Menu
Busca sexta, 07 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Pelo menos quatro mortos e 35 sobreviventes após naufrágio

10 agosto 2004 - 23h22

Pelo menos quatro pessoas mortas, 39 desaparecidas e 35 sobreviventes é o saldo do naufrágio de um grupo de dominicanos que embarcou no passado 29 de julho para Porto Rico em busca de uma vida melhor. Os viajantes, que partiram da foz do rio Barracote, no nordeste do país, foram resgatados hoje, terça-feira, depois das 16.00 hora local (17.00 de Brasília) na praia de Matancita de Nagua, 180 quilômetros ao nordeste de Santo Domingo, depois de mais de dez dias em um navio à deriva. Os sobreviventes apresentavam queimaduras e desidratação, segundo explicou a diretora da Defesa Civil de Nagua, Minerva Santos, que confirmou que dois dos cadáveres foram encontrados na margem da praia. À polícia e à Defesa Civil revelou que muitos dos sobreviventes se encontram em delicado estado de saúde, por isso os doentes mais críticos serão transferidos a hospitais de Santo Domingo e Santiago (norte), a segunda maior cidade do país. As autoridades encontraram a embarcação depois que um grupo de quinze sobreviventes conseguiu chegar nadando a terra firme e alertar da situação, explicou Ezequiel Castillo, presidente da Sala Capitular da Prefeitura de Nagua. Uma das sobreviventes, Adalis de Jesús Reyes, de 27 anos, internada no hospital público de Nagua, disse às autoridades que muitos dos viajantes se desesperaram e começaram a atirar-se ao mar, enquanto que outros que iam morrendo por fome e desidratação eram jogados à água. Além disso, disse que eram mais de oitenta dominicanos os que estavam na embarcação, "porque enquanto a yola (barca) saía da praia, outros começaram subir". Também revelou que durante os dias que estiveram à deriva houve momentos que viam ao longe luzes, mas que não sabiam se eram de Porto Rico ou Samaná (nordeste dominicano). Por sua vez, Amada López, a governadora da província María Trinidad Sánchez, à qual pertence Nagua, apontou que se está providenciando um helicóptero para transladar alguns dos sobreviventes a outros hospitais. Os médicos do hospital público de Nagua denunciaram que esse centro de saúde sofre longos blecautes e carece dos remédios e equipamentos necessários para atender a tantos pacientes, por isso alguns foram trasladados a outros centros de San Francisco de Macorís (nordeste) e Santiago. As autoridades e organismos de socorro buscaram hoje os desaparecidos até que caiu a noite e amanhã iniciarão de novo a busca.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saiba o que são e como ganhar dinheiro com infoprodutos
NEGÓCIOS & CIA
Saiba o que são e como ganhar dinheiro com infoprodutos
BRASIL
Acordo sobre quebra de patente pode levar meses, dizem especialistas
Após colidir com moto em poste, jovem morre no HV
DOURADOS
Após colidir com moto em poste, jovem morre no HV
Unidades educacionais tem espaço ideal para divulgar serviços no caderno "Educação" do Dourados News
EDUCAÇÃO
Unidades educacionais tem espaço ideal para divulgar serviços no caderno "Educação" do Dourados News
PF deflagra operação contra o tráfico após flagrar homem recebendo ecstasy via Correios
ESCOBART
PF deflagra operação contra o tráfico após flagrar homem recebendo ecstasy via Correios
REGIÃO
Casal em moto morre após colidir contra carreta na MS-145
DOURADOS
Prefeitura corrige decreto e dá mais duas horas de expediente ao comércio no sábado
BR-163
Viatura da PRF estava com três ocupantes quando colidiu contra carreta em rodovia
TRÂNSITO
Detran/MS promove nesta sexta-feira "live" sobre o Maio Amarelo
CLIMA
Dourados tem previsão de frio recorde no fim de semana

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher presa com armas, drogas e veículos mantinha relacionamento com interno da PED
DOURADOS
Pancadaria em motel termina na delegacia com três pessoas detidas
JÓQUEI CLUBE
Jovem é presa em Dourados com armamento de uso restrito, drogas e veículo clonado
DOURADOS
Carga de tijolos cai de caminhão em rotatória na Coronel Ponciano; veja vídeo