Menu
Busca sábado, 15 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Pelé admite lei capenga e responsabiliza os clubes

14 setembro 2004 - 23h37

Figura pública que já associou seu nome a diversos produtos, de aparelhos eletrônicos que prometem emagrecer a medicamentos para disfunção erétil, Pelé emprestou sua imagem nesta terça-feira à promoção de uma empresa que fabrica grama sintética para a prática esportiva. Em entrevista, Pelé critica administração dos grandes clubes de futebol do Brasil .O maior jogador de futebol de todos os tempos entrou no evento pisando em ovos, imaginando escapar de temas polêmicos. Mas, de cara, Pelé deu uma leve escorregada. Incentivado a pisar em uma amostra de grama artificial, o astro, num misto de ingenuidade e desconhecimento, perguntou: "mas não vai estragar?". Depois do pequeno constrangimento com a empresa organizadora do evento, o "Rei" teve um contratempo maior, ao ser confrontado pela imprensa sobre os efeitos da lei implementada no esporte que carrega o seu nome. Promulgada na gestão do presidente Fernando Henrique Cardoso, a Lei Pelé, entre diretrizes menos polêmicas, alterou a forma como os jogadores de futebol são negociados. Na visão dos clubes, a medida é encarada como vilã. Com a bandeira de oferecer maior liberdade trabalhista aos atletas, a lei acabou transferindo o poder das equipes para as mãos dos empresários. Isso é o que pensam os clubes, que vêem a receita de negociações de jogadores comprometida. Na análise do próprio Pelé, ex-ministro do Esporte, a lei acabou não servindo o futebol brasileiro como deveria porque pegou leve demais com a cúpula que o dirige. "A Lei Pelé foi um grande avanço, mas acabou saindo capenga. O "lobby" dos clubes impediu que conseguíssemos aprovar a responsabilidade administrativa dos dirigentes, a prestação pública de contas. Por isso não fiquei satisfeito", afirmou. A emenda que não passou na Lei Pelé acabou sancionada pelo presidente Lula, com a aprovação do Estatuto do Torcedor em 2003, oficializando enfim a responsabilidade pública de administração dos clubes brasileiros.das acusações de que a lei que carrega o seu nome acabou prejudicando os grandes clubes brasileiros, Pelé, em tom de desabafo, afirma que são os dirigentes que devem ser acuados e cobrados pelos transtornos administrativos do futebol. "As pessoas discutem a Lei Pelé. Mas por que ninguém vai aos clubes? Por que não vão perguntar lá no Flamengo cadê os US$ 80 milhões da ISL? Por que não vão no Vasco e perguntam onde estão os US$ 70 milhões do National Bank? Por que não vão ao Corinthians e perguntam cadê o dinheiro da Hicks?", retrucou. Depois do breve momento de desabafo, Pelé ainda afirmou trabalhar ativamente nos bastidores do futebol para trazer a Copa do Mundo de 2014 para o Brasil. Se o rodízio de continentes promovido pela Fifa vingar, o país deve ficar com a escolha da América do Sul para o Mundial daqui a dez anos."O Ricardo Teixeira foi inteligente ao abrir mão da disputa por 2010. Na época, falei para ele: "vamos ajudar a África. Depois eles nos ajudam". Me orgulho de ter ajudado a Copa a ir para a África, assim como ajudei o Japão e os Estados Unidos", declarou. "Só espero que o Brasil esteja bem até lá", completou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TV furtada de estabelecimento comercial é recuperada e mulher presa por receptação
DOURADOS
TV furtada de estabelecimento comercial é recuperada e mulher presa por receptação
Deputado quer posto de saúde para atender cinco bairros em Dourados
LEGISLATIVO DE MS
Deputado quer posto de saúde para atender cinco bairros em Dourados
LEVOU OUTROS PERTENCES DO 'BAÚ'
Jovem tem moto furtada no centro de Dourados
Detran-MS continua mutirão de renovação de CNH com EAR neste sábado
PERMISSÃO
Detran-MS continua mutirão de renovação de CNH com EAR neste sábado
Bandido furta comércio e é preso logo depois com bebidas que havia levado
DOURADOS
Bandido furta comércio e é preso logo depois com bebidas que havia levado
CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
SAÚDE & BEM-ESTAR
Hospital dos Olhos Dourados orienta sobre a importância do acompanhamento oftalmológico na infância
ACIMA DE 69 ANOS
Dourados tem 'Dia D' para 2ª dose da coronavac em idosos acima de 69 anos
TEMPO
Temperatura continua amena em Dourados e máxima não passa de 26ºC
LEGISLATIVO DE MS
Ato da Mesa Diretora mantém Assembleia fechada para o público na pandemia

Mais Lidas

CORONAVÍRUS
Murilo Zauith passa por reabilitação e segue internado em SP
TRÁFICO DE DROGAS
Chefe do 'Comando Vermelho' e foragido há seis meses é preso em Dourados
DOURADOS
Criança encontrada morta apresentou problemas estomacais uma semana antes
CACHOEIRINHA
Polícia fecha ponto de distribuição de drogas e prende abastecedor