Menu
Busca sábado, 25 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
DOURADOS

Assessora vai à polícia e diz que foi ameaçada de morte por vereadora

03 agosto 2021 - 09h13Por Dourados News

Ex-chefe de gabinete da vereadora Lia Nogueira (PP) foi à polícia na tarde de ontem (2/8) registrar boletim de ocorrência por ameaça. Segundo ela, a parlamentar tem realizado esse discurso há pouco mais de um mês e chegou a citar relatos ameaçadores inclusive para os filhos. 

A vereadora nega as acusações, diz que o fato não lhe causa estranheza e enxerga a medida como retaliação e prometeu denunciar a mulher por calúnia e difamação

De acordo com a servidora, desde o início da investigação sobre repasses de verbas da Câmara para veículos de comunicação, em maio deste ano, Lia ‘passou a ficar perturbada mentalmente, agindo de maneira descontrolada’, relatou no boletim registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário). 

Ela disse ainda que há aproximadamente um mês foi buscar a parlamentar na residência dela para uma agenda, onde começou, segundo a denunciante, as ameaças por parte da legisladora. 

“Uma pessoa me perguntou se eu confio em você. Esta pessoa me disse que eu te levo em todas as minhas reuniões, que você sabe tudo que se passa na minha vida. Mas, respondi para a pessoa, que se você me trair, eu te mato!”. 

De acordo com a servidora, após esse fato por várias vezes Lia Nogueira teria realizado ‘brincadeiras’ em tom ameaçador. Em outra reunião, poucos dias depois do primeiro ato, ouviu da vereadora a seguinte observação: “se você me trair, ou se vender, eu dou um tiro em sua boca, sua filha da p@#$%”, contou à polícia.

Ainda conforme o relato da ex-chefe de gabinete, em 26 de junho durante almoço em um restaurante da cidade, a parlamentar chamou os filhos da mulher e disse para não saírem às ruas enquanto as investigações não acabassem, ‘pois alguém poderia sequestra-los ou mata-los’, provocando medo nas crianças. 

Em outra ocasião, durante reunião de pessoas próximas, a mulher voltou a dizer ter sido ameaçada e de acordo com ela, no meio de mais pessoas. “Ontem eu falei pra ela, se me trair eu descarrego a 9 milímetro [se referindo a pistola calibre 9mm] na boca dela. 

Após a denúncia, o caso foi colocado em segredo de justiça e é investigado pela polícia. 

A vereadora

Procurada pelo Dourados News, Lia disse estar tranquila e negou as ameaças à mulher, que ainda consta nomeada no gabinete dela. “Não me causou estranheza, minhas denúncias devem estar incomodando alguém”, disse se referindo às investigações. 

A parlamentar também negou ter porte ou possuir arma de fogo em casa. “Sempre fui contra isso”. 

A vereadora ainda relatou que procurará a polícia para registrar um boletim de ocorrência por calúnia e difamação. “Eu não a ameacei, mas a quem acusa, fica o ônus da prova”, disse. 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AMAMBAI
Mulher é presa transportando 145 tabletes de maconha em rodovia
A vida boa de ser vivida - e que está ao alcance de todos!
ARTIGO
A vida boa de ser vivida - e que está ao alcance de todos!
Lojas de veículos são alvos de disparos de arma de fogo na fronteira
PONTA PORÃ
Lojas de veículos são alvos de disparos de arma de fogo na fronteira
Acidente envolvendo três carretas deixa motorista ferido e veículo tombado em MS
RIO VERDE
Acidente envolvendo três carretas deixa motorista ferido e veículo tombado em MS
LOTERIA
Mega-Sena pode sortear R$ 7 milhões neste sábado
NA CAPITAL 
Douradenses participam da final da 'Batalha de Bandas' de MS neste sábado
FRONTEIRA
Motorista acaba preso com postes de concreto 'recheados' com maconha
LEGISLATIVO DE MS
Deputado quer proibir exigência de passaporte sanitário em MS
REGIÃO 
Jovem é flagrado em rodoviária com 11 tabletes de maconha
RODOVIA ESTADUAL 
Após tentativa de fuga, três são presos com mais de duas toneladas de maconha

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é encontrado morto em casa por funcionária na Vila São Brás
RACISMO
Em SP, DJ Alok recorda exclusão de integrantes do 'Brô MCs' durante show em Dourados 
TRAGÉDIA 
Motociclista morre na BR-163 em Dourados após bater em uma capivara 
DOURADOS
Júri condena jovem que matou amiga com tiro na nuca e alegou 'acidente'