Menu
Busca domingo, 05 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Piantoni concede férias coletivas de três meses

22 dezembro 2003 - 16h50

Com a publicação de decreto do prefeito Vagner Piantoni (PT), concedendo férias coletivas de três meses aos servidores municipais, o comércio de Ponta Porã deve ter seu ritmo diminuído após o Natal, até a passagem para o Ano Novo. A medida visa contenção de despesas por causa da queda no índice de arrecadação do município.Neste três meses (dezembro, janeiro e fevereiro), férias vencidas dos funcionários serão descontadas nas coletivas. Segundo o decreto, a prefeitura vai diminuir o número de servidores trabalhando, mas instituiu plantões em todas as secretarias municipais para manter ativo os serviços essenciais, como coleta de lixo, hospital, postos de Saúde, terminal rodoviário, cemitério e aterro sanitário. Nos demais setores os fechamentos ou recessos obedecerão calendário normal em nível de Estado e nacional. O Fórum, por exemplo, entrou em recesso hoje e fica fechado até 31 de janeiro. Nas férias dos quatro juizes de Ponta Porã (três cíveis e um criminal), apenas um juiz de Amambai vai estar de plantão para atender os processos de urgência.Já o Serviço de Proteção ao Consumidor (Procon) continuará atendendo durante as férias coletivas. A coordenadora do órgão, Ana Flávia Costa Oliveira, disse hoje que apenas nos dias 24, 25 e 26 de dezembro e entre os dias 31 de dezembro e 2 de janeiro o escritório do Procon não estará aberto. “Nos outros dias vamos atender normalmente”, afirmou a coordenadora.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Barreiras sanitárias abordaram 13,6 mil pessoas em MS
MUNDO
Papa inicia Semana Santa com celebração sem presença de fiéis
COVID-19
Gerente técnico de medicamentos da Vigilância Sanitária alerta sobre riscos da automedicação
COVID-19
Estado tem mais três confirmações do novo coronavírus em 24 horas, todas no interior
DOURADOS
Mais de mil servidores com salários acima de R$ 4,5 mil receberão na segunda
MS
Procuradoria-Geral do Estado mantém seção especial sobre o Covid-19 no site
STJ
Negado pedido de habeas corpus coletivo para todos os presos em grupos de risco do coronavírus
BRASIL
Ministério da Saúde alerta que não pede doação de dinheiro
ESTADO
Detran-MS explica sobre emplacamento em tempo de Coronavírus
STF
Mantida portaria que suspendeu visitas em penitenciárias federais

Mais Lidas

CORONAVÍRUS
Dourados registra mais dois casos de Covid-19 e MS tem 60 confirmações
ISOLAMENTO
Em 24 horas, apenas uma cidade de MS aparece vermelha no monitoramento do Governo
CORONAVÍRUS
Durante fiscalização, Guarda prende nove pessoas e notifica 60 comércios em Dourados
SUMIÇO
Família procura por jovem que está desaparecida desde a última quarta-feira