Menu
Busca sexta, 05 de junho de 2020
(67) 99659-5905

Pescadores e caçadores presos com pescado e carne de caça

18 fevereiro 2010 - 11h24

Policiais Militares Ambientais de Corumbá, em fiscalização na região da Estrada-Paque, próximo ao Porto da Manga, no Pantanal, prenderam na noite de ontem, dois pescadores com 92 quilos de pescado.
Irailton Oliveira Santana, vulgo “baianinho”, de 36 anos, e Marcelo Nunes Monteiro, de 39 anos, ambos residentes em Corumbá, foram surpreendidos em uma caminhonete GM/S-10, de cor preta, com placas HTG 6976 de Corumbá e na carroceria, os policiais encontraram 80 quilos de pescado da espécie cachara (filetados); 12 quilos de pescado da espécie pacu com as medidas: 40,0 cm; 41,0 cm; 42,0 cm e dois de 43,0cm - tamanhos inferiores ao permitido pela legislação
vigente, que é de 45,0 cm.
O material e o veículo foram apreendidos. Os pescadores receberam voz de prisão e foram encaminhados juntamente com o material apreendido, para delegacia de Polícia Civil de Corumbá, onde foram autuados em flagrante por crime ambiental.
A mesma equipe abordou um veículo Toyota Bandeirantes, com placas HQX 8013, de Corumbá e apreendeu três unidades de animais silvestres abatidos (veado campeiro), totalizando 45 quilos de carne seis quilos de carne de jacaré; cinco unidades de animais abatidos (porco monteiro), totalizando 150 quilos de carne; 25 quilos de lingüiça, além de um revólver calibre 38; dois revólveres calibre 22; uma carabina calibre 22 com capacidade para 15 tiros; 30 munições calibre 38 intactas; 39 munições calibre 22 intactas; sete facas apropriadas para caça.
As armas, o veículo e produtos de caça apreendidos pertenciam a Nestor José de Souza, 53 anos, residente em Corumbá, que praticara a caça ilegal. Ele foi autuado e recebeu multa no valor de
R$ 4.500,00, por matar animais silvestres e também preso por porte ilegal de armas de fogo.
Nestor também foi encaminhado, juntamente com o material de caça e armas, para a Delegacia de Polícia Civil da cidade de Corumbá, onde foi autuado em flagrante pelo crime de caça e porte ilegal de arma.
Nestor estava caçando na companhia de Martinho da Rosa Moraes, 48 anos e abateram os animais silvestres, no pantanal da região da Nhecolândia, a 100 Km distante da Cidade de Corumbá. Martinho também responderá pelo crime e receberá multa, assim que seja localizado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Polícia Militar flagra dupla armada na região do Parque das Nações
AVANÇO DA COVID-9
Brasil passa a Itália e se torna 3º país com mais vítimas do coronavírus
PONTA PORÃ
Veículos com maconha que seguiam para MG e SP são apreendidos
LIVE SEMANAL
Bolsonaro diz que manifestantes contrários são "terroristas"
CAPITAL
Motorista bêbada oferece R$ 500 a PMs após atropelar entregador
JUSTIÇA
Incorporadora deve rescindir contrato e devolver 75% pago por terreno
BATAGUASSU
Homem tenta entrar em presídio com droga em creme dental e acaba preso
FACADA
MPF conclui que Adélio agiu sozinho em ataque contra Bolsonaro
SETE QUEDAS
Polícia apreende veículo com quase 400 quilos de maconha na MS-160
CORONAVÍRUS
Em uma semana, laboratório da UFGD realiza 129 exames de covid-19

Mais Lidas

EPICENTRO
Casos de coronavírus "explodem" e Dourados registra recorde de confirmações
PANDEMIA
Novo epicentro, Dourados é a cidade com mais casos de coronavírus em MS
PANDEMIA
Comitê aponta surtos de coronavírus em dois pontos de Dourados
TRÁFICO DE DROGAS
Casal é preso após entreposto da droga ser fechado em Dourados