Menu
Busca quarta, 01 de dezembro de 2021
Dourados
32°max
18°min
Campo Grande
32°max
19°min
Três Lagoas
35°max
20°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
SAÚDE PÚBLICA

Após críticas, Bolsonaro diz que revogou decreto sobre privatizações no SUS

28 outubro 2020 - 19h50Por G 1

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira, dia 28 de outubro, em rede social que revogou o decreto que autorizava o Ministério da Economia a realizar estudos sobre a inclusão das Unidades Básicas de Saúde (UBS) dentro do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República (PPI).

Na postagem, Bolsonaro fala em decreto "já revogado". Até o horário da publicação, no entanto, a anulação do documento ainda não tinha sido publicada no "Diário Oficial da União". Segundo a Secretaria-Geral da Presidência da República, a divulgação ocorrerá ainda nesta quarta.

"Temos atualmente mais de 4.000 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e 168 Unidades de Pronto Atendimento (UPA) inacabadas. Faltam recursos financeiros para conclusão das obras, aquisição de equipamentos e contratação de pessoal", diz Bolsonaro na postagem.

"O espírito do Decreto 10.530, já revogado, visava o término dessas obras, bem como permitir aos usuários buscar a rede privada com despesas pagas pela União", prossegue.

'Obscuro', 'apressado' e 'inconstitucional': especialistas analisam decreto sobre privatização de postos de saúde do SUS
Com pandemia e plano de privatizações empacado, leilões do governo agora são promessa para 2021 e 2022
Decreto

O decreto sobre o tema foi publicado na terça (27), assinado por Bolsonaro e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. O texto permitia que a pasta fizesse estudos para incluir as Unidades Básicas de Saúde (UBS) dentro do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República (PPI).

O PPI é o programa do governo que trata de privatizações, em projetos que incluem desde ferrovias até empresas públicas.

O texto do decreto 10.530 afirma que a "política de fomento ao setor de atenção primária à saúde" estaria "qualificada" para participar do PPI.

Segundo o decreto, os estudos sobre as UBS deveriam avaliar "alternativas de parcerias com a iniciativa privada para a construção, a modernização e a operação de Unidades Básicas de Saúde dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios".

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ponte Bioceânica vai ganhar nova data de lançamento; Bolsonaro e Marito participam
AGENDA
Ponte Bioceânica vai ganhar nova data de lançamento; Bolsonaro e Marito participam
Defesa pede para Câmara reempossar vereador acusado de violência doméstica
DOURADOS
Defesa pede para Câmara reempossar vereador acusado de violência doméstica
Faturamento da indústria cai pelo terceiro mês seguido, diz CNI
ECONOMIA
Faturamento da indústria cai pelo terceiro mês seguido, diz CNI
Aulas na Rede Estadual começam na primeira semana de março
CALENDÁRIO ESCOLAR
Aulas na Rede Estadual começam na primeira semana de março
Desembargador restabelece liminar que suspende apuração de quebra de decoro contra Diogo Castilho
DOURADOS
Desembargador restabelece liminar que suspende apuração de quebra de decoro contra Diogo Castilho
FUTEBOL FEMININO
Seleção Feminina enfrenta o Chile em busca do título do Torneio Internacional de Manaus
PARAGUAI
Mecânico executado na fronteira possuía metralhadora e droga em casa
Happy Hour
Show da Maiara e Maraísa marca retomada de grandes eventos no dia 07, em Dourados
LEGISLATIVO DE MS
Após emedebista seguir para governo, suplente toma posse na Assembleia na sexta
ABIGEATO
Suspeito de furto de gado é preso e animais devolvidos ao dono em Nioaque

Mais Lidas

ITAPORÃ
Ciclista morta após ser atropelada por carreta é identificada
DOURADOS
Família procura por jovem que saiu de casa há mais de um mês e não retornou
CAPITAL
PRF que atirou em homem no interior de motel é encontrado morto
TRAGÉDIA
Caminhoneiro que morreu em acidente na Serra de Maracaju era douradense