terça, 09 de agosto de 2022
Dourados
16°max
12°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Pesquisador da UNB palestra amanhã sobre Educação

15 outubro 2003 - 13h26

O professor do Laboratório de Psicologia do Trabalho da Universidade de Brasília (UNB), Wanderley Codo, é autor de uma pesquisa reveladora sobre o ofício de ensinar. Ele fala sobre este assunto amanhã, 16, a partir das 8h30, no Teatro Dom Bosco, em Campo Grande, na palestra Educação: carinho e trabalho. A palestra é um dos vários eventos do Mês do Professor, organizado pela Secretaria de Estado de Educação para valorizar os trabalhadores em educação e levar a sociedade a uma reflexão sobre exercício da profissão. Participam do encontro o secretário de Estado de Educação, Hélio de Lima, e profissionais ligados à área. Educação: carinho e trabalho é o tema do livro, resultante da pesquisa, que trata dos problemas de saúde enfrentados pelos educadores. Entre eles, despersonalização, exaustão emocional e baixo comprometimento, que podem ser resumidos na chamada síndrome de burnout. Ao pé da letra, burnout quer dizer algo como “perder o fogo”, “perder a energia”. É o sentimento de desestímulo. Após dois anos e meio de investigação, 52 mil educadores entrevistados em 1440 escolas espalhadas em todos os estados do Brasil, descobriu-se que burnout é uma doença que atinge os profissionais mais dedicados e que, até agora, não tem cura. A pesquisa foi feita em parceria com o Laboratório de Psicologia do Trabalho da Universidade de Brasília (LPT-UnB) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). Primeira pesquisa nacional de que se tem notícia no mundo que aborda de forma abrangente este assunto.Segundo o secretário Hélio de Lima, que já conhece o trabalho, ensinar é uma profissão mais desgastante mas também a mais completa. “Ela sintetiza todas as outras. O professor exerce ao mesmo tempo o papel de médico, terapeuta, pai, amigo, conselheiro, que se estende também à família do aluno.” A vinda do pesquisador ao Estado para falar sobre esse assunto, explica Hélio é para sensibilizar os próprios trabalhadores e levar a sociedade a uma reflexão sobre a complexa atividade de ensinar, para que assim passe a valorizar os profissionais. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista embriagado é preso após capotar veículo na BR-376
ANGÉLICA

Motorista embriagado é preso após capotar veículo na BR-376

ELEIÇÕES 2022

Lula e Bolsonaro devem ter quase metade do horário eleitoral

Pais precisam arrecadar R$ 100 mil para custear tratamento de bebê

JUDICIÁRIO

Mutirão resulta em 2.400 sentenças sobre Violência Doméstica

Manifestantes liberam circulação de veículos na fronteira com a Bolívia
CORUMBÁ

Manifestantes liberam circulação de veículos na fronteira com a Bolívia

DOURADOS 

Alunos da UFGD recebem prêmio de R$ 100 mil por modelo de negócio

Pista molhada e vento forte provocam acidente com ambulância

UEMS

Doutorado em Recursos Naturais prorroga inscrições de processo seletivo

Morador em MS é preso durante operação contra lavagem de dinheiro

JUSTIÇA

CNJ lança formulário sobre violência contra comunidade LGBTQIA+

Mais Lidas

BR-376

Lutador de MMA douradense é preso com mais de 40 quilos de cocaína

TRAPALHADA

Ladrão esquece mochila aberta e dinheiro roubado voa durante fuga

Adolescente fica gravemente ferido após caminhonete capotar na MS-141

COXIM

Casal de idosos foi morto por menores que levaram R$ 20