Menu
Busca quinta, 28 de maio de 2020
(67) 99659-5905

PF apreende 52 quilos de cocaína em carreta

11 dezembro 2009 - 17h18

Uma apreensão de droga é feita pela policia federal. Desta vez, 52 quilos de cocaína.
A apreensão ocorreu na madrugada de hoje 11, na BR 262, próximo ao município de Miranda. Policiais federais abordaram a carreta conduzida por Antônio Benedito Ortiz do Amaral, 38 anos, residente em Igaraçu de Tietê, interior de São Paulo.
Após entrevista preliminar, face ao grande nervosismo do motorista, os agentes federais realizaram busca no veículo, suspeitando de tráfico de entorpecente, quando encontraram, na cabine da carreta, três mochilas contendo 52 pacotes de cocaína. Para não despertar desconfiança aos órgãos de fiscalização Ortiz viajava com a mulher, uma filha de 3 anos e a cunhada.
O motorista relatou que receberia 5 mil reais para trazer o veículo de Corumbá, fronteira com a Bolívia, e deixar em um posto de combustível em Bauru/SP, onde os reais proprietários da droga o aguardariam. Disse ainda que as pessoas que o contrataram para fazer um transporte da cocaína estariam logo atrás, em um Gol preto, quatro portas, placa de Assis/SP, acompanhando a carreta. Afirmou que o dono da carreta desconhece que ele – o motorista – utiliza o veículo para o transporte de entorpecentes.
Cerca de uma hora depois os policiais avistaram o Gol com as características informadas pelo preso. No interior do carro estavam Maura Ribeiro, 41 anos e seu filho Fernando Ribeiro, ambos residentes em Corumbá, que foram identificados pelo motorista como as pessoas que o contrataram para fazer o transporte da droga de Corumbá para Bauru. A terceira pessoa, que estava no banco traseiro do Gol, foi identificada como Jaydson Cosme Aquino Vasconcelos, no momento sob “regime condicional”, circunstância que o impede de se ausentar da localidade do cumprimento da pena sem que seja autorizado pela justiça.
Jaydson, embora não tenha sido constatado seu envolvimento direto no tráfico dos 52 quilos de cocaína, também ficou preso em razão da desobediência judicial.
Os parentes do motorista da carreta, que desconheciam a sua atividade criminosa, foram liberados.
Maura e seu filho possuem antecedentes pela prática do crime de tráfico e, no momento, estavam sob investigações da PF por explorarem o tráfico na rota fronteira da Bolívia - interior de São Paulo.
Maura Ribeiro, seu filho Fernando e o motorista Ortiz foram autuados em flagrante pelo crime de tráfico de drogas, podendo, cada um, pegar até 15 anos de reclusão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LEGISLATIVO
Isenção de ICMS sobre subvenção tarifária é validada pela AL
BATAGUASSU
Homem é preso por furtar GPS de veículo oficial
ECONOMIA
Auxílio emergencial com valor menor pode custar R$ 17 bi por mês
DOURADOS
Audiências de prestação de contas do município acontece nesta sexta-feira
JUSTIÇA E SAÚDE
Revogada portaria com punições a quem descumpria quarentena
EFEITO COVID-19
Consultas para tratamento do câncer diminuem 30% em hospital de Campo Grande
POLÍTICA
População pode participar da revisão do Plano Diretor de Dourados
COVID-19
Planos de saúde incluirão mais 6 exames na lista obrigatória
MATO GROSSO DO SUL
Governo faz testes em massa de coronavírus em regiões com surto de Covid-19
NO PALÁCIO DA ALVORADA
Ação contra fake news é para censurar mídias sociais, diz Bolsonaro

Mais Lidas

DOURADOS
Paciente com suspeita de coronavírus afasta mais de 20 profissionais da saúde no HV e UPA
PANDEMIA
Dourados é "campeã" de casos de coronavírus em MS pelo 3º dia consecutivo
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher