalismo continuará existindo.

"E, com certeza, sobreviverá por mais tempo do que políticos inimigos da democracia, que, estes sim, tendem a ser engolidos pela história", acrescentou a entidade.

Íntegra

Leia a íntegra da nota da Associação Brasileira de Imprensa:

ABI rechaça declarações do presidente da República

O país e o mundo têm sido surpreendidos, a cada momento, por declarações estapafúrdias do presidente da República e de seus auxiliares mais próximos. Até a manhã desta segunda-feira, a mais recente dessas declarações tinha sido a de que os jornalistas são "uma espécie em extinção", que, como tal, deveriam ficar sob os cuidados do Ibama.

O presidente não deve confundir o que talvez seja um desejo oculto seu com a realidade.

Enquanto a informação for uma necessidade vital nas sociedades modernas, e ela será sempre, o jornalismo vai continuar a existir.

E, com certeza, sobreviverá por mais tempo do que políticos inimigos da democracia, que, estes sim, tendem a ser engolidos pela história.

Paulo Jerônimo de Sousa

Presidente da ABI

Deixe seu Comentário

Leia Também

SERVIÇOS
Detran/MS simplifica e veículos podem ser licenciados em qualquer agência
CAPITAL
Homem socorrido após ser baleado na cabeça morre em hospital
TEMPO
Sexta-feira nublada, ainda com possibilidade de chuva em Dourados
FRONTEIRA
Homem é executado a tiros ao parar com Mercedez em semáforo
POLÍTICA
Bolsonaro admite voltar ao PSL em vez de 'investir' em outro partido
CRIME AMBIENTAL
Assentado é multado em R$ 20 mil por provocar incêndio na propriedade
UFGD
Editora lança obras em comemoração aos 15 anos de Universidade
POLÍCIA
Professor preso em operação contra pedofilia será afastado de escolas
REGIÃO
Detran/MS finaliza leilão e contabiliza quase R$ 800 mil em arrecadação
MEIO AMBIENTE
Ação conjunta apreende carreta com produtos perigosos de sucatas de baterias

Mais Lidas

DOURADOS
Preso no Ipê Roxo era investigado desde fevereiro por estupro do sobrinho
VIDA NOTURNA
“Estão passando fome”: profissionais do sexo sofrem com a pandemia em Dourados
DOURADOS
Com gritos de "pega ladrão", grupo é flagrado furtando carro no Jardim Paulista
DOURADOS
Decreto deve autorizar volta de cursos profissionalizantes e atividades práticas de universidades