Menu
Busca terça, 13 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Pesquisa mostra que custo da lavoura subiu 250%

30 maio 2005 - 09h39

Levantamentos realizados Unigran mostram que os custos de produção das lavouras, principalmente da soja, subiram cerca de 250% nos últimos cinco anos. Os insumos, adubos e óleo diesel estão entre os itens que tiveram as maiores altas de preço. Com a elevação dos custos, a queda do dólar e o baixo preço das commodities no mercado, os agricultores estão acumulando prejuízos.
Os estudos foram feitos pelo economista Domingos Venturini a pedido do presidente de honra da instituição, o deputado federal Murilo Zauith (PFL) para subsidiar os trabalhos da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados e apresentados durante reunião da Comissão com cerca de 500 produtores rurais ocorrida na semana passada em Dourados durante a 41aExpoagro.
De acordo com Murilo, os dados irão embasar os trabalhos da Comissão, que é presidida pelo deputado federal Ronaldo Caiado (PFL-GO). "Precisamos de uma nova política agrícola para o país. Hoje o setor produtivo paga uma carga excessiva de impostos e acumula prejuízos", afirmou Murilo Zauith.
Conforme os levantamentos feitos pela Unigran através de Venturini, somente o óleo diesel teve reajustes acumulados de 180%. O combustível passou de R$ 0,69 em 2000 para até R$ 1,95 em 2005. A alta dos insumos de 2000 a 2004 teve uma variação positiva de 200 a 250%. "Os números demonstram claramente que esta situação precisa ser rediscutida e, com urgência, acrescentou Murilo.
Os estudos apontam, por exemplo, que enquanto historicamente o preço da saca de soja no mercado fica entre US$ 10 e US$ 11, na safra 2004 o custo de produção chegou a US$ 17. Esse fator, somado à queda na produção provocada pela estiagem fez com que o prejuízo dos agricultores fosse ainda maior.
Nesta terça-feira, dia 31, produtores rurais farão protestos em todo o país cobrando mudanças na política econômica do governo federal para o setor rural. Em Dourados, centenas de tratadores e colheitadeiras deverão ocupar a área central da cidade em movimento que está sendo organizado pelo presidente do Sindicato Rural, Gino Ferreira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bebê de 40 dias morre vítima da Covid-19 após ficar intubada por 10 dias
Bebê de 40 dias morre vítima da Covid-19 após ficar intubada por 10 dias
LIMINAR
Rosa Weber derruba trechos de decretos de Bolsonaro sobre porte de armas
BRASILÂNDIA
Funcionário de fazenda descobre furto de 50 cabeças de gado
GERAL
INSS retoma atendimentos presenciais nas regiões Norte e Centro-Oeste
Pedida prisão preventiva de ex-marido que matou professora a pauladas
SIDROLÂNDIA
Pedida prisão preventiva de ex-marido que matou professora a pauladas
AGEHAB
Renda para adesão a programas habitacionais varia de R$ 1,3 mil a R$ 4,7 mil
COTAÇÃO
Eletricista é agredido até desmaiar após colegas descobrirem maconha em carro
TENNESSEE
Tiroteio em escola deixa um morto e vários feridos nos Estados Unidos
Polícia prende homem por roubo de veículo e descobre outros dois furtos
COMISSÃO NO SENADO
Pacheco fará consulta para saber se CPI pode investigar governadores

Mais Lidas

ITAPORÃ
Jovem morta com tiros de escopeta tinha passagem por tráfico de drogas
IZIDRO PEDROSO
Estado doará terrenos e busca parceria para construir casas populares em Dourados
DOURADOS
Homem foi baleado com cinco tiros no Parque do Lago II
DOURADOS
Homem sofre tentativa de homicídio na região do Parque do Lago II