Menu
Busca quinta, 05 de agosto de 2021
(67) 99257-3397

Picarelli afirma que 'Bancada da Capital' é contra mudar ICMS

24 julho 2007 - 09h32

Apesar das promessas de não transformar a votação do projeto de lei que muda a divisão do ICMS numa disputa Capital versus interior, o deputado estadual Maurício Picarelli (PMDB) disse hoje que os deputados com base eleitoral em Campo Grande não vão deixar prosperar nenhuma mudança que emagreça o caixa do prefeito Nelson Trad Filho (PMDB).

“Os deputados de Campo Grande não vão deixar”, prometeu Picarelli, ao discursar representando a Assembléia Legislativa no lançamento das obras do aniversário de Campo Grande.

O destino do projeto de lei do deputado Júnior Mochi (PMDB) será decidido em agosto. A proposta altera critérios de distribuição da cota de ICMS dos municípios, criando um mecanismo de compensação às prefeituras que recebem menos. Os opositores têm centrado fogo contra a proposta, alegando que Campo Grande perderia R$ 300 mil por mês.

Pelo menos 11 deputados estaduais têm sua principal base eleitoral em Campo Grande, mas eles estão muito longe de formar uma bancada já que compõem um grupo heterogêneo de peemedebistas, petistas, tucanos e representantes de legendas menores, com interesses difusos.

Picarelli disse que “não é contra” a redistribuição de ICMS, mas pretende negociar a inclusão de uma emenda que preserve a fatia do bolo de Campo Grande. “É perda grande para Campo Grande para ganho muito pequeno para os municípios”, disse.

O deputado do PMDB mencionou a polêmica após uma provocação de um dos mais duros críticos da mudança, o presidente da Câmara de Vereadores, Edil Albuquerque (PMDB), que o antecedeu na ordem dos discursos.

“Quero deixar claro que não quero que tirem da cidade R$ 300 mil, em time que está ganhando não se mexe”, espetou Edil. As informações são do site de notícias Campo Grande News.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Considerado extremamente violento, traficante é preso com arma
ECONOMIA
Bolsonaro anuncia que novo Bolsa Família se chamará "Auxílio Brasil"
Policial tem prisão preventiva decretada após destruir carro da namorada
REGIÃO
Prorrogadas inscrições de peritos para atuarem no Poder Judiciário de MS
Idoso é preso no Paraguai com arma de fogo e faca tipo adaga
NOVA INVESTIGAÇÃO
TCU decide abrir processo para apurar conduta de Pazuello na pandemia
Ambiental captura 1.337 animais silvestres no primeiro semestre de 2021
GERAL
Governo amplia número de vagas do último concurso da Agepen
Passageira dorme em ônibus e só descobre furto das malas na rodoviária
SELIC
Copom eleva juros básicos da economia para 5,25% ao ano

Mais Lidas

DOURADOS
Assessora vai à polícia e diz que foi ameaçada de morte por vereadora
DOURADOS
Flagrado com pistola, jovem é preso no Parque do Lago II
AMEAÇA
Mulher não aceita relacionamento do ex e ameaça a atual companheira dele de morte
DOURADOS
Casal é preso após transformar casa de homem que morreu por overdose em 'boca de fumo'