Menu
Busca segunda, 01 de junho de 2020
(67) 99659-5905

Pessoas são mais sadias nos fins de semana, diz estudo

19 janeiro 2010 - 17h16

Lembra quando na abertura do velho (e bom desenho) dos Flintstones Fred ouvia o sinal no local de trabalho, gritava seu Yabadabadu e corria para casa feliz e contente? Quando criança não podíamos entender essa sensação de júbilo do pai de família, mas depois de adulto descobrimos que era a representação máxima do começo de um fim-de-semana (que no Brasil vai de sexta à noite até a música do Fantástico no domingo).
Agora, pesquisadores do departamento de psicologia da Universidade de Rochester nos Estados Unidos, estudaram atentamente o chamado "efeito fim-de-semana" e descobriram que são nesses dois dias que as pessoas se sentem mais completas, realizadas, saudáveis e até mesmo mais eficientes. Segundo um dos líderes do projeto, as pessoas tem de entender que é o período que provê condições críticas de laços com outras pessoas, exploração de interesses e relaxamento, necessidades psicológicas básicas para qualquer pessoa e assim ninguém deveria se atulhar de trabalho nesses dias.

Por três semanas, 74 adultos entre 18 e 62 anos, que trabalham mais de 30 horas por semana, foram monitorados três vezes ao dia. Ao serem bipados, eles deveriam preencher um curto questionário descrevendo sua atividade naquele momento e usando uma escala de um a sete, classificavam-nas, levando em conta sentimentos positivos como prazer e felicidade, assim como negativos como estresse, raiva e depressão. Efeitos físicos como dor de cabeça, problemas digestivos e respiratórios e falta de ânimo também eram anotados.

No final, o resultado mostrou que homens e mulheres sentem-se bem melhor nos fins de semana, independente de quanto dinheiro ganham, quantas horas trabalham, nível de educação, status marital etc. E um dos motivos principais para essa boa sensação é a liberdade de escolher o que quer fazer e não se sentir forçado em entrar em ocupações só por obrigação. E mais, os participantes declararam que nesses dias, acabam sendo mais eficientes em suas tarefas. O estudo completo sairá na edição de janeiro do periódico Journal of Social and Clinical Psychology e os autores esperam que levante questões em como o ambiente pode ser mais estruturado para focar no bem estar dos trabalhadores.

Deixe seu Comentário

Leia Também

APOSENTADORIA
INSS: último balanço mostra 1,8 milhão de benefícios represados
POLÍCIA
Foragido há dois anos acusado de matar idoso estrangulado é preso
CONVERSA COM BIAL
'O presidente esqueceu de combinar comigo', diz Aras sobre nota de Bolsonaro
JUSTIÇA
TJ/MS manda Delegado acusado de furtar droga de volta para a prisão
GERAL
Cartórios de notas realizam serviços por videoconferência em todo país
CAPITAL
Seis meses de namoro terminam com jovem agredida a capacetadas
UEMS
Convênio seleciona bolsistas em Campo Grande e em Dourados
CAMPO GRANDE
Homem encontrado morto em cachoeira é de SP e tinha 58 anos
TRABALHO REMOTO
TRE-MS disponibiliza balanço semanal das atividades
AVANÇO DA COVID-19
Brasil registra 623 mortes por coronavírus em 24 horas e chega a 29.937

Mais Lidas

PANDEMIA
Estado alerta que Dourados deve ser cidade com mais casos de Covid-19 na próxima semana
POLÍCIA
Homem encontrado morto sob a ponte do Calarge tinha 38 anos
DOURADOS
HU emite nota de esclarecimento sobre atendimento de mulher que morreu com Covid-19
DOURADOS
Homem é encontrado morto embaixo de ponte no córrego Laranja Doce