Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Pesquisa mostra alta de 2,3% na cesta básica e grande variação de valores de produtos

02 junho 2020 - 14h50Por Gizele Almeida

Pesquisa do Procon (Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor) divulgada nesta terça-feira (02), aponta alta de 2,3% no valor da cesta básica em Dourados, no comparativo com o mês de maio. O levantamento foi feito em 12 supermercados do município, com coleta de preços de 29 itens. 

Conforme os dados, a cesta básica mais barata encontrada, fica no valor de R$ 131,88, sendo a mais cara no valor de R$ 181,85, ou seja, diferença de R$ 49,97 (diferença no valor global dos produtos). 

É possível notar variação significativa no valor dos produtos de um estabelecimento para o outro. O leite em pó integral (400g) apresenta a mais alta variação de preços (275,44%), com o mais barato encontrado a R$ 3,99 e o mais caro a R$ 14,98, o extrato de tomate 350 ml teve diferença de 235,29% entre o menor preço (R$1,19) e o maior preço (R$ 3,99); a goiabada 600 gr teve diferença de 267,44%, com menor preço encontrado a R$ 2,58 e o maior preço a R$ 9,48; o macarrão obteve uma diferença de 104,40%, com o menor preço a R$ 1,59 e o maior preço a R$ 3,25.

No segmento hortifruit, a cebola contou com variação de 63,40% entre o valor mínimo encontrado (R$ 4,59) e o valor máximo (R$ 7,50), já a batata contou com variação de 70,28%, entre o valor mínimo encontrado (R$ 3,87) e o valor máximo encontrado (R$6,59). 

No segmento de produtos de limpeza,  sabão em pó kg apresentou diferença de 197,60%, com menor preço a R$ 2,99 e o maior preço a R$ 8,90 e o sabão em barra pacote 5 unidades apresentou uma diferença de 74,94%, com valor mínimo encontrado a R$ 3,99 e valor máximo a R$ 6,98.

Foram encontrados 11 produtos com diferença superior a 100% entre os estabelecimentos com menor preço para o maior, como, por exemplo, sal, macarrão, sabonete, erva-mate tereré e o papel higiênico.

Em relação à pesquisa do mês de maio de 2020 houve aumento de 2,3% no valor global dos produtos. A batata, cebola, extrato de tomate e o feijão foram os produtos que tiveram maior índice de aumento de preço em comparação com a pesquisa anterior.

O Procon orienta que o consumidor deve ficar atento às especificações contidas na embalagem, como prazo de validade, composição e peso líquido do produto.

Os telefones do Procon são 3411-7754 e 151.

Acesse a pesquisa completa aqui

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Consumidor poderá tirar dúvidas sobre valor cobrado na conta de luz
BRASIL
Decotelli atualiza o currículo e diz que foi ministro da Educação por seis dias
MS
Mais de 6,8 mil materiais produzidos nas mãos de reeducandos garantem maior proteção em atendimentos no HR
ESPORTES
Partida entre Fluminense e Botafogo será transmitida em TV aberta
REGIÃO
PMA autua arrendatária de fazenda em R$ 9 mil por irregularidades com agrotóxicos
SAÚDE PÚBLICA
Macrorregião de Campo Grande já tem 73% do leitos de UTI disponíveis ocupados
ESPORTES
Projeto UEMS Karate JKA faz treinos ao vivo online durante pandemia
REGIÃO
Agepen dobra altura do muro do presídio de Caarapó para reforço na segurança
BRASIL
Rodrigo Maia defende importância de sindicatos
DOURADOS
Presidente da Câmara lamenta morte de secretário e pede esclarecimento dos fatos

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
PANDEMIA
Mulher morre de covid-19 logo após dar à luz em Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
CAMPO GRANDE
Jovem que estava desaparecida é encontrada morta