domingo, 05 de dezembro de 2021
Dourados
36°max
23°min
Campo Grande
33°max
23°min
Três Lagoas
38°max
23°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
LEGISLATIVO

Assembleia Legislativa recebe três projetos de lei do Poder Executivo

26 novembro 2020 - 15h26Por Da Redação

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) recebeu nesta manhã de quinta-feira (26) três projetos de lei de autoria do Poder Executivo. Um deles sobre organização de subsecretarias estaduais, outro sobre a Nota MS Premiada e, por fim, um projeto sobre prorrogação de prazo de contratos temporários.

O Projeto de Lei 221 e 2020 altera a redação de dispositivos da Lei nº 4.640, de 24 de dezembro de 2014. A intenção é, de acordo com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), desburocratizar as subsecretarias vinculadas à Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica. Conforme o projeto, as Subsecretarias de Políticas Públicas para Mulheres, para a Promoção da Igualdade Racial, para a População Indígena, para a Juventude, para a população LGBT, para as Pessoas com Deficiência, para as Pessoas Idosas, e a relacionada a Assuntos Comunitários ficarão diretamente subordinadas ao titular da Secretaria de Estado de Governo e Gestão Estratégica, extinguindo-se, dessa forma, a figura intermediária da Subsecretaria Especial da Cidadania.

Já o Projeto de Lei 222 de 2020 acrescenta dispositivo à Lei nº 5.463, de 16 de dezembro de 2019, que institui o Programa Nota MS Premiada. O objetivo é possibilitar a utilização dos prêmios não resgatados pelos sorteados do Programa Nota MS Premiada para o Fundo de Habitação de Interesse Social (FEHIS), que centraliza e gerencia recursos orçamentários, para os programas destinados a implementar políticas habitacionais, direcionadas à população de baixa renda.

Por fim, o Projeto de Lei 223 de 2020 autoriza a prorrogação dos contratos por tempo determinado no âmbito da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho e da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul. A medida, conforme justificativa, visa atender à necessidade temporária de excepcional interesse público, visando à continuidade das ações nas Residências Inclusivas de Dourados e Três Lagoas e no Observatório de Turismo, ante a impossibilidade de realização de concurso público e provimento de cargos efetivos nessas áreas, em atendimento às imposições da Lei de Responsabilidade Fiscal e da Lei que estabeleceu o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus, Lei Complementar nº 173, de 27 de maio de 2020.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GUIA LOPES

Motociclista fica em estado gravíssimo após colidir com ambulância

Brasil se classifica para segunda fase do Mundial feminino de handebol
ESPORTE

Brasil se classifica para segunda fase do Mundial feminino de handebol

MS acumula 37,2 mil empregos criados com carteira assinada em 2021
EMPREGO

MS acumula 37,2 mil empregos criados com carteira assinada em 2021

Ramon, do Flamengo, nega ter bebido antes de acidente que matou ciclista
TRÂNSITO

Ramon, do Flamengo, nega ter bebido antes de acidente que matou ciclista

OMT lança concurso mundial para startups de turismo gastronômico
COMPETIÇÃO

OMT lança concurso mundial para startups de turismo gastronômico

JUDICIÁRIO

Provas do processo seletivo de juízes leigos serão neste domingo

REGIÃO

Gestante é presa em residência que funcionava como "boca de fumo"

TAXA

CAE deve votar na terça-feira projeto com alternativas para conter alta dos combustíveis

REGIÃO

Mulher é flagrada carregando drogas enquanto viajava com filho de 4 anos

HONRARIA

Mulheres de Sucesso: diretora do Dourados News é homenageada na Capital

Mais Lidas

DOURADOS

Vídeo mostra jovem deitando em rua antes de acidente

DOURADOS

Homem morre atropelado no Jardim Piratininga e motorista foge do local

DOURADOS

Jovem estava deitado na rua e motorista de caminhão disse que não percebeu atropelamento

TRAGÉDIA

Trabalhador morre após queda de laje em Dourados