Menu
Busca domingo, 09 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Piloto acusa PF de não vistoriar helicópteros

10 agosto 2004 - 07h01

Na quarta-feira, um helicóptero da Polícia Federal - o ""Caçador 7"", prefixo PR-HFB - caiu no município de Coronel Sapucaia (MS), matando o policial André Godoy Moreira e ferindo cinco outros agentes. No dia seguinte, o Jornal do Brasil recebeu um ""relatório de missão policial"" (um documento interno), no qual o piloto da PF José Luiz Boanova Filho afirma que o helicóptero não era submetido a inspeções que avaliassem suas condições de vôo. Além do relatório, o dossiê preparado pelos funcionários da PF inclui ""relatórios de perigo"", documentos entregues à Aeronáutica, nos quais denunciam que os pilotos da PF cumprem jornadas ininterruptas de até 56 horas de vôo. As autoridades da Polícia Federal reconhecem a existência destes relatórios, negam as acusações e atribuem tudo a problemas políticos que surgiram a partir da greve dos policiais, que começou em março deste ano. No relatório entregue dia 10 de maio à PF, o piloto Boanova Filho, além de denunciar a falta de inspeções do helicóptero que caiu na quarta-feira, discorre sobre a ""situação de risco"" no hangar da PM paulista, onde ficava a aeronave. Boanova, segundo a PF, foi afastado do cargo de piloto por ter participado da greve. Hoje, três pilotos cumprem ""castigo"" na área de Direitos Humanos da PF, por participarem da greve. O coordenador de Aviação Operacional Substituto da PF, delegado Sérgio Barboza Menezes, diz que não tem procedência a denúncia de que os helicópteros da PF não tenham inspeções diárias. Segundo Menezes, os pilotos da PF são preparados tecnicamente para as inspeções, caso falte mecânico. Menezes apresentou cópia da inspeção de 100 horas de vôo do helicóptero, feita pelo fabricante Helibrás, em abril. Menezes acha que a denúncia é ""jogo político"", por causa da greve. O relatório de perigo denuncia que o piloto Geraldo Fonseca Gouveia trabalhou 56 horas ininterruptas, cumprindo missão no Amazonas, Acre e Rondônia, ""sobrecarregando aquele piloto"" e ""contrariando a doutrina de segurança de vôo"", diz o documento. O chefe do Serviço de Operações da Coordenação de Aviação Operacional da PF, Rodrigo de Andrade de Oliveira, admite que Gouveia ficou um ""período grande"" na missão, em função da greve dos colegas, mas nada que comprometesse a aeronave ou as condições de saúde do piloto, assegura ele. "Esse pessoal está mal intencionado. Tiverem os interesses particulares contrariados",  diz Oliveira. O piloto Boanova também denunciou o que considera uso irregular dos helicópteros da PF. Além de transportar autoridades do Ministério da Justiça fora do serviço, diz ele, o helicóptero que caiu no Mato Grosso do Sul foi utilizado para fazer um trabalho de ""reconhecimento"" da área onde foi realizado o casamento da prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), um dia antes da cerimônia, no ano passado. No dia do casamento, o helicóptero ficou de prontidão para eventuais missões na região, segundo o piloto. - Isso aí eu não estou sabendo. A aeronave é vinculada tecnicamente a Brasília e administrativamente à PF de São Paulo - afirma o delegado Sérgio Barbosa Menezes. Segundo os pilotos afastados, o governo foi desaconselhado pela empresa Air Safety - que presta assessoria de inspeção dos aviões da PF - a não desenvolver projeto de descentralização, criando bases de operação aérea em outros Estados. De fato, um relatório de outubro de 2002 diz que a descentralização da aviação operacional da PF poderia aumentar a probabilidade de acidentes. O delegado Sérgio Barbosa confirma que foi desaconselhada a descentralização na época. A PF, diz o delegado, passou então a adotar um procedimento de ""deslocamento"" de aeronaves para os Estados. O delegado garantiu que um mecânico da Helibrás foi enviado para a base de Ponta Porã (MS) durante os vôos do Caçador 7 na região.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Juiz considera ilegal obrigação de isolamento de viajantes do Brasil
INTERNACIONAL
Juiz considera ilegal obrigação de isolamento de viajantes do Brasil
Integrantes de quadrilha que clonam cartões são presos
POLÍCIA
Integrantes de quadrilha que clonam cartões são presos
INVESTIGAÇÃO
Mulher foge ao ser flagrada com cocaína em Dourados
Com mais duas mortes, Dourados chega a 445 óbitos por coronavírus
PANDEMIA
Com mais duas mortes, Dourados chega a 445 óbitos por coronavírus
DOURADOS
Casal é preso após ser flagrado com drogas para interno
IVINHEMA
Após disparo, jovem é encontrado com ferimento na cabeça e morre no hospital
POLÍTICA
Bolsonaro faz passeio de moto em homenagem ao Dia das Mães
POLÍCIA
Homem é assaltado enquanto dormia em caminhão
CULTURA
Museu da Imagem e do Som abre para visitação instalação lúdica
TRÁFICO DE DROGAS
Jovem é presa com 60 cápsulas de cocaína na penitenciária de Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Adolescentes flagrados em festa 'entregam' distribuidora que vendeu bebidas alcoólicas
BR-163
Colisão entre viatura e carreta termina com policial ferido
ACIDENTE
PRF diz que policial saiu andando de viatura após colisão com carreta
BR-163
Viatura da PRF estava com apenas um ocupante quando colidiu contra carreta