Menu
Busca terça, 20 de abril de 2021
(67) 99257-3397

PF faz operação para apreender 365 ônibus de sacoleiros

17 junho 2005 - 15h45

A Polícia Federal deflagrou hoje uma operação para apreender 365 ônibus que transportavam pessoas supostamente envolvidas no contrabando de mercadorias do Paraguai. De acordo com a PF, pelo menos 100 ônibus já foram apreendidos somente nesta manhã na operação chamada "Comboio Nacional", que atuou simultaneamente em seis Estados. As mercadorias eram transportadas em "comboios", filas de centenas de veículos utilizadas para fugir à fiscalização da Receita Federal e da Polícia Rodoviária Federal. Os envolvidos no esquema podem ser processados por crime de contrabando e descaminho, receptação qualificada e formação de quadrilhas. Esses comboios foram filmados e fotografados pelos agentes federais.A Receita Federal afirma que esses ônibus foram responsáveis pelo transporte de mais de US$ 1 bilhão em mercadorias importadas irregularmente durante 9.832 viagens a Foz do Iguaçu, tradicional rota do contrabando no Paraná, nos últimos 12 meses.Junto com a Receita e a Polícia Rodoviária Federal, a PF investigou ao longo de 2004 e 2005 a formação de verdadeiras "cadeias" de negócios que envolvem o contrabando de milhões de dólares em mercadorias por mês.As redes são formadas por "batedores" e facilitadores", que fazem os contatos e formação das equipes que fazem parte dos "comboios". Eram recrutados "laranjas", principalmente pessoas desempregadas, para fazer o transporte das mercadorias do Paraguai para os ônibus.Também faziam parte do esquema empresas de turismo, responsáveis pelos veículos de passeio para o transporte dos "laranjas". O Ministério Público Federal no Paraná expediu 81 mandados de busca e apreensão para essas empresas, que têm sede nos Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo, entre outros Estados.ComboiosAs investigações da PF, Receita e PRF identificaram o seguinte esquema das rotas: os veículos chegavam de madrugada em Foz do Iguaçu e estacionavam próximos à Ponte Internacional da Amizade, na fronteira com o Paraguai, onde os "laranjas", também conhecidos como "sacoleiros", cruzavam a ponte para fazer as compras no país vizinho. As mercadorias compradas eram distribuídas e divididas em vários lotes (até o limite de US$ 300 de isenção), sendo que em alguns casos eram desviadas da fiscalização brasileira. A PF investigou também a atuação de hotéis e pousadas no esquema, que funcionariam como verdadeiros depósitos de mercadorias contrabandeadas, que depois seriam carregadas nos ônibus.Os veículos eram especialmente preparados para o transporte dessas mercadorias: em alguns casos parte dos assentos foram retirados para aumentar a capacidade de transporte das mercadorias.Os ônibus, carregados desses produtos, formavam os "comboios", em geral às quartas-feiras e sábados à tarde, para voltar às cidades de origem e fugir à fiscalização.De acordo com informações do MPF, cada ônibus transportaria, em média, US$ 50 mil em mercadorias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Loja de artigos militares é furtada durante a madrugada
DOURADOS
Loja de artigos militares é furtada durante a madrugada
Homem denuncia quarto furto em construção em menos de um mês
DOURADOS
Homem denuncia quarto furto em construção em menos de um mês
OPORTUNIDADE
Leilão do Detran/MS com 260 veículos sucatas será aberto nesta terça-feira
Onça é resgatada após ser atropelada em rodovia
CAARAPÓ
Onça é resgatada após ser atropelada em rodovia
LEGISLATIVO DE MS
Deputados devem votar quatro propostas na Ordem do Dia desta terça-feira
INFORME PUBLICITÁRIO
Linha spa corporal da Mahogany é perfeita para limpeza e revitalização
CAPITAL
Homem espanca a própria esposa que fica com rosto desfigurado
TRÁFICO DE DROGAS
Jovem é preso transportando 230 quilos de maconha em carreta
DOURADOS
Homem é assaltado por indivíduos que se identificaram como policiais
DOURADOS
Decreto prevê interdição e multa a estabelecimento que desrespeitar restrições

Mais Lidas

ASSALTO
Mulher tem carro roubado ao parar no semáforo em Dourados
POLÍCIA
Irmãos morrem após serem atropelados por caminhonete em rodovia
LOTERIAS
Mega-Sena premia uma aposta com R$ 40 milhões e 11 douradenses acertam a Quadra
DOURADOS/ITAPORÃ
Produtor rural morto em acidente na MS-156 voltava de aniversário em pesqueiro