Menu
Busca terça, 07 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Penitenciárias receberão ações da saúde e justiça

31 dezembro 2003 - 11h44

A saúde é um direito de todo cidadão, esteja ele privado ou não de sua liberdade. É o que garante a Constituição Federal. Com base na legislação, o Ministério da Saúde e o Ministério da Justiça estão elaborando, em parceria, o Plano Nacional de Saúde no Sistema Penitenciário. A proposta é organizar ações e serviços de atenção básica à saúde em presídios de todo o Brasil. Bahia, Ceará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe já estão se organizando para implantar o programa. A expectativa é de que no início de 2004 esses estados estejam habilitados.O plano foi aprovado em agosto, na reunião da Comissão Intergestores Tripartite, e prevê orçamento anual de aproximadamente R$ 26 milhões. Em unidades com mais de 100 presos, equipes de saúde vão atuar 20 horas por semana. O incentivo para cada equipe implantada será correspondente a R$ 40 mil por ano. “Com essa iniciativa, a população penitenciária será incluída no Sistema Único de Saúde (SUS)”, assinala a consultora técnica do Ministério da Saúde, Cristina Fernandes.Até a construção dessa proposta, apenas algumas ações de saúde eram realizadas em presídios, como as de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DST) e Aids, de redução de danos associados ao uso abusivo de álcool e outras drogas, e imunizações. Segundo Cristina Fernandes, o Plano Nacional é uma conquista histórica tanto para o SUS, quanto para a promoção dos direitos sociais do cidadão. “É a primeira vez que se aprova uma política que define o acesso da população confinada aos diversos níveis de atenção à saúde”, afirma. “É uma população que, devido as suas condições de confinamento e aos vários agravos de saúde decorrentes dessa condição, precisa ser atendida”, acrescenta.Elaborado pelas áreas técnicas dos ministérios da Saúde e da Justiça, com apoio do Conselho Nacional de Secretários de Estado de Saúde (Conass) e Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems), o plano irá atender, aproximadamente, 210 mil pessoas presas, acima de 18 anos. Colônias penais e manicômios judiciários também estão incluídos na proposta.Nas penitenciárias com mais de 100 pessoas, serão implantadas ações e serviços de saúde, por meio de equipes formadas por médicos, enfermeiros, assistentes sociais, odontólogos, psicólogos, auxiliares de enfermagem e de consultório dentário. Os estabelecimentos de saúde dessas unidades prisionais serão registrados no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde do SUS. As equipes serão capacitadas pelas secretarias de estado de Saúde e de Justiça.Nas unidades prisionais com até 100 presos, o atendimento será realizado por profissionais das secretarias municipais de Saúde. “Organizar ações e serviços de saúde em presídios é um grande avanço, considerando as dificuldades históricas de encaminhamentos e deslocamento dessa população até esses serviços”, explica Cristina Fernandes.As equipes vão atuar na prevenção de doenças como tuberculose, hanseníase, diabetes, hipertensão, hepatites, DST e Aids, além de ações de prevenção de problemas psicossociais causados pelo confinamento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SÃO PAULO
Sul-mato-grossense leva 12 facadas e crime é transmitido ao vivo
JUDICIÁRIO
STF: acordos de redução de salários devem passar por sindicatos
CAPITAL
Polícia localiza pai que fez ‘zerinho’ com filho no para-lama de moto
ÁGUA CLARA
Ex-prefeito é condenado a devolver R$ 430 mil por contratos sem licitação
EDUCAÇÃO
Enem: começa prazo para solicitação de isenção de taxa
CAMPO GRANDE
Após se envolver em acidente, homem é agredido e tem carro roubado
IMUNIZAÇÃO
Saúde distribui 300 mil doses de vacinas contra influenza aos municípios
BOLSAS
Fundect prorroga Edital com 50 vagas de remuneração de R$ 4 mil
NOVO HORIZONTE
Homem é preso em flagrante após tentar matar ex-mulher a facadas
TECNOLOGIA
Clientes do Banco do Brasil podem sustar cheques por aplicativo

Mais Lidas

DOURADOS
Dois homens são executados por dupla de moto no Jardim Carisma
FLEXIBILIZAÇÃO
Com restrições, comércio volta a funcionar amanhã em Dourados
COVID-19
Estado tem mais três confirmações do novo coronavírus em 24 horas, todas no interior
DOURADOS
Polícia apura que filho matou pai a pauladas após agredir a mãe grávida