Menu
Busca domingo, 07 de março de 2021
(67) 99257-3397

Pesquisador da UNB palestra amanhã sobre Educação

15 outubro 2003 - 13h26

O professor do Laboratório de Psicologia do Trabalho da Universidade de Brasília (UNB), Wanderley Codo, é autor de uma pesquisa reveladora sobre o ofício de ensinar. Ele fala sobre este assunto amanhã, 16, a partir das 8h30, no Teatro Dom Bosco, em Campo Grande, na palestra Educação: carinho e trabalho. A palestra é um dos vários eventos do Mês do Professor, organizado pela Secretaria de Estado de Educação para valorizar os trabalhadores em educação e levar a sociedade a uma reflexão sobre exercício da profissão. Participam do encontro o secretário de Estado de Educação, Hélio de Lima, e profissionais ligados à área. Educação: carinho e trabalho é o tema do livro, resultante da pesquisa, que trata dos problemas de saúde enfrentados pelos educadores. Entre eles, despersonalização, exaustão emocional e baixo comprometimento, que podem ser resumidos na chamada síndrome de burnout. Ao pé da letra, burnout quer dizer algo como “perder o fogo”, “perder a energia”. É o sentimento de desestímulo. Após dois anos e meio de investigação, 52 mil educadores entrevistados em 1440 escolas espalhadas em todos os estados do Brasil, descobriu-se que burnout é uma doença que atinge os profissionais mais dedicados e que, até agora, não tem cura. A pesquisa foi feita em parceria com o Laboratório de Psicologia do Trabalho da Universidade de Brasília (LPT-UnB) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). Primeira pesquisa nacional de que se tem notícia no mundo que aborda de forma abrangente este assunto.Segundo o secretário Hélio de Lima, que já conhece o trabalho, ensinar é uma profissão mais desgastante mas também a mais completa. “Ela sintetiza todas as outras. O professor exerce ao mesmo tempo o papel de médico, terapeuta, pai, amigo, conselheiro, que se estende também à família do aluno.” A vinda do pesquisador ao Estado para falar sobre esse assunto, explica Hélio é para sensibilizar os próprios trabalhadores e levar a sociedade a uma reflexão sobre a complexa atividade de ensinar, para que assim passe a valorizar os profissionais. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde lança guia alimentar de bolso para menores de 2 anos
SAÚDE
Saúde lança guia alimentar de bolso para menores de 2 anos
Covid-19: mortes ultrapassam 264 mil e casos chegam a quase 11 milhões
BRASIL
Covid-19: mortes ultrapassam 264 mil e casos chegam a quase 11 milhões
Assunção registra violência após resposta à pandemia gerar protestos
INTERNACIONAL
Assunção registra violência após resposta à pandemia gerar protestos
DAC vence o Novo por 3X0, em Campo Grande
DOURADOS
DAC vence o Novo por 3X0, em Campo Grande
Fazendeiro é autuado por exploração ilegal de madeira
AQUIDAUANA
Fazendeiro é autuado por exploração ilegal de madeira
PANDEMIA
Prorrogada situação de calamidade pública em dois municípios
ABERTO DE TÊNIS
Djokovic confirma retorno ao circuito no Aberto de Miami
MATO GROSSO DO SUL
Executivo envia projeto para criar fundação de apoio à pesquisa e à Educação
VÔLEI
CBV divulga calendário das quartas de final da Superliga Feminina
POLÍCIA
Caminhão com pneus do Paraguai foi apreendido pelo DOF durante a Operação Hórus

Mais Lidas

PONTA PORÃ
Casal é assassinado na fronteira e corpos são deixados um ao lado do outro
EXECUÇÃO
Executado na fronteira era publicitário e morador em Dourados
DIÁRIO OFICIAL
Guarda municipal de Dourados condenado por tráfico em SP é demitido
MATO GROSSO DO SUL
Ministro da Justiça lamenta morte de coronel Adib e posta foto antiga do GOF